1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

[L] Contos cômicos

Tópico em 'Clube dos Bardos' iniciado por Gil-Galad, 3 Mai 2002.

  1. Gil-Galad

    Gil-Galad Wii - DS Player

    Contos cômicos

    Esse tópico serve para a mesma coisa que o tópico sobre contos de terror - atiçar a insônia. Espero que de certo. Aí vai o primeiro. Os erros são quase propositais.


    Neste breve texto, gostaria de fazer algumas revelações sobre a revolução industrial.

    A revolução industrial começou quando o lorde inglês Jorge Willckinsonet queria uma máquina para cortar seus charutos sem ter que encostar na máquina ou charuto...
    Então ele pediu para o grande engenhero garrado mankeiris fazer uma maquina tão dezenvolvida mais tão desenvolvida que foi chamada de A MAQUINA DESENVOLVIDA
    E além de cortar charutos ela lavava, passava, cozinhava e era boa de cama... aí ele resolveu pedir para o engenheiro algo realmente grande... algo fora dos padrões... uma máquina para esquentar muita água... assim ele podia pagar menos a empregada para fazer seu cafezinho, pq a máquina faria uma quantidade grande suficiente pra 2 semanas.

    Isso me fazia lembrar aquela bela frase que minha vó sempre me falava

    quem não tem fé
    não toma café


    Bom com a maquina que esquentava água ele economizou milhões e milhões então alguns agricultores de café ofendidos com isso começaram a se rebelar e falar com entidades do cenado inglês
    Porém a máquina jah tinha entrado em processo de produção em série, o que havia gerado muitos empregos na cidade, os políticos do senado tb tinham a máquina e a população estava satisfeita com os empregos, entaum espancaram os agricultores.
    Então aconteceu o que nimguém esperava os agricultores se unirão e foram falar com o REI da FRAÇA foram e prometeram ajudar a dexa os franceses entrarem nas terras inglesas pelas agriculturas e fazer ataques surpresas então começou aquela guerra
    Mas todos vcs sabem que a esquadra da Inglaterra era muito foda, aí os FRACESES entraram pelo cano, mas um único conseguiu invadir a Inglaterra... ele tinha sido convocado da reserva dos reservas dos reservas dos reservas... Ele tinha sérios vícios principalmente charuto...
    Ele entrou paçou por 20212354165 guardas ingleses contam até hj o nome dele erá Sirmondorc mendolin manchgnign ele entrou e provocou um grande estrago ele chegou até o REI inglês e o feis dar todos seus charutos e toda sua produção com isso ouve uma grande revolução para conseguirem armas melhores e fazer mais charutos e recuperar a produção

    e isso me lembra uma frase que minha vó dizia

    quem pode pode
    quem naum pode...

    Mas isso nqum vem ao caso... perdendo seus charutos e produção de máquinas desenvolvidas ele o rei tb foi sequestrado, tentou negociar mas o FRACES fez o boga dele depois de fazê-lo beber mto vinho FRACES, e isso me lembra de uma história que minha vó contava

    cuidado com a bebida
    cú de bêbado naum tem dono

    Bom foi ae que aconteceu realmente a conteceu aquéla bela transformação que foi a revolução industrial que quer dizer que a industria feis uma revolução que foi chamada de revolução industrial bom foi mais ou menos isso que aconteceu com todas essas percas os ingleses tiveram que fazer armas maquinas de charuto consertadores de boga ou seja concertadores de CÚ isso realmente mexeu com a economia foi algo muito grande existem muitas fotos de trabalhadores em maça com os CÚs ferrados ja que o rei muito puto decidil que todos deveriam ter os CÚs fudidos bom foi algo realmente feio mais ae aconteceu com todas aquelas industrias na inglaterra outros paises decidiram fazer o mesmo e assim a revolução industrial se espalhou e encontrou novos rumos, mas isso fica pra outro dia...
     
  2. Dirhil

    Dirhil Olha, Schroeder...

    Vale contar micos pessoais tb né???
    Eu tenho alguns..... daqui a pouco coloco um bem interessante.


    P.S..... alguém entendeu e riu com o texto do Gil-Galad, ou só o tongo aqui que boiou completamente?
     
