1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

[L] [NaVegaDor] [Félix e Rex]

Tópico em 'Clube dos Bardos' iniciado por NaVegaDor, 5 Jan 2003.

  1. NaVegaDor

    NaVegaDor Usuário

    [NaVegaDor] [Félix e Rex]

    Félix e Rex



    Foi um dia difícil. Chegou em casa e deixou as coisas caírem ao chão. Sem muito esforço tentou olhar por baixo dos móveis e chamou, "Humano? Cadê você coisa linda?".

    Mesmo Humano tendo acabado com seus três últimos sofás, só tinha olhos para a perfeição daquela criatura. Era independente, inteligente e destrutivamente divertida. Não era um ser lá muito elegante, mas quem disse que isso importava? Era deliciosamente previsível quando queria algo, com mimos e agrados ao dono e curiosamente imprevisível quando esse algo não dependia deste. Uma graça.

    Talvez a evolução explique aquele peculiar estágio da espécie. Entre os seus semelhantes genéticos não deve ter se destacado muito, era fraco e pouco adaptado à dura realidade do ambiente. Seria de se estranhar que tenha sobrevivido caso no ambiente não houvesse uma outra espécie que os acolhesse e quase os cultuasse. E assim foram evoluindo conjuntamente. Cada vez mais a primeira foi se tornando perfeita aos olhos da segunda. Sorte dela, pois a segunda era quem mandava no pedaço.

    Chega o dia do juízo final. Daquela vez a revolta veio principalmente da água, protagonista de um espetáculo gigantesco e arrasador. Literalmente. Depois que as cortinas se fecham as atenções se voltam à mesa. Não há voz, mas tentarei traduzir aquilo que se diria:

    - Tudo o que começa termina. Mais uma vez a roda pára. Por milênios uma espécie se viu no domínio do mundo. Sua arrogância e ambição a levaram à ruína desencadeando o fim. De acordo com as regras da casa, a anterior indica a próxima espécie a tentar. Depois do fim, sempre há um início.

    Não houve votação ou qualquer coisa do tipo, no fim toda espécie era uma só. Não pareciam muito felizes, mas a escolha foi previsível. Quem esteve mais próximo? Quem lhes agradou mais? Não eram muito diferentes entre si. E mais uma vez a roda voltou a girar. Todos parecem encarar tudo como um grande enigma, um grande jogo que até agora ninguém venceu. E assim tem sido, e pelo jeito, indo pro mesmo destino. Se ninguém ganha, haveria mesmo um jogo? Todos perdem e a casa não parece agüentar muito mais vezes. De qualquer forma, boa sorte ao novo apostador. E os dias passam...

    Foi um dia difícil. Chegou em casa e deixou as coisas caírem ao chão. Sem muito esforço tentou proteger a camisa das patas do animado companheiro que o recebeu festivamente lambendo seu rosto, o que não escapou aos olhares ciumentos de um segundo que lambia a própria pata. Parecia até alguém que sopra as mãos antes de lançar os dados.


    Inspirado em "Sandman : Sonho de Mil Gatos" - Neil Gaiman
     
  2. Goba

    Goba luszt

    UHUUU! Curti bastante seu texto, a forma como ele encara a evolução é demais! :D

    Sou novo por aqui porém já tenho um texto, terror, hehehehe... :twisted:

    Bom, sei que é meio propaganda, mas deixa... hehehe, mas de verdade, gostei bastante de seu texto!

    Elen síla lúmenn' omentielvo! :beer:
     
  3. Green Arrow

    Green Arrow Usuário

    Muito legal a maneira de se tratar o texto, Navegador. Foi realmente bem pensado. Mas vc não vai continuar, neh? :pray:
     
  4. NaVegaDor

    NaVegaDor Usuário

    Hehe, se eu entendi vc está pedindo pra não continuar? :evil: :lol: Não é pra ter continuação.

    Esse texto foi uma experiência. Está cheio de falhas na minha opinião e fico pensando se devo ou não alterar... Na ansia de esconder alguns detalhes acabei exagerando na sutileza e tornando-o enigmático demais. :mrgreen:
     
  5. Clarice Starling

    Clarice Starling Usuário

    Eu acho que você devia trabalhar melhor com a clareza de idéias.
    O texto está excelente, mas eu tive que refletir durante algum tempo para pegar a idéia, digamos que está quase cripotgrafado.
    Se você queria colocar o leitor para pensar, conseguiu. :mrgreen:
     
  6. Green Arrow

    Green Arrow Usuário

    Estou na verdade pedindo para continuar... Mas acho que seria melhor assim. Realmente está um pouco confuso. Sem querer ser chato, acho que poderia ser mais coeso e fluente. Sutileza é bom, mas demais acaba tornando o texto esquisito.... Vide Kafka. :wink:
     
  7. Vinci

    Vinci Usuário

    TODOS LERAM KAFKA MENOS EU????????????

