1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

[L] [Gandalf - the white] [ A Besta]

Tópico em 'Clube dos Bardos' iniciado por Gandalf - the white, 28 Set 2003.

  1. [Gandalf - the white] [ A Besta]

    pessoal, tipo eu tva no meio da aula de matematica, ai num tva muito afim de prestar atenção e comecei a escrever.....nem sei se ficou bom, um colega meu gostou, mas sem muitos comentarios...e ficou tipo que uma introdução pra uma historia maior, que eu pretendo continuar depois...

    Penso que as pessoas normais iriam me julgar pela aparência, e assim eu seria excluído e mandado para fora da sociedade. Seria considerado um monstro, devido a maldição que se arrasta pela minha vida, e que me persegue para sempre.

    Quando pequeno, era um garoto normal, até que em meu 8º aniversário, a casa onde eu morava com meus pais foi sauqeada, e nossa vila toda destruída, por cavaleiros sem rosto. Não sei como escapei, mas um dia depois encontrei um velho ferido na floresta por onde eu vagava, que estava prestes a morrer, e suas roupas estavam rasgadas como se não fossem do tamanho exato.

    Ele agarrou-me pelos braços e em sua mão uma marca estranha, como desenhos antigos, desapareceu e reapareceu na minha mão direita. Repentinamente o velho morreu e uma dor imensa atingiu meu peito, e era como se meu corpo inteiro queimasse, então pedaços de pele começaram a soltar-se e as feridas que se abriam borbulhavam como se houvesse larva pronta a ser cuspida. Depois não lembro de mais nada. Creio que desmaiei por algumas horas e acordei quando já era noite. Um calor imenso cobria meu peito, e uma sede terrível me obrigava a levantar-me e procurar algo para beber e saciá-la.

    Andei meio cambaleando, como se meu corpo estivesse mais pesado do que antes. Cheguei a um riacho de água clara, que á luz da lua emitia um brilho fraco. Quando me aproximei da a´gua, e vi minha imagem refletida, desejei não tê-lo feito, pois eu estava maior, cheio de músculo, e minha pele estava mais grossa, e mais escura, e dois caninos tinham crescido, deixando-se amostra entre meus lábios que pareciam estar ressecados. Dei um grito de ódio e dor, que ecoou por toda a mata, e os animais que por ali estavam fugiram de medo e desespero. Matei minha sede, e depois com uma velocidade que surpreendia-me, corri, até sentir-me um pouco cansado, e aí foi quando percebi que agora eu já tinha me acostumado com meu novo corpo, e apesar de feio, agora eu era rápido e forte. O que será que aquele velho havia feito comigo? e Por que? Uqal seria o meu destino dali pra frente?






    ai comenta ai pessoal!
     
  2. Lembas

    Lembas Usuário

    Isso é definitivamente o trecho introdutório de uma coisa maior, seja um personagem de RPG ou um outro conto. As sensações e descrições, ao meu ver, estão meio apressadas.
    Estruturalmente, tem umas vírgulas a ais no meio, que bagunçam um pouco o ritmo da leitura.
    Escrever durante aula é muito booom, eu adoro.
     
  3. valeu pelas paradas da virgula, vo tentar rever isso, e eu to continuando a historia, breve eu vo postar aki...blz!
     

Compartilhar