1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

[L] [Halanor Erundulë][Fantasias Inacabadas]

Tópico em 'Clube dos Bardos' iniciado por Halanor Erundulë, 24 Mai 2002.

  1. [Halanor Erundulë][Fantasias Inacabadas]

    FANTASIAS INACABADAS

    1°Cap. O Início De Vandora

    No inicio dos tempos as Valar Yavanna, a provedora de frutos e Varda, a senhora das estrelas criaram junto com Ulmo, o senhor das águas uma terra distânte, e nem por isso menos bela do que Valinor e a floresta de Lotlórien, era chamada pelos elfos Calaquendi de VANDORA, a terra das estrelas.

    Chegavasse em Vandora por meio das florestas de Ólweniën e atravessando o Rio Luin que deságua com suas enormes e belas cachoeiras no rio Irën que fica cituado entre a floresta negra de Arquën e o vau de Ániwen, quem passase do vau já estaria entrando nas terras de Eldalië, o senhor de Vandora. Em Vandora a lua é branca e ilumina até os mais escuros cantos.
    No meio de Vandora e perto das cachoeiras de Éldor fica o palácio do senhor da província. Na luz da lua o palácio se torna pratiado e a luz do sol se tornava dourado, a visão era tão esplendorosa que todos diziam que o palácio era a segunda lua e o segundo sol de Vandora. Ao sul, aonde nascem as estrelas Yavanna fez crescer uma árvore esplendorosa, seus galhos são fortes e dourados juntamente comos seus frutos, suas folhas eram pratiadas e tão leves quanto uma pluma. Eldalië Ninquë, como o povo o chama, era o primeiro e único senhor das terras, seu poder era muito grande e dentro de sua província nenhum mal poderia entrar. As águas, as belas cachoeiras, os vaus,os rios, os lagos e até uma pequena gota de chuva foram abençoados por Ulmo que tomou todo o cuidado possivel para que todo e qualquer pingo de água em Vandora fosse pratiado como em nenhum outro lugar de Arda. Ilúvatar ou Erú, o Deus da terra-média entregou uma de suas canções somente para a criação de Vandora que mais tarde foi conhecida pelos Sindar como Luz Das Estrelas, pelos Quendi como Lua Pratiada e pelos Noldor como Sol Divino. Orcs, Trolls ou Balrogs nunca foram vistos perto ou dentro das províncias de Eldalië. Varda fez com que as estrelas brilharem mais quando fossem vistas de Vandora. Em seguida todos os Valar acabaram ajudando na construção dessa terra, Melkor nunca chegou a tocar em um centimetro dela e nem sequer sabia de seu desenvolvimento. Com o passar dos anos essas terrasse encheram de habitantes. Os primeiros a habitar essas terras foram os elfos Calaquendi, em seguida os Elfos Sindar. Depois de um século os elfos Moriquendi e Quendi se espalharam pelas províncias do senhor de Vandora.
    Galadriel, que mais tarde se tornou rainha de Lotlórien, chegou a morar por um tempo nessas províncias quando estava acompanhada pelos Noldor que Fëanor estava levando até Morgoth, mas foi obrigada a ficar um pouco mais em Vandora quando Fëanor os traiu. Mais tarde Galadriel foi embora com Fingolfin e os outros Noldor que restaram, mas nessa época Vandora ainda nãoestava em seu auge e com todo o seu esplendor. Eldalië estava com os Noldor nesse tempo, e resolveu ficar pois estava apaixonado por Élawen com quem mais tarde se casou. No final da primeira era Vandora já estava completamente construida e já atingira seu auge de seu apogeu.
    Por fim Eldalië que era intgrante muito distânte da realesa dos Noldor acabou se tornando rei, por causa de suas justas causas e dignidade acima de todos. Também ele era o único descendente de alguma realesa naquele início. Élawen era uma elfa Calaquendi que veio passar uns tempos emVandora mas acabou ficando para sempre. Eldalië e Élawen se casaram no início da segunda era e tiveram uma filha, Isil Ninquë, conhecida pelos Noldor como "a lua branca". Naqueles tempos Vandora estava começando a ser habitada, elfos estavam já circulando no meio de milhares de outros elfos. Os ferreiros eram raros em Vandora, pois nunca se teve notícia de alguma desavença
    tão grande que precisasse de armas nessa primeira e iníciode segunda era. Os elfos Quendi foram convocados para caçar, foi então que a necessidade de um ferreiro foi maior. Os maiores ferreiros foram Óromoën, "mãos douradas" e Áuli o "auxiliar das pratas".

    ------



    Capitulo 2: Do surgimento da luz até a partida de seu pai.