  3. Não foi só vc não dirhil. Eu tb viajei.
    E no meu caso ao invés de atiçar a insonia, atiçou o sono. Vou dormir!
     
  4. _Niphredil_

    _Niphredil_ missing person

    tsc tsc...

    e eu q achava q eu q era louca...
     
  5. ????????

    ?????????????????????????????????????????????????????

    :?: :?: :?: :?: :?: :?: :?: :?: :?: :?: :?: :?: :?: :?: :?: :?:



    Num entendi nada.

    Nem consegui rir!

    ALiás, dei muita risada quando vi que os outros leitores ficaram igual a mim: sem entender patavinas.

    Gil Galad... tem certeza que tu não precisa ir para uma clínica de recuperação de drogados?

    Putz... que viagem.
     
  6. Ungoliant

    Ungoliant Usuário

    Bebida e forum, eita combinacao desgracada......
     
  7. Gil-Galad

    Gil-Galad Wii - DS Player

    Pô to ateh me sentindo mal... mas eu e meu colega fizemos esse texto e colocamos num site onde o pessoal fica querendo discutir filosofia mas nunca sai nd de decente... Era soh pra bagunçar mesmo... Ah... dane-se... Vou para a clínica de recuperação pra tentar readquirir minha alto-estima...

    PS: Foi tão sem-graça assi?

    Pra tentar me redmir vou colocar outro... tb é estúpido:

    Olá esta é a história de um menino mto valente.

    Erá uma veis um menininho muito legal ele decidio ir para uma cruzada.
    Ele queria encontrar o TESOURO MAGNÍFICO MAIS MAGNÍFICO DO REINO DO EXTREMO CENTRO DA EUROPA CENTRAL. Diz a lenda que quem encontrar esse tesouro poderá assobiar e chupar cana ao mesmo tempo.
    é ele realmente foi muito empolgado ele ja se imaginava assobiando e chupando cana ao mesmo tempo quanto dinheiro ele não ganharia então no caminho ele encontrou um homen muito velhinho ele estava sentado em uma rocha mais isso me fas lembrar de uma frase que minha vó sempre me dizia que era assim:

    A graça da graça
    não tem graça
    mas a graça do engraçado

    Bom isso pq o velhinho era muito engraçado, tinha cara de maracujá engavetado ma isso saum outros quinhentos.
    Ele chegou para o velhinho e perguntou:
    - Ei vellhinho engraçado, o senhor sabe onde fica O REINO DO EXSTREMO CENTRO DA EUROPA CENTRAL?
    Eis a resposta do velinho:
    - Sim meu filho é só ir MEDIANTE AO CENTRO MEIO PARA O MEIO DO CENTRO E VC CHEGARA LÁ
    OU SE PREFERIR É SÓ VC SEGUIR ESSA PEQUENA TRILHA.
    Ele preferiu pegar a trilha, mas antes de ir o velhinho disse:
    - Cuidado garoto esa trilha é cheia de perigos e mistérios nunca antes revelados, dizem que existe um monstro horrível que é o principal perigo.
    Então ele foi logo no começo depois de 10 horas de viagen ele encontrou uma arvore que em uma lingua muito antiga que ele não entendia estava escrito que o monstro estava a pouco tempo de viajen e os viajantes que não se cuidassem iriam ter sérios problemas então ele ficou preocupado e quis voltar então viu que se ele voltasse ele teria que fazer toda a trilha denovo e ele estava cançado então decidiu se sentar.
    Quando ele se sentou ele sentou ele sentiu um cheiro estranho e resolveu tentar descobrir de onde vinha o cheiro. Era um cheiro horrível, quem sentia ficava meio bobo axando que era um grande cientista. E olha que na época a igreja era o centro de tudo e cientistas naum tinham vez. Mas o garoto naum desistiu de seu ideal, apesar de agora querer fazer fórmulas sobre como colocar a cana na boca pra poder assobiar, caso ele naum conseguisse o tesouro. Então um tempo depois decidiu continuar a caminhada.
    Então encontrou uma grande caverna ele entrou nela e começou a se3 afundar e se afundar cada vez mais nela.
    Ele se afundou tanto, mas tanto, mas tanto que ele acabou saindo do outro lado e chegando a um vale no meio das montanhas.
    Quando ele percebeu estava dentro da propriedade do GRANDE LORD DA MAIOR FOÇA DAS FORÇAS MAIORES FEUDAIS QUE TINHA EM TODO O MAIOR FEUDO JA VISTO EM TODA A HISTORIA FEUDAL
    Bom foi aí que ele percebeu que estava perto do grande tesouro, quando olhou em volta viu uma placa escrito:
    "Cuidado, cá existem dragões", ele ficou com muito medo, e isso me lembra de uma coisa que minha vó dizia pra um homem com medo

