1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

[L] [Amaris][Maldições]

Tópico em 'Clube dos Bardos' iniciado por Amaris, 6 Jan 2004.

  1. Amaris

    Amaris Usuário

    [Amaris][Maldições]

    Olá, sou nova por aqui...esse texto, escrevi há uns dois meses. Depois que um amigo me pediu para falar sobre RPG. Eu ia usar este texto como introdução ao sistema de "Vampiro"...acabei não falando do sistema e ficou somente o texto. Espero que gostem!

    Maldições


    Não sei como em digna consciência, amam a minha raça.

    As verdades são encobertas pelo fascínio. E a eles, somente os poderes importam. E sem verdades, nascem mitos.

    E neles, temos caninos exagerados. Sugamos sangue. Lendas. Acho que os mitos transplantam a verdade em metáforas e hipérboles. O sangue tem valor na literatura, de energia vital, mas não é o sangue que nos importa, é a energia. Não sugamos sangue, drenamos energia. E para isso, não temos dentes exagerados, mas mãos que captam. E quando antes, acham tal coisa majestosa, digo primeiro – parasitas. É o que somos. Sem os outros, morremos. Mortos-vivos, somos nós.

    Mas lendas, somos fortes. Na verdade, somos fracos. A força provém da quantidade de energia acumulada. Mas acumular energia é muito difícil e de efeito instantâneo. Acho que nossa força vem da sabedoria, das habilidades acumuladas ao longo do tempo. Porque um bom espadachim não é o mais forte, mas é aquele que treinou mais, por mais tempo. E tempo não existe para nós.

    Imortais, somos sim. Coisa que a ciência não consegue explicar – até hoje. Mas parece que a energia vital renova nosso corpo – ah, comemos sim, igual a vocês. Porém, a lenda de roubar crianças, tem seu fundo de verdade – quanto mais jovem é o portador da energia – maior é o poder de renovação. Os velhos, da raça, são os que parasitam somente velhos, mas se quiserem rejuvenescer, basta trocar a “dieta”. E então, contra-lenda, podemos envelhecer, rejuvenescer ou permanecer parados no tempo.

    Quanto à luz do sol, ela não nos mata instantaneamente. Porém, somos sensíveis a ela, assim como alguém de vocês, muito branco, também seria. A luminosidade queima nossos frágeis olhos. Mas, o que mais nos prejudica é o poder que o sol tem de sugar a nossa energia vital que roubamos daqueles aos quais o sol doa energia. Mesmo assim, ainda podemos andar de dia embora que por muito tempo.

    Se quiser nos matar, não use estacas, alho, água benta e símbolos sagrados.

    Somente nós desmistificamos clichês como “o amor dura para sempre” porque na verdade, o tempo é muito mais poderoso do que o amor e a única fagulha remanescente fica parada na memória. E depois de centenas de anos as lembranças são esquecidas. O que foi importante há anos é perdido no tempo como um grão de areia soprado pelo vento.

    Acho que existimos desde o primórdio da humanidade. E pelo o que conta nossos mitos, nossa função é proteger e guiar os seres-humanos. O que me parece um tanto lógico, já que se eles morrerem, nós morremos. Somos os guardiões da humanidade, uma relação de amor-ódio bem desenvolvida ao longo de milhares de anos. O Criador fez quem à sua imagem e semelhança? À nós ou aos humanos?

    Mas com certeza Ele deixou que a escuridão encobrisse certas verdades e nos deixou embriagados em alguns mistérios. Ninguém sabe como alguém se torna um de nós. Acontece de tempos em tempos, sem padrões ou porquês. E talvez seja por isso que nossa quase-vida não seja tão vazia. Não podemos viver no passado porque ele é longo demais, no futuro porque ele é certo demais, mas o presente pode trazer algumas surpresas. Afinal, o amanhã sempre vai chegar e o ontem vai ser esquecido quando o amanhã passar. Somente o hoje não pode ser esquecido ontem.

    É o hoje que me faz sentir real.



