1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

[L] [DarkRider][Lua Fria]

Tópico em 'Clube dos Bardos' iniciado por DarkRider, 23 Fev 2004.

Situação do Tópico:
Fechado para novas mensagens.
  1. DarkRider

    DarkRider Só uma torturazinha.

    [DarkRider][Lua Fria]

    Ah, Lua doce Donzela
    Que o amor do Grande Sol espera
    Mas fria e triste há de ficar
    Pois o amor do Rei Dourado não terá

    De Turion a Hadimis
    Gimiloff a Krisalis
    A Lua observa tudo com lágrimas aos olhos
    Não sabe o resultado do Amor

    O seu olho de pedra fria
    Astuciosamente espia
    O olhar queimante entre dois apaixonados
    Que até além da Morte estarão ligados



    E assim Dwineth cantou.

    Oh, minha rainha
    Que habitai no Céu
    Mostre-nos um sorriso
    Saido do coração

    O teu amor é Frio
    Mas o de nosso Rei é Quente
    Desperte-te e aquece-te
    E assim tu conseguirás amar

    Navegue através do Céu
    E abraçe-o com calor
    Esquente teu coração
    E o amor brotará desta canção


    E esta foi a música feita por Glaurina

    As Duas Irmãs toda a noite cantavam para a Lua, chamada de Azunil, Rainha Fria da Noite. De todas as partes vinham muitas pessoas, apenas para escutar sua canção, feita por uma voz suave e delicada.
    Desta vez, elas cantavam sobre a solidão da Lua, e seu amor ao Sol, Ririnul, Senhor Ardente de Tudo. A frieza da Lua era rejeitada pelo Sol, e as duas tentavam, cantando, despertar algum fogo interno dentro de sua Rainha.
    Eram incompreendidas em sua visão, pois ela estava mais além. O que todos desejavam era apenas o deleite da música, e, claro, foi o que conseguiram.
    Mas as Duas Irmãs, não, elas não eram assim. Tentavam realmente cantar para a Lua, fazer com que ela se alegrasse. Porém ela continuava com o mesmo rosto com qual aparecia nas frias noites de inverno. Tentavam alcançar a própria alma da Donzela Pálida, de sua Rainha Fria.

    E Frio não teria melhor substituto na hora de nomear o tipo de tratamento que ela dava a Dwineth e Glaurina. Não importava que fosse a mais perfeita sinfonia de harpas já ouvida no mundo, ela não dava sinais de mudança.
    Para todos os outros aldeões, a Lua não tinha significado algum, apenas nas lendas, que poucos acreditavam. E essa era a verdade, nunca aceitada pelas cantoras até suas mortes.
    A Lua nunca responderia a seus chamados. E nunca elas pararam de tentar, sempre cantando todas as noites, na borda de uma cachoeira, cujo som das águas caindo apenas embelezava sua canção.
    Porém a Lua nunca mostrava respostas.
    E nunca mostraria.



    Mas, conta-se que, dez anos após a morte das Duas Irmãs, o som de todas as suas canções ecoou pela aldeia onde elas moravam.
    E, após todas as músicas serem ouvidas, muitos olhavam para o céu.
    Para uma Lua Fria, cujo gelo começara a derreter.
     
  2. Eldarwen

    Eldarwen Usuário

    Puxa, que bonito DarkRider!!!

    Gostei especialmente das cançoes que Dwineth e Glaurina fizeram, muito bem trabalhadas e consegui imaginar a Lua como se fosse uma pessoa realmente.
     
  3. Melkor- o inimigo da luz

    Melkor- o inimigo da luz Senhor de todas as coisas

    Excelente! Atenção para o fim, adorei! =)

    Não tenho muito o que falar. Está bem escrito, as poesias estão lindas... A história ficou um pouco curta, mas se sustentou. Bem épico, é claro que me lembra Silmarilion, mesmo que ouvir isso seja o que todo autor não quer ouvir. =)

    Continua por esse caminho, Darky! =)
     
  4. Primula

    Primula Moda, mediana, média...

    Bump para a Anica ver esse tópico fora de lugar... Leiam as regras (aqueles troços fixos, principalmente o negrito sobre "poesias e o escambau a quatro)

    Meu, o V sai e isso aqui fica uma zona...
     
  5. Ana Lovejoy

    Ana Lovejoy Administrador

    Eles têm medo do V e não têm medo de miiiiiim :cry:
     
Situação do Tópico:
Fechado para novas mensagens.

Compartilhar