    Franguinho, franguinho

    Mas ele contiunuou a olhar e viu uma outra placa, bem mais chamativa, cheia de luzes e tal (na verdade eram lampiões e estavam apagados mas o menino diz pra todo mundo que eram luzes mágicas), e na placa dizia:
    "Siga em frente e aprenda como assobiar e chupar cana em 5 aulas práticas".
    Então ele foi para lá depois de um pouco tempo umas 24 horas ele se sentou para descanssar pq ele via que nunca chegava as liçoes quando ele sentou ele percebeu que tinha uma cana no chão onde ele sentou ele parou analizou e pegou a cana.
    Quando ele pegou a cana ela se abriu e se revelou em um pergaminho, velho e mal cuidado. Lá estava toda a teoria da grande técnica de assobiar e chupar cana ao mesmo tempo. Mas aí aconteceu o que todos esperavam hahaha te peguei, na verdade aconteceu alog inesperado. se vc esperava que aparecesse um monstro, um dragão, ou o GRANDE LORD DA MAIOR FOÇA DAS FORÇAS MAIORES FEUDAIS QUE TINHA EM TODO O MAIOR FEUDO JA VISTO EM TODA A HISTORIA FEUDAL vc está certo, apareceu os 3. mas se vc axou que eles iam matar, pilhar e trucidar o coitadinho tb está certo.
    É realmente apareceu os treis então o GRANDE LORD DA MAIOR FOÇA DAS FORÇAS MAIORES FEUDAIS QUE TINHA EM TODO O MAIOR FEUDO JA VISTO EM TODA A HISTORIA FEUDAL resolveu que ele iria comandar e falou para o dragão vá ataque ele pela a esquerda e vc monstro vai pela direita os dois olharam para ele e começaram a o atacar mais ele erá muito bom se esquivou de um golpe do outro bateu no monstro e no dragão naquela luta tomou uma baforada do dragão que o feriu mais ae o monstro errou seu golpe e matou o dragão.
    E como o monstro e o dragão eram muito amigos o monstro começou a chorar e ficou em estado de choque. Dizem que teve até que fazer terapia para superar o trauma.
    É foi algo terrivel então ele com raiva matou o GRANDE LORD DA MAIOR FOÇA DAS FORÇAS MAIORES FEUDAIS QUE TINHA EM TODO O MAIOR FEUDO JA VISTO EM TODA A HISTORIA FEUDAL e foi embora chorando fazer suas terapias nisso abriu espaço para o menino correr para o tesouro. Quando chegou lá encontrou tudo aberto e o tesouro havia sumido, mas havia um bilhete e nele estava escrito:
    Parabéns vc conseguiu chegar até aq vc é muito corajozo e lembre deus sempre te ajudara. Pena que vc é lerdu demais e eu cheguei primeiro hauhauhauhauhauhauhau se ferrou.
    Então ele saiu correndo para a cidade devolta foi ae que ele lembrou que o objetivo dele ja estava concluido.
    Aí ele saiu correndo todo feliz pra conseguir cana. Pena que na europa é mto difícil existir plantações de cana e ele naum tinha como arranjar uma pra assobiar junto. Aí ele voltou pra casa e levou uma puta surra da mãe, mas naum por ter sumido todo esse tempo, é que a galinha de estimação gostava mto do menino, e niguém sabia pq mas a verdade é que ele tinha descoberto sua sexualidade e se tornado um zoófilo e fazia o boga da galinha direto. A galinha seguiu o menino e se perdeu, e foi por isso que ele levou uma surra. Ele foi dormir desolado por ter perdido a galinha, naum ter nenhuma cana mesmo sabendo assobiar e chupar cana ao mesmo tempo.
    mas antes de dormir ele viu um papel que entrou voando pela sua janela, quando ele abriu estava escrito:
    "Descubra o segredo da folhinha verde, é só seguir o mapa".
    Ele ficou mto feliz e dormiu. Dormiu tanto que acordou trinta anos depois.