    Carolina Bustamante(Amaris)
     
  2. Ka Bral o Negro

    Ka Bral o Negro Tchokwe Pós-Moderno

    :clap: :clap: :clap:

    Uau! Muito bom! :mrpurple:

    Gostei da forma de como usou as palavras, e de como tornou a leitura interessante sem cair em clichês batidos e já desgastados. Uma excelente introdução parauma história, tanto que agora fiquei com uma vontade imensa de ler um conto seu sobre vampiros, a partir desta introdução! 8O
     
  3. Melkor- o inimigo da luz

    Melkor- o inimigo da luz Senhor de todas as coisas

    :clap:


    Gostei muito também do fim, quando o narrador diz que só o hoje não pode ser esquecido ontem. Parabéns msmo, Guria!

    Eu não gosto muito de textos sobre vampiros, nem mesmo do Drácula eu gostei, mas o seu está bem gostoso de ler, interessante e com um quê de filosofia. Me deu vontade de conhecer um vampiro.

    Bem vinda ao CdE, espero que esse seja só o primeiro de muitos textos seus aqui entre nós! =)
     
  4. puts Amaris.....muito bom mesmo...eu adoro vampiros....tenhu alguns textos sobre.....e sou apaixonado a qualquer coisa a respeito

    bom qto ao texto..gostei muito, puts imaginei um lord vampiro....falando a seu respeito...com um ar de nobreza (q por acaso praticamente todos tem)....puts agora eu kero mais.....heheh.....

    ah e bem vinda ao clube tb neh...espero q seja o primeiro de muitos.....heheh

    :mrgreen:
     
  5. Ka Bral o Negro

    Ka Bral o Negro Tchokwe Pós-Moderno

    Está vendo minha querida? Eu havia lhe dito que bem recebida vc aqui seria, ihihihih;

    E então, que tal escrever uma história inteira acerca desse personagem? O pessoal vai gostar! :mrpurple:
     
  6. Ana Lovejoy

    Ana Lovejoy Administrador

    Antes de mais nada, bem vinda Amaris :grinlove:

    Eu sou meio suspeita para falar da sua história, sou apaixonada por histórias de vampiros. Mas, como apaixonada, eu posso dizer uma coisa: você soube ser diferente sem recorrer muito ao óbvio.

    O texto flui muito bem também, só dá umas quebradas no ritmo com as sentenças muito curtas. Às vezes isso dá um efeito bacana, mas às vezes não, olha só:

    Um "mas" no lugar do "." ficaria mais leve, não acha? :wink:

    Para terminar: amei a idéia do 'desmistificamos clichês como “o amor dura para sempre” '. Na maioria das histórias de vampiros nós vemos justamente o contrário, não? É só pensar no caso do Drácula mesmo. "Amor eterno" e tal. Foi muito bem sacado :grinlove:

    Parabéns, Amaris! E posta mais aqui ^^
     
  7. muito bem dito....eu adoraria v mais coisa escrita sobre o personagem! :mrgreen:
     
  8. Amaris

    Amaris Usuário

    Obrigada pelas boas vindas e desculpa por não responder antes.

    Eu tinha um projeto para continuar a história desse personagem, mas acabei desistindo. Ele será adaptado para a criação de um segundo personagem, que será mais interessante de desenvolver. E espero que este eu consiga continuar...o que eu mais gosto no texto é o final, da relação que ele tem com o tempo.

    Melkor, sobre essa frase "só o hoje não pode ser esquecido ontem", eu perguntei à algumas pessoas o que elas tinham entendido da frase e cada um respondeu algo diferente. Achei isso super legal.
    Obrigada Lovejoy pela sugestão, realmente o "mas" ali tornou o texto mais fluido. O texto surgiu depois que vi uma menina falando da novela "O beijo do vampiro" com todos aqueles clichês esperados, aí resolvi criar um texto sobre vampiros, mas totalmente diferente. Espero ter conseguido.
    Cabral e Gandalf, esse personagem por enquanto está parado mesmo, eu acabei preferindo adapta-lo ou recria-lo. Mas se surgir algo sobre o antigo na minha cabeça e eu conseguir colocar para o papel, eu escrevo aqui. :wink:
     
  9. legal...escreve sim.....ah e qto ao segundo personagem q vc ta pensando em criar, posta as historias dele aki tb p gente hhehehe! :mrgreen:
     
  10. Elindrah_Gigi

    Elindrah_Gigi Usuário

    Seu texto está ótimo! Flui muito bem, o que torna a leitura agradavel. Além disso, você conseguiu escapar de certos clichês, deixando o texto ainda mais interessante. Parabéns!

    