1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

[L] [bLaCk_oRiOn][O Ídolo]

Tópico em 'Clube dos Bardos' iniciado por Orion, 24 Jun 2002.

  1. Orion

    Orion Jonas

    [bLaCk_oRiOn][O Ídolo]

    Ano de 2550, a Terra sofreu um impacto da qual nunca mais se recuperou. O planeta nunca mas foi o mesmo...

    Depois de anos de exploração aeroespacial e militar, os cientistas conseguiram destruir um planeta e dizimar grande parte de sua população, o planeta Terra. Bilhões morreram ou se suicidaram pelo desespero.

    Uma base espacial foi construida na primeira lua de Jupiter, que pesquisava uma nova forma de combustíveis para abastecer a Terra, cujos recursos já estavam escassos. Os mesmos com investimentos dos governos terrestres num processo falho acabaram provocando uma falha irreversível no local da exploração, dividindo a mesma em inúmeros meteoritos dos quais, alguns entraram na órbita da Terra. Inicialmente pensava-se que apenas um deles iria cair em nosso planeta.

    O meteorito despencou do espaço e ao cair na camada de ozônio, já esburacada e quase extinta, tranformou-se em uma imensa bola de fogo mortal que caiu num continente. O mesmo caiu na Ásia.

    Em poucos minutos, a população que já previa este impacto, alertada pelos estúpidos ratos de laboratório, teve que se esconder. Infelizmente, as reservas habitacionais só tinham a capacidade de proteger 0.5 % da população mundial. Alguns escaparam pelos céus, em busca de bases espaciais, mas desses, muitos faleceram.

    Mas tarde descobriu-se que havia se criado uma reação em cadeia e não era um meteorito e sim, centanas deles.

    O mais absurdo de todo este processo é a incapacidade humana de ser abrangente com todos. Mesmo sabendo do fato, que já estaria por vir, as classes dominates sedentos de riquezas não alertaram a todos e criaram apenas 4 bases.

    Uma se localiza no atual Canadá, região gélida e congelada. Indivíduos desesperados das Américas do Norte e do Oeste europeu procuram esta base, pois a base do Texas já estava saturada.

    Uma terceira se localiza na Mongólia, área remanescente do continete asiático e em poucas horas foi obrigada a fechar-se deixando a mercé dos instintos e da sorte milhões de infelizes.

    Por fim, uma quarta base na Patagônia, outra região gélida e desigual. Apenas aqueles que viviam por perto conseguiram rumar até a estalação.












    To be continued...

    O que acharam?
     
  2. Primula

    Primula Moda, mediana, média...

    Re: [bLaCk_oRiOn][O Ídolo]

    Hmmm... primeiro que você tem de tomar cuidado com os tempos verbais.

    Segundo, que você podia tomar um tom mais impessoal, frio e imparcial. (e não gostei muito a forma como você caricatura os cientistas como se fossem Dr. Frankstein. Deve-se tomar muito cuidado com isso)

    Terceiro você não mostrou o quadro direito. Não dá para entender se houve exploração de um planeta e ele explodiu gerando centenas de asteróides (que deram a sorte de vier em rota de colisão com a Terra) ou se do nada inventaram um monte de asteróides e eles vieram pra cá do mesmo jeito. Ou se simplesmente colocaram um laboratório em um meteorito (???? 8O ) e ele se despedaçou e veio parar aqui.

    Vou dar exemplos de problemas gramaticais (arranje um leitor beta urgente, para ler antes de postar... ajuda na propaganda mais do que "e aí o que acharam?")

    "Ano de 2550, a Terra havia sofrido um impacto da qual nunca mais se recuperou. O planeta nunca mas foi o mesmo... "

    "havia sofrido" é gerundismo. Melhor usar o passado simples "sofreu". Em vez do autor brincar de Deus dizendo que o planeta jamais se recuperou, você pode usar "do qual provavelmente jamais se recuperará."

    Corte a segunda frase, pois repete a idéia.

    Tem muito uso de advérbios e adjetivos desnecessários e que poluem o texto. Sem falar que o uso de linguagem prolixa é recomendado apenas se você tem controle pleno da linguagem. De outra forma parece um analfabeto tentando fazer bonito. Tome cuidado com isso.

    Ainda não posso dizer que a estória é original. Preciso de mais dados. Posso chutar que você quer fazer uma estória de um cara que se torna ídolo dos sobreviventes, e que os magnatas sobreviventes usam essa personagem como forma de manipulação da pouca massa restante que de outra forma se rebelaria contra eles.
     
  3. Olha, eu achei razoável. Tá bem escrito, mas mal narrado... Acho que tá faltando detalhes aí.
    Também tem uns certos pontos que não dá pra entender... Não fala o porquê, só depois. Talvez fique mais facil ler de trás pra frente... Tipo, tenta "editar" o seu texto um pouco melhor.
     
  4. Orion

    Orion Jonas

    Sinceramente não gostei nem um pouco de você ter me chamado de analfabeto Prímula.

    Me desculpe se ataquei os cientistas, mas que eu saiba, existe a liberdade de expressão. De qualquer forma, procurei criar uma linguagem mais impessoal. Em breve posto a continuação.
     

Compartilhar