    Sim... é a coisa mais inútil que eu já fiz na vida...
     
  8. Shadow_theOld

    Shadow_theOld Usuário

    Ufa...pensei q era o punico q não tinha entendido...
    Muito menos rido(isso existe?)...
     
  9. ..............................





    Tem caerteza que vc queria se redimir?????


    Eu não sabia que nas clínicas de recuperação pra drogados tinham computadores ligados à internet.......


    Fala a verdade, gil_galad, seu amigo existe? Tem certeza que não é um amigo imaginário??? Sim, pessoas drogadas costumam arranjar amigos imaginàrios....

    Se ele existe, deve estar internado na mesma clinica que vc.......

    Quantos desses vcs fizeram? Não me diga que vc vai colocar todos aqui no forum................?
     
  10. AI meu Deus, fiquei na mesma.



    AHAHAHAHAHAHAHAHHAHAHAHAHAH De tão sem noção que são seus textos, Gil Galad, eu to rindo muito porque eu li, li, li, não achei a graça e não entendi absolutamente nada.

    :D :D :D :D :D :D :D :D :D :D :D

    Cara, fala sério, tu tem que explicar o texto... cadê a finalidade? Cadê o ponto principal? Cadê o sentido disso?

    Putz.. SERÁ QUE VOCÊ ESCREVE NO ESTILO DADAÍSTA?????

    Sei lá, só sei que estou rindo muito porque tenho certeza de que ninguém vai entender nada.

    AHAHAHAHHA

    E não fica chateado não... com o tempo você melhora.
     
  11. V

    V Saloon Keeper

    Pode crer, é dadaísmo! Não é pra entender (aliás, eu nunca entendi o dadaísmo). mas enfim, já que esse é um tópico de coisas cômicas, vou colocar uns textículos meus aqui. Não são contos, são mais como... bem, vocês vão ver. Estão meio toscos, sem revisão, mas se vocês gostarem eu dou uma gabaritada neles e coloco no clube dos escritores...

    Bem, aqui vai o primeiro:

    Inimigos na cozinha

    Uma coisa que eu não entendo são essas pessoas que dizem que não gostam de comer isso ou aquilo e nunca nem ao menos experimentaram. Se você não experimentou, como pode não gostar? É o maior dos paradoxos. E cada um deles tem um arqui-inimigo. Um déspota mortal, que nunca atravessa a fronteira de seu carrinho de supermercado: “Odeio palmito. Nunca comi.” Qualé? Como você pode ter tanta certeza? Você nem deu uma chance ao pobre coitado. Garanto que se você o conhecesse melhor ia acabar achando-o, no mínimo, simpático.
    Se você conhece pessoas assim, nem tente forçá-los a experimentar o que quer que seja que eles não gostem, eles podem se tornar agressivos. Ou então dizer que não vão com a cara.
    A segunda opção, acredite, é pior. Eles nem se dão ao trabalho de inventar uma boa desculpa, como um trauma de infância ou algo parecido. É só “Eu não vou com a cara”, como se o palmito fosse aquele cara que fica te olhando no metrô.
    A primeira coisa a se considerar na falta de lógica dessa filosofia esdrúxula, é que o palmito não tem cara. A segunda é que, por mais que você tente persuadi-los de todas as formas possíveis, você nunca vai arrancar deles uma história como: “O meu pai bebia muito e me espancava com um peixe fresco, é por isso que eu odeio peixe.” Se você ouvir algo parecido algum dia, não acredite. É mentira. Te contaram isso só pra você parar de encher o saco. A verdade é que eles não vão com a cara e pronto.
    Um dia eu ainda vou ficar insistindo só pra ver até onde vai a resistência dessa gente contra seu antagonista gastronômico: “Vamos, experimente isso, você vai gostar.” “Não, eu já disse que não vou com a cara.” “Ah, o que que custa? Afinal, o que você tem a perder?” “Pára, você já está começando a me irritar.” “Vamos lá, o que não mata, engorda.” “Olha aqui, quando é que você vai entender? Eu e o palmito... a gente não combina. Talvez em outras circunstâncias, com temperos diferentes...”
    Acredita nisso? Eles tratam comida como pessoas. Não vai com a cara? Vocês não combinam? Pelo amor de Deus. O palmito não é uma pessoa. Se ele não estiver estragado, não vai fazer mal nenhum a você.
    Mas a falta de lógica não os impede de insistir. Essas pessoas costumam possuir uma teimosia sobre-humana. Eles estão dispostos a morrer sem nunca ter experimentado sua nêmesis culinária. Depois, você come um palmito estragado e eles se sentem vitoriosos “Tá vendo? Nunca confiei nesse sujeito”.

