1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

[L] [NeoDeSampa][Passos ecoam]

Tópico em 'Clube dos Bardos' iniciado por NeoDeSampa, 14 Jul 2003.

  1. NeoDeSampa

    NeoDeSampa Usuário

    [NeoDeSampa][Passos ecoam]

    outra ma o meno...fiz quase agora

    ____________________________

    Passos ecoam

    Vê-la, abraçá-la, dizer algumas coisas, não mais do que 3, 4 palavras....
    Isso não foi possível, então decidi volta pra casa. As escadas rolantes o movimento das pessoas, tudo parece mais lento... entro no metro, abro a carteira, pego o bilhete que meu amigo me arranjara a pouco, tudo ao meu redor está lento.


    Meus passos são lentos, não é a correria comum. Pouco me importa se o trem está partindo, espero pelo outro. Paro na faia amarela, olho para os lados, cruzo as pernas e os braços, esperando pelo trem, ele chega, tem lugares mas vou de pe´, duas estações depois desço, faço a baldeação. Com calma vou até as escadas rolantes, o perfume da mulher que me fecha com pressa é forte.

    Meus passos estão lentos, o ambiente parece carregado, um misto de sons chega aos meus ouvidos e são separados aos poucos, o mesmo com cheiros e sensações. Apóio-me em meus joelhos, segurando-me na calça, respiro fundo, parece que corri muito. As pessoas me olham diferente, entro no vagão e me sento no lugar individual, apoio minha cabeça e me seguro, não irei sucumbir, não ali.

    Algumas estações antes fico sozinho no vagão, e quase que me entrego, resisto abaixo a cabeça...
    De repente sou surpreendido por uma voz feminina, calma que é conhecida por mim, levanto a cabeça na esperança, então ouço “Estação terminal, Vila Madalena”... levanto-me, conformado com situação meu passo parece ter volta ao normal, quero o conforto e segurança, não da minha casa, sim quero dela, mas o que me conforta num me quer agora.
     

Compartilhar