    Um ano após o nascimento de Isil, Eldalië e Élawen tiveram mais uma filha, a bela Nárë Ninquë, conhecida entre os Sindar como "Chama Branca". Três anos após o nascimento de Nárë, Élawen foi assassinada, até os dias atuais ninguém sabe quem foi o autor desse feito.
    Nárë, ao atingir uma certa idade se tornou ainda mais bela do que já era, possui logos fios negros e levemente ondulados, pele clara e olhos prateados. Considerada a mais bela elfa de todo o reino, ela é delicada, frágil e ingênua. Certo dia Nárë foi até as florestas mais próximas do reino, as florestas Idril Nuë, essa floresta é a mais bela de toda Arda, com suas árvores e cachoeiras prateadas. Andando por lá ela encontrou uma elfa calaquendi:
    -Quem és tu?- Disse Nárë.
    -Mil perdões... não sabia que tal floresta era habitada...
    -Não...não é habitada, estou apenas a passeio!- Completou Nárë.
    -Bem, se me permite ficar admirando tal beleza...-Apresou-se a moça- eu sou Elanor Lúmë!
    -Claro que permito, aliás nem precisas me pedir autorização!-Sorriu Nárë- Sou Nárë Ninquë!
    -Ó, mas não és a filha de nosso senhor Eldalië?-Surpreendeu-se Elanor.
    -Sou sim. Não precisas fazer reverência, dispenso tratamento melhor a mim do que dão aos outros! Se não me engano você trabalha no palácio, não?
    -Trabalho sim,...mas agora...vósso senhor me dispensou de seus serviços...-Entristeceu-se Elanor.
    -Ó!Mas como meu pai pode trazer tanta tristesa para quem um dia o serviu?- Admirou-se- Não te preocupas, voltarás comigo ao palácio e eu falarei por sua readimição!
    -Não,-Apresou-se Elanor a implorar- por favor, não precisas fazer isso por mim!Afinal nunca te fiz nada para que você deva me fazer tal favor!
    -Irei sim! Agora vamos, temos que nos apresar pois meu pai não se demorará para deixar Vandora e ir em viagem a Válaquënta!
    -A ti devo minha vida- Agradeceu Elanor.

    Eldalië já estava saindo quando Elanor e sua filha chegaram:
    -Ó pai e senhor de minhas terras, venho interceder por Elanor!- Implorou Nárë.
    -Esse é o motivo por qual me detém?Para interceder por tal serva que foi dispençada?- Perguntou Eldalië.
    -Sim!-Deteve-se Nárë- Venho interceder pela volta de sua serva, á quem demonstrou seus servisos e que tanto choras agora que não está mais a seu serviso.
    -Pois, o que posso negar para você?- Sorriu Eldalië, enquanto passava a mão sob os cabelos de sua filha- Logo você, que trouxe tanta luz para minhas terras. Sua mãe se orgulha de você, ó minha filha...quanto te devo...e quanto fiz por você? Por isso não será agora que te negarei isso, se você pedisse eu lhe daria o mundo.
    -Fico muito feliz por você voltar atrás,- Alegrou-se Nárë- afinal geralmente você nunca volta atrás em uma decisão! Não precisas me dar o mundo meu pai, fico feliz apenas em lhe ver, te devo mais do que posso te pagar!
    -Nunca precisará me pagar, nobre filha. Esta serva a qual você veio interceder será agora sua melhor amiga...sua conselheira, e se mesmo assim não te agradáres este cargo eu arranjarei outro.
    -Obrigado, fico muito grata por isso meu rei!- Então se curvando perante ao rei, Elanor continuou- Farei de tudo para o senhor se orgulhar de esta serva. Nunca em toda Arda existiu ou existirá senhor de terras tão bom e generoso quanto o senhor, meu rei. E mesmo assim tão impiedoso em suas batalhas!
    -Batalhas que não quero que existam! Agora devo ir, irei rezar por minhas terras ficarem bem durante minha breve ausência!-Dizendo isso Eldalië montou em seu cavalo branco e partiu com a sua escolta.