    Er... e aí, o que vocês acharam?
     
  12. V e o texto

    Adorei V!

    Tá certo que eu não ri muito e tal... mas tem coisas que a gente lê e gosta tanto que nem precisa ser engraçadas, basta serem inteligentes.

    Foi muito legal a sua análise da humanização da coisa alimentícia. AO mesmo tempo em que nossa civilização está cada vez mais coisificando pessoas, ela fica humanizando coisas. É a subversão dos conceitos mais comezinhos de uma sociedade equilibrada.

    Quanto à mim, eu sempre experimento. Mas a desgraça é que quase sempre não gosto. Sou enjoado até o último grau.

    Eu não gosto de peixe. Um dia, há muito tempo atrás, minha mãe fez porquinho à milanesa. Mas sei lá que raios que ela pôs no porquinho que ele ficou escuro qual bife à milanesa.

    Mais tarde eu descobri que ela o fez de propósito, para que eu experimentasse o raio do porquinho sem ter preconceito anterior (isto é, para que eu não fosse experimentando já com a certeza de que eu não iria gostar, em outras palavras, com aversão pretérita). Pois bem, ela foi lá e me serviu o tal peixe-porquinho disfarçado de bife à milanesa. No primeiro contato que minha língua teve com a carne do bicho marinho, quase vomitei. Senti náuseas. Mas ainda assim o idiota não percebeu o truque! Tanto que eu gritei: "Mãe, esse bife tá podre!".

    Ledo engano. Apesar de ter gosto de coisa podre, era apenas um peixinho muito do fresco. A partir daí minha mãe desistiu de me forçar a comer coisas que, uma vez tendo experimentado, acabei não gostando.

    Minha frescura é biológica.

    Mas adorei seu texto V! Muito legal. Dá sim uma gabaritada e poste no Clube dos Escritores. A galera vai curtir, tenho certeza.

    Ah, e o nosso Gil Galad é o maior - e talvez o único - expoente do Dadaísmo no Brasil! Temos, enfim, um grande artista de vanguarda entre nós!

    Pena que não dá pra entender nada.

    Abração!
     
  13. V

    V Saloon Keeper

    Esse texto faz parte de uma série de textos que eu escrevi sobre o cotidiano. Faz um tempão que eu escrevi, mas poucas pessoas leram até hoje. Então eu pensei "whattahell" e coloquei aqui.

    O segundo é sobre trailers. Dêem uma olhada:

    Trailers

    Trailers são enganação. Só servem pra te enganar. É por isso que você acaba não gostando de certos filmes que você tinha certeza que ia adorar. Você viu o trailer.
    Já percebeu que na maioria das vezes, um trailer muito bem feito acaba saindo bem melhor que o próprio filme? Não foi sem querer. Eles sabem que o filme não é lá essas coisas e te ludibriam na maior cara de pau. Fazem um trailer que te deixa com água na boca e você cai feito um patinho.
    Deveriam criar uma nova categoria no Oscar: melhor trailer. Ganharia o melhor trailer de um filme meia-boca, ou seja, o que mais conseguiu convencer os trouxas a ir ao cinema ver aquela porcaria.
    Só quero saber quem foi o infeliz que teve essa idéia primeiro. “Bom gente, não vamos nos enganar, todo mundo trabalhou duro, mas não deu. O filme vai ser um fracasso, não nos resta nada a fazer. A não ser que... ei! E se a gente fizesse aquele trailer?”
    Você sabe como é. Já passou por isso. Aquele monte de cenas de ação, aquela música emocionante, aquele clima de tensão e, de repente, bum! Acabou. Tudo perfeito. Repare, no entanto, que você não viu nenhuma cena com mais de dois segundos. Mas você não se importa. Nessa hora, você foi fisgado.
    Não se engane. O que você viu foram fragmentos de cenas estrategicamente arranjados para atiçar sua curiosidade e fazer você criar uma expectativa que eles sabem que o filme não vai cumprir. E você cria essa expectativa. Na verdade você não vê a hora de ver aquele filme. Você até vai ao cinema ver filmes que nem te interessavam, só pra ver o trailer de novo.

