1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

[L] [Haryel] [Poemas da Floresta Dourada]

Tópico em 'Clube dos Bardos' iniciado por Haryel, 24 Out 2005.

  1. Haryel

    Haryel Errou a resposta!4d20 de dano!

    Aiya povão do fórum! Nham, estive sumida mas venho com alguns poeminhas que ando escondendo debaixo do talan, haha!
    Espero que vcs gostem. Todos baseados no universo de Arda.

    Autor: Haryel Nyrwen Lórenyë, pó chamar de Elza!
    Gênero: Poema
    Título: Estrela da Tarde


    "Queira se deixar levar pelo o tempo
    Tempo esse que me deixou a sua espera
    Arwen Undomiél,és estrela da tarde
    A mais bela da Floresta
    Nas noites enluaradas eras tão radiante
    Onde foi seu brilho? Estaria agora distante?
    Oferto meu sincero amor-platônico a ti meu anjo
    Proteges teu coração jovial das trevas
    Ouço-te em meu pensamento e ao teu triste canto
    Espero vivenciar estas Eras
    Longe de ti sou o nada,o espectro
    A pureza de teu amor é o que me mantém perto
    Perto das estrelas,perto do Mar
    Esquecendo minhas saudades,adocicando o meu ar
    És única dentre tantas outras donzelas
    És parte minha,esperando florescer
    És o meu carinho que tanto zelas
    Sou aquela que admite te ter
    Quantas horas ainda virão para meu sonho acabar?
    Como posso acordar de tão belo sonho
    Se tantas Eras eu sonhei,antes de te encontrar?"


    Autor: Haryel Nyrwen Lórenyë, pó chamar de Elza!
    Gênero: Poema
    Título: Elegia para Nimrodel

    Ps: Me inspirei no Lamento de Galadriel ^.^

    "Canto como as folhas caem no chão dourado
    Ouço a melodia ao atravessar o riacho
    Olho para meus amigos no alto dos troncos cinzentos
    Dou adeus a aqueles que estão de partida
    Sinto o cheiro das flores de elanor ao vento
    E agradeço a aqueles que continuam na minha vila

    Receio que ela se vá também
    Saia de seu refúgio e navegue pelo Mar
    Sei que meu amor não a mantém
    E o dia da minha ida,devo esperar

    Canto como as folhas caem em Lórien,meu lar
    Ao longe escuto ela recitando seu lamento
    Ao longe,o céu escuro mostra sua estrelas a brilhar
    E tão perto,minha angústia vem crescendo
    No riacho pousa o meu coração
    O mesmo coração que se recusa a crer
    Que tenho nosso destino em minhas mãos
    Mas tenho medo de ti,para sempre me perder

    Cantei como as ondas do Mar em meu desespero
    Ouvi tua voz na praia me chamando
    Talvez eu tenha ido muito cedo
    Agora estou em outro lugar vagando
    Por ti, eu desisti de meu povo
    Nos Portões da Casa dos Lamentos,eu sofro

    Cantei como os anos se passaram por lá
    Das folhas,tenho minhas lembranças
    De minha gente que ficou a vigiar
    Dos amigos que eram crianças
    São crescidos agora na flor da idade
    E de sua voz que tanto tenho saudade

    Sinto muito se não te encontrei
    Sinto por não te honrar a viagem
    Espero que estejas como te deixei
    No riacho onde tive minha primeira miragem
    Espero o dia que for
    Estou onde não posso sair
    Nosso amor é maior que a dor
    Algum dia vai ser seu dia de partir..."


    Autor: Haryel Nyrwen Lórenyë, pó chamar de Elza!
    Gênero: Poema
    Título: Elegia para Nimrodel p.2


    "Deitado na relva,mirando as estrelas
    A chegada do meu crepúsculo,eu espero,
    As mãos abertas ao ar,buscando tê-las.
    Oh luz de Eärendil,como a quero!

    Deitado na relva,eis onde estou,
    Meu amor sumiu onde meu corpo afundou,
    Não sinto o sopro da vida em meu ser.
    Eterno será meu espírito,no meu padecer.

    Lórien,a Floresta Dourada de outros tempos,
    Não emite mais seu brilho e sua beleza,
    Suas flores sentem a fúria dos ventos,
    E no Riacho apenas se ouve tristeza.

    Séculos se passaram e não encontrarei descanso.
    A triste história agora é lenda esquecida,
    Sobre o amor que vivi,assombro o Riacho manso
    Espero tê-la de volta,há que não a tive em vida"


    Nham... e viva Amroth, o cara mais legas e alma torturada de Lórien!
    :joy:
     
  2. Cavaleira Negra

    Cavaleira Negra Usuário

    Re: Poemas da Floresta Dourada por Haryel


    Está bem bonito!!!

    cavaleira Negra
     
  3. Thor_theOld

    Thor_theOld Banned

    Re: Poemas da Floresta Dourada por Haryel

    Bem legal, parabéns.
     
  4. Cavaleira Negra

    Cavaleira Negra Usuário

    Re: Poemas da Floresta Dourada por Haryel


    Há pessoal que tem jeito, não achas?! Olha este que eu acabei de fazer:

    Luísa
    Emília
    Maria (eu)
    Bárbara
    Ana
    Sónia, são todas minhas amigas,
    umas simpáticas raparigas.

    Se repararem, formo a palavra 'lembas'

    Cavaleira Negra
     
  5. sombraaesir

    sombraaesir Shinigami da Soul Society

    Re: Poemas da Floresta Dourada por Haryel


    hahahhaha
    nossa nem tinha reparado

    hahahha
     
  6. Cavaleira Negra

    Cavaleira Negra Usuário

    Re: Poemas da Floresta Dourada por Haryel

    Eu dei isto no 5º ano... acho que se chama «acónito»... :mrgreen:tenho de procurar o meu caderno de português do 5º ano!!

    Cavaleira Negra
     

Compartilhar