    -------------


    3° Capitulo: Escute a minha voz e volte para a luz


    Com a partida de Eldalië, Vandora ficou em silêncio e continuou seu destino sem brigas ou nada que precisasse de um senhor para colocar ordem. Nárë ficava muito triste quando seu pai partia em viagem, e nesse dia adoeceu. Todos estavam muito preocupados com sua saúde, já estava chuvendo a alguns dias lá fora, enquanto Elanor estava sentada ao lado de Nárë. Adormecida pelos remédios, Nárë só acordou a tarde, já havia um sol brilhando na rua. Isil, a filha mais velha de Eldalië, estava indo cavalgar perto da cachoeiras do rio Irën, quando entrou no quarto para ver sua irmã:
    -Minha irmã...-Entristeceu-se Isil- como teu brilho pode se apagar tão rápidamente?
    -Talvez meu brilho nunca tenha sido verdadeiro...
    -É verdadeiro sim! E não se apagou,- levantou-se então Elanor- nunca se apagará tal brilho!
    -Talvez...-irritou-se Isil- bem estou indo cavalgar perto das cachoeiras do rio Irën, se quiseres ir também minha irmã...
    -Não,...não devo ir.-disse Nárë entristecendo-se- Não poderei andar pelas florestas ou cantar minhas músicas enquanto estiver tão fraca...vá, e se divirta por mim. Não se preocupe logo me curarei!
    Essas palavras convenceram Isil, então ela se foi deixando apenas Nárë e Elanor no quarto. Isil não era má, apenas não sabia demonstrar seus sentimentos e por isso ficava brava, quando na verdade estava triste e angustiada. Isil tinha longos cabelos dourados, como seu pai, eram lisos e brilhantes, seus olhos eram verdes e cintilavam a luz da lua. Adorava ler livros antigos, principalmente livros de encantamentos ou pesquisar sobre a lua. Ao contrário, Nárë adorava o sol, não que nãogostasse da lua, pelo contrário amava a lua, mas ela se sentia bem com o calor do sol em seu corpo, por isso todos os dias ia para a floresta cantar e passear. Gosta muito também da natureza, é apaixonada pelas árvores que existem em Vandora, ama as flores e por onde passa o povo dos elfos Calaquendi costumam dizer que cresce uma flor mais tarde. A noite Nárë piorou.
    -Minha princesa, você está muito mal!Deite-se,-preocupou-se Elanor- por que preferes admirar tal pedra que tens na mãoao invés de presar por sua saúde?
    -Esta pedra, foi minha mãe quem me deu...- Agora colocando a pedra junto ao coração e apertandocom as duas mãos firmemente Nárë completou- é a pedra do Sol e da Lua...é chamada de Wendë Laurëa, a Donzela Dourada...
    -Entendo...
    Ainda apertando a jóia no peto, Nárë escuta uma voz...
    -Telin le thaed...(Eu vim te ajudar...)
    -Quem...está falando...- Apóis dizer isso Nárë cai em umsono profundo.
    -Lasto beth nin, tolo dan na ngalad(Escute a minha voz. Volte para a luz)-Diz a voz.
    -O que está acontecendo Nárë?-Elanor se preocupa- Quemesta falando?ACORDE.....ACORDE,...ACORDE!
    -Lasto beth nin, tolo dan na ngalad-Diz a voz.
    -Lasto...beth nin,...tolo dan na...ngalad-acordando,repete Nárë-Lasto...beth nin,...tolo dan na...ngalad...
    -Nárë!Acorde...você está delirando!
    -Lasto...beth nin,...tolo dan na...ngalad!
    -Nárë...-vendo como ela esta-...você...está CURADA!

    -------
    Ufa!E ainda tem mais hein gente!Aguardem...espero que gostem!
     
  2. Será que ninguém vai disser o que achou?:\
     
  3. Bastian Hawkins

    Bastian Hawkins Usuário

    Gostei do estilo pomposo da narrativa. Eh distinto sem usar palavras muito difíceis. Realmente gostei.
    Mas acho q vc podia se aprofundar mais nos personagens. Sinceramente gostei da forma como vc apresenta os relacionamentos. Uma dica pra deixar o texto mais rico eh falar mais desses relacionamentos. percebemos a forma como o Rei trata a Nare com carinho (talvez por ser a mais nova e se parecer com a mãe) e q talvez Isil sinta ciúmes por isso, o q naum ficou muito claro, mas pode ser melhor explorado. E, por favor, naum transforme Elenor numa versão feminina de Sam (ele eh meu personagem favorito, ao lado de Faramir). Sei q ela faria de tudo por Nare, mas acho q seria melhor aproveitado como o Rei disse, como conselheira e melhor amiga. Desenvolva a amizade delas como a Nare gostaria (o q se pode perceber qdo ela pede pra naum ser tratada com diferença): como boas amigas e dentro desse relacionamento as duas estaum no mesmo nivel.
    Como vc ve, criou personagens mais profundos do q imagina...
    Gostei muito! de 0 a 10, nota 9!
     
  4. :) fico muuuuito feliz que tenha gostado e me ajudado nisso!Como eu já fiz até o cap.7 apartir do 8em diante(até quanto for necessário) vou começar a explorar mais esses relacionamentos.....:) Obrigada!
     

Compartilhar