    Então, num belo dia você finalmente vê o filme. E quando o filme acaba, você vira de boca aberta para a pessoa do lado. Inconformado. “O que aconteceu? Já acabou? Não é possível.” Você fica um momento atordoado, sem entender nada, achando que não prestou atenção em alguma parte ou algo parecido, mas você só está se enganando. É o primeiro sintoma da síndrome pós-decepção cinematográfica: a negação. Mas logo depois vem a raiva. Você fica indignado, se sentindo traído, porque achava que o filme ia ser o máximo mas, na verdade, foi uma droga. Sabe o que aconteceu? Você viu o trailer. Você esperava vinho, ganhou água. Você foi enganado. Foi isso que aconteceu.
    E não dá pra considerar o trailer como um aspecto do filme, como quando você diz “Ah, a história é fraca, mas a ação compensa.” O trailer não compensa nada. O filme é uma merda e pronto. Nenhum filme é lembrado por ter um grande trailer. Na verdade, o trailer só serve pra duas coisas: pra você ficar esperando o filme (que você veio ver) começar; e pra você ficar esperando o filme (do trailer) entrar em cartaz. A utilidade do trailer se resume nisso: esperar.
    E você sempre espera mais. O comentário padrão dos ludibriados é: “Eu esperava mais.” “E aí, como foi o filme?” “Fraco. Eu esperava muito mais.” É claro. Você viu o trailer. O que você queria? Aliás, quando é que você vai aprender? Você sabe como essa gente de cinema é. Você não achou que o filme ia ser tudo aquilo, achou? Achou? Seu otário.

    É por isso que, se eu fosse produtor de cinema, só ia fazer trailers ruins. Assim todo mundo ia gostar dos meus filmes. “E aí, como foi o filme?” “Excelente. Eu esperava muito menos.”
     
  14. Outra vez

    V, é a mais pura verdade.

    Trailers têm uma capacidade quase subliminar - se não propriamente subliminar - de fazer inculcar no expectador uma idéia fantástica sobre o filme, sem que não revele nem um pouco dele.

    Trailers, enfim, são meras propagandas. Mas muito bem trabalhadas e tal. É igual comparar o filme com o livro. O Filme do Senhor dos Anéis é só um trailer do livro: muita ação, muita rapidez, muito dinamismo, muita empolgação e tal, mas só quem leu o livro sabe que ele é lento, repleto de passagens psicológicas e com uma mensagem nem um pouco hollywoodiana em suas entrelinhas.

    Aliás, adorei o filme, foi uma bela ilustração do que eu li. Mas que é totalmente diferente do livro, ah, isso é.

    É a mesma coisa que acontece com os trailers em relação ao filme - guardadas as devidas proporções, por óbvio.

    Abração V, e parabéns de novo.
     
  15. Niniel Turambar

    Niniel Turambar Usuário

    Gosto bastante dessa cronica, nao sei se vão achar muito engraçado, mas me divertiu muito. É de autoria do Paulo Campos Mendes:

    OS DIFERENTES ESTILOS
    Parodiando Raymond Queneau, que toma um livro inteiro para descrever de todos os modos possiveis um episodio corriqueiro, acontecido em um onibus de Paris, narra-se aqui, em diversas modalidades de estilo, um fato comum da vida carioca, a saber: o corpo de um homem de quarenta anos presumiveis é encontrado de madrugada pelo vigia de uma construçao, às margens da Lagoa Rodrigo de Freitas, nao existindo sinais de morte violenta.

    Estilo interjetivo
    Um cadáver! Encontrado em plena madrugada! Em pleno bairro de Ipanema! Um homem desconhecido! Coitado! Menos de quarenta anos! Um que morreu quando a cidade acordava! Que pena!

    Estilo colorido
    Na hora cor-de-rosa da aurora, à margem da cinzenta Lagoa Rodrigo de Freitas, um via de cor preta encontrou o cadáver de um homem branco, cabelos louros, olhos azuis, trajando calça amarela, casaco pardo, sapato marrom, gravata branca com bolinhas azuis. Para este o destino foi negro.