    Ok, NaVegaDor, o texto tem uma idéia legal, mas poderia ser escrito de forma mais clara. Pelo que eu entendi, os animais dominavam e os humanos eram "animais" naquele tempo.
    Então a água falou (?) que ia ter uma mudança e a próxima parte do texto narra o homem chegando e adorando o animal?
     
  8. NaVegaDor

    NaVegaDor Usuário

    Yeah! :lily:

    Isso... +ou-. Os Gatos mandavam, e tinham os humanos por bichinhos. E depois do Juízo Final que veio através da água, alguma entidade (não revelada) faz todo aquele ritual que dá chance ao Homem (Ser escolhido pelos Gatos para dominar). No fim, além de ser uma crítica ao papel da humanidade no mundo dou uma explicação para os humanos gostarem de gatos e destes últimos não gostarem de cachorros (E vice-versa). É como se eles competissem pela atenção humana para ser o próximo "Jogador"... Viagem, não? :mrgreen:
     
  9. Liurom

    Liurom Usuário

    Comentário SdL

    Compreensão do texto

    Posso fazer alguma conjecturas. Na minha interpretação (e isso pode ser totalmente diferente do que você quis dizer) o cão substituiu o homem como espécie dominante e o homem foi rebaixado a uma espécie de animal de estimação. Será isso? Para mim Humano é um humano mesmo. Veja esse trecho:
    Essas características podem até ser aplicadas a um chachorro, soam bem para humanos, não acha? Você descreve depois duas espécies (que parecem ser humano e cão). E aí vem o apocalipse:
    Para mim, no texto está claro que os humanos não agradaram. Daí que a outra espécie, ou seja, o cão, deve ter sido a contemplada.
    Mesmo que não seja esse o significado original do texto, é uma interpretação possível, não acha? :wink:

    Pontos positivos:

    A principal qualidade do texto, na minha opinião, é a inteligência. O texto é denso, pleno de idéias. Cria imagens interessantes, mesmo para o leitor desatento. O apocalipse que vem das águas, por exemplo. A sucessão dessas imagens cria um efeito estético interessante. Não sei se eu fui muito claro... :o?: Em suma, o texto prendeu minha atenção porque inteligente. Gostei mesmo. :clap:

    Pontos negativos:

    O caráter enigmático do texto pode ser uma qualidade ou um defeito. Depende mesmo é da preferência de cada um. Eu gosto de sutileza. Acho que é um ingrediente necessário em qualquer texto ficcional. Também gosto de lacunas, pois isso estimula a imaginação do leitor. Finalmente, aprecio textos com pontos obscuros, especialmente quando se trata da descrição de pensamentos dos personagens. Agora, eu não gosto muito quando a mensagem principal não é suficientemente clara. Veja bem, isso é uma questão de gosto. É como se você tivesse exagerado um pouco na dose do tempero. Na minha opinião, o texto devia ser menos sutil em certos momentos.

    É isso.:D
    Observação: gostei dos seus comentários a respeito do meu conto, e já os respondi lá no outro tópico.
     
  10. NaVegaDor

    NaVegaDor Usuário

    Liurom, muito boa sua crítica. Adorei os "Pontos", Valeu. Agora respondendo:

    Realmente, você me mostrou que aquela descrição pode servir tanto para humanos quanto cachorros. Acho que cada um vê de uma maneira diferente... Vc gosta mais de cachorros? :mrgreen: De qualquer forma no começo eram Gatos e os Humanos (bichinhos) e depois Humanos dominantes e gatos e cachorros competindo. Os gatos, que acho semelhantes aos humanos (mas vejo que os cachorros tbm) querendo voltar ao poder. Com certeza fui sutil demais, o texto merece correções.

    Dentro da lógica do texto, se as coisas forem justas, eles serão os próximos contemplados. Isso se os gatos perderam o jogo... :lol:
     
  11. Lord Kalaeth

    Lord Kalaeth Cavaleiro de Mordor

    comentário SdL

    Gostei bastante do texto. Sinceramente, não o achei assim tão misterioso quanto isso. Achei mesmo que a ideia não era passar toda a informação,mas só partes dela, e que essas partes foram bem passadas..

    quanto aos pontos negativos e positivos..

    Embora a parte do Juizo final esteja muito bem escrita, achei que não encaixa muito bem.. Parece que foi escrita mais tarde e colada ao texto..
    embora, claro que compreendo a necessidade de existir..

    Mas não consigo perceber se foi escrito como uma explicação para o resto, ou se o resto foi escrito como uma intrudução para isso..

    8ok,não fui mt claro.. =P]
     

Compartilhar