1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

[L] [*Anoriell*][Minha 1ª vez ...]

Tópico em 'Clube dos Bardos' iniciado por Sra. Pseudo, 15 Ago 2002.

  1. Sra. Pseudo

    Sra. Pseudo I'm a blueberry pie.

    [*Anoriell*][Minha 1ª vez ...]

    Almarë pessoas !

    Bem , essa é a primeira vez que eu vou postar algo aki no Clube dos Escritores (Pensaram que fosse o que, hein? :wink: )

    Essa é uma pequena passagem da história da minha personagem Anoriell , a Filha do Sol e chama-se "O Encontro"

    Leiam e me deem suas opiniões please!

    ..................................................................................

    Anoriell caminhava sem rumo pela floresta numa de suas constantes crises de identidade.Fazia a si mesma perguntas do tipo: "Qual o sentido da vida?" e coisas do gênero. Éra noite. Chovia e ventava muito forte. No céu nem sinal de estrelas. Tudo era escuro e sem sentido.
    Sentou-se nas raízes de uma árvore aos prantos tentando lembrar de seu passado, de onde vinha, pra onde ia ... tudo em vão. Neste instante um relâmpago iluminou parte de seu rosto. Ela continuou na mesma posição , abraçada aos joelhos e de cabeça baixa.
    Foi quando Anoriell avistou pés a sua frente. Levantou-se rapdamente em posição ofensiva alisando a espada na bainha. Fitando-a estava um homem (ou pelo menos parecia um!) envolto em uma capa a qual só permitia ver o brilho de seus olhos e parte de seu rosto , nada mais.
    O homem (ou sabe-se lá o que!) permaneceu imóvel por eternos e incontáveis egundos e finalmente um movimento de uma de suas mãos fez Anoriell dar um passo atras e lançar-lhe um olhar desconfiado. Mas ao contrário do que se podia esperar, sua mão traçou trajetória duvidosa até chegar ao rosto de Anoriell e enxugar-lhe uma lágrima.Uma atitude inesperada . Mas afinal o que era esperado? Não o conhecia . Aliás , sabia muito pouco sobre si mesma. Tudo era inesperado.
    Seguiu-se um profundo e interminável silencio. Entre um clarão e outro Anoriell conseguia ver seus olhos. Fitaram-se por horas. Seus olhos eram como espelhos refletindo a imagem um do outro. Aqueles olhos profundos traziam lembranças de algo ou alguem. Talvez uma vida passada... algo distante mas real.
    Então o homem (?) segurou firme uma das mãos de Anoriell e continuou a olhá-la fundo nos olhos. A atração parecia inevitável. Antes que ela pudesse pensar ou agir viu sua cintura envolta em braços dos quais não conseguia (ou não queria) se disvencilhar.
    Então os rostos se aproximaram lentamente até os lábios se tocarem em um beijo demorado e apaixonado. Por mais que Anoriell tentasse evitar suas forças não eram suficientes. Estava além de todas as suas faculdades físicas ou mentais resistir.Era como se estivesse sob o efeito de um feitiço.
    Abriram os olhos e mergulharam em um olhar profundo e apaixonado que duraria eternamente.


    ..................................................................................

    Love u Vinicius :!:
     
  2. Primula

    Primula Moda, mediana, média...

    Comentários rápidos:

    Ofensiva - de ataque, defensiva - de defesa. Se fosse ofensiva, ela nem ia perguntar nada e cair de pau. :wink:

    Correções gramaticais (faça um edit do post original)
    Trajetória é com jota, e era acho que não tem acento (Éramos tem). Sugiro passar o revisor de texto do word para achar outros erros.

    Sugestão: se ela não sabe quem é, a pergunta natural é "quem sou eu?" e não o sentido da vida. A pergunta que ela se fez as pessoas fazem quando algo horrível (perda de entes queridos, perda da fé) aconteceu.

    Elogio: boa idéia começar com esse romance meio esquisito. Mas não deixe isso ser o tema principal da estória.

    editado: veja as regras do clube. Coloque o seu nome de autora e o título, mesmo que seja provisório.
     
  3. Litzhel

    Litzhel Delirium

    Bom, no geral é um texto legal.. interessante.

    Mas se você pretende fazer continuações para ele (o texto), sugeria que você nao fosse tão rápido com as descrições.. mesmo que você não tenha dado uma certeza do tal individuo ser homem ou nao, ficou um tanto 'finalizado' demais.. nao sei se você compreende.

    Mas se você optar por continuar a escrever assim, sugiro outra coisa.. que os proximos textos sejam breves igual a esse.. se nao ficará uma mistura nao muito boa.

    E Seja Bem Vinda..! :wink:
     
  4. Ogden

    Ogden Usuário

    primeiramente bem vinda! :D

    eu acho que o texto ficou bom, mas, por mim, poderia ser um pouco mais descritivo.

    Qto aos erros gramaticais q a primula citou eu num ligo muito não, dexa passar, eu acho que aqui é um lugar um pouco mais descontraído :wink:

    mas o texto ficou bom, e me fez pensar em um tanto de Anoriells no mundo ehhehehehe :P

    se vc puder dar continuação :wink:
     
  5. Sra. Pseudo

    Sra. Pseudo I'm a blueberry pie.

    Obrigada pelas críticas e desculpe pelos erros. Eu realmente n tenho muito tempo p/ corrigir nada , tudo sai na hora , quando vem a inspiração uso o bloco de notas mesmo ... :wink:

    "Posição ofensiva" n quer dizer que ela realmente tivesse a intenção de atacar (pelo menos n na minha concepção) A intenção era amedrontar e n realmente atacar . Ela fez que ia , não foi e acabou ... enfim!

    N. esse n é o tema principal da história.
    Vou dar uma boa lida depois e talvez eu siga algumas das sua sugestões .
    Muito obrigada pela sua colaboração e volte sempre! :lol:
     

Compartilhar