    Estino antimunicipalista
    Quando mais um dia de sofrimentos e demando nasceu para esta cidade tão mal governada, nas margens imundas, esburacadas e fétidas da Lagoa Rodrigo de Freitas, e em cujos arredores falta água há vários meses, sem falar nas freqüentes mortandades de peixes já famosas, o vigia de uma construção (já permitiram, por baixo do pano, a ignominosa elevação de gabarito em Ipanema) encontrou o cadáver de um desgraçado morador desta cidade sem policiamento. Como não podia deixar de ser, o corpo ficou ali entregue às moscas que pululam naquele foco de epidemias. Até quando?

    Estilo reacionário
    Os moradores da Lagoa Rodrigo de Freitas tiveram nesta manhã de hoje o profundo desagrado de deparar com o cadáver de um vagabundo que foi logo escolher para morer (de bêbado) um dos bairros mais elegantes desta cidade, como se já sabe não bastasse para enfear aquele local uma sórdida favela que nos envergonha aos olhos dos americanos que nos visitam ou que nos dão a hora de residir no Rio.

    Estilo então
    Então o vigia de uma construçao em Ipanema, nao tendo sono, saiu então para passeio de madrugada. Encontrou então o cadaver de um homem. Resolveu então procurar um guarda. Então o guarda veio e tomou então as providencias necessarias. Aí então eu resolvi te contar isso.

    Estilo áulico
    À sobremesa, alguem falou ao Presidente que na manha de hoje o cadaver de um homem havia sido encontrado na Lagoa Rodrigo de Freitas. O Presidente exigiu imediatamente que um de seus auxiliares telegrafasse em seu nome à familia enlutada. Como lhe informassem que a vitima ainda nao fora identificada, S. Ex., com o seu estimulante bom humor, alegrou os presentes com uma das susas apreciadas blagues.

    Estilo schmidtiano
    Coisa terrivel é o encontro com um cadaver desconhecido à margem de um lago triste à luz fria da aurora! Trajava-se com alguma humildade mas seus olhos eram azuis, olhos para a festa alegre colorida deste mundo. Era tragico vê-lo morto. Mas ele nao estava ali, ingressara para sempre no reino inviolavel e escuro da morte, este rio um pouco profundo caluniado de morte.

    Estilo Complexo de Édipo
    Onde estará a mãezinha do homem encontrado morto na Lagoa Rodrigo de Freitas? Ela que o amamentou, ela que o embalou em seus braços carinhosos?

    Estilo preciosista
    No crepúsculo matutino de hoje, quando fulgia solitária e longínqua da Estrela-d´Alva, o atalaia de uma construção civil, que perambulava insone pela orla sinuosa e murmurante de uma lagoa serena, deparou com a atra e lúrida visão de um ignoto e gélido ser humano, já eternamente sem o hausto que vivifica.

    Estilo Nelson Rodrigues
    Usava gravata cor de bolinhas azuis e morreu!

    Estilo sem jeito
    Eu queria ter o dom da palavra, o gênio de Rui e o estro de um Castro Alves, para descrever o que se passou na manhã de hoje. Mas não sei escrever, porque nem todas as pessoas que têm sentimentos são capazes de expressar esse sentimento. Mas eu gostaria de deixar, ainda que sem brilho literário, tudo aquilo que senti. Não sei se cabe aqui a palavra sensibilidade. Talvez não caiba. Talvez seja uma tragédia. Não sei escrever, mas o leitor poderá perfeitamente imaginar o que foi isso. Triste, muito triste. Ah, se eu soubesse escrever.

    Estilo feminino
    Imagina você, Tutsi, que onte eu fui ao Sacha´s, legalíssimo, e dormi de tarde. Com o tony. Pois logo hoje, minha filha, que eu estava exausta e tinha hora marcada no cabeleireiro, e estava também querendo dar uma passada na costureira, acho mesmo que vou fazer aquele plissadinho, como a Teresa, o Roberto resolveu me telefonar quando eu estava no melhor do sono. Mas o que era mesmo que eu queria te contar? Ah, menina, quando eu olhei da janela, vi uma coisa horrível, um homem morto lá na beira da Lagoa. Estou tão nervosa! Logo eu que tenho horror a gente morta!

    Estilo lúdico ou infantil
    Na madrugada de hoje por cima, o corpo de um homem por baixo foi encontrado por cima pelo vigia de uma construçao por baixo. A vitima por baixo nao trazia identificaçao por cima. Tinha aparentemente por cima a idade de quarenta anos por baixo.

    Estilo concretista
    Dead dead man man mexe mexe mexe Mensch Mensch MENSCHEIT

    Estilo didático
    Podemos encarar a morte do desconhecido encontrado morto à margem da Lagoa em três aspectos: a) policial; b) humano; c) teologico. Policial:o homem em sociedade; humano: o homem em si mesmo; teologico: o homem em Deus. Policia e homem: fenômeno; alma e Deus: epifenômeno. Muito simples, como os senhores vêem.
     
  16. Oh right, comentários:

    Textos do gil_galad: De fato, um dadaísta! Tinha até reparado no jeito de escrever sem nexo dele, mas não tinha pensado nele como dadaísta. Da proxima vez, ele podia pegar palavras a seu gosto e distribuir aleatoriamente pelo texto, um digno texto dadaísta.


    Textos do V: Quando eu era pequeno, tinha essa mania de "não ir com a cara dos alimentos. Hoje eu tenho provado mais, mas sou tão fresco pra comida quanto o thy. Em relação aos trailers, isso que vc falou é verdade, inclusive tenho um amigo meu que esperava mais do SDA (ele não leu o livro), provavelmente por causa do trailer. Eu confesso que isso já aconteceu comigo algumas (ou varias) vezes. Mas ultimamente, apesar de adorar ver trailers (é eu até gosto!), eu tenho evitado criar expectativas em relação à filmes que só conheço pelo trailer. E já teve vezes que eu fui no cinema, e saí gostando do filme simplesmente pq não esperava mt dele. Isso acontece normalmente qd eu vou ver um filme sem ter visto nenhum trailer dele antes.....
    Gostei mt dos dois textos, faz o que o thy disse, manda pro clube dos escritores!


    Texto da niniel: Nini, eu gostei do texto tb. Tem umas partes bem engraçadas, outras nem tanto, mas até que enfim achei um texto que chega a ser comico aqui. Legal.
     
  17. Knolex

    Knolex Well-Known Member In Memoriam

    Hummm... um tópico de contos cômicos... hmmm... o lugar ideal pra esse tópico seria... o CLUBE DOS ESCRITORES!!! Peço veementemente que os moderadores daqui movam esse tópico pra lá... O clube foi criado pra isso...
     
  18. Ah knolex, discordo.

    O CLube da Insônia é legal porque não tem tema, tudo aqui é livre. Pode-se conversar sobre tudo e postar sobre o que bem entendermos, mesmo coisas que se encaixariam melhor em outros lugares.

    E o V pôs aqui pra fazer um teste: se agradasse (como agradou) iria por no clube dos escritores, caso contrário só veicularia aqui.

    Aliás, o próprio moderador do Clube (Uglûk) fez um tópico sobre contos de terror. Será que esse deveria ser também movido para o dos Escritores? Não, acho que não. A finalidade aqui não é publicar textos, mas apenas divertir o pessoal. E é por isso que aqui cabe qualquer coisa. Lá no Clube dos Escritores a diversão é secundária, o que importa mesmo é veicular os textos e servir de seleção para produções intelectuais dos usuários.

    Acho que esse tópico deve ser mantido aqui, assim como o tópico do contos de terror.

    Pelo menos é isso que eu acho.
     
  19. Gil-Galad

    Gil-Galad Wii - DS Player

    Cara, agora eu sou dadaísta...
    Deixa eu explicar... Eu fiz os textos só pra ir contra um pessoal mto chato e careta... deu certo, fui mto xingado... hhehe... mas agora eu sou dadaísta... HAHAHAHAHAA!!!!!!
     
  20. Gil-Galad

    Gil-Galad Wii - DS Player

    Lembrando que meu colega nã é imaginário... tem um texto lá na casa dele, logo eu estarei postando aqui.

    Então aguardem a "Teoria Consonântica Perinchaba Marroquista".

    PS: Ótimos textos V, inclusive eu to achando que vou quebrar a cara com Spider Man
     

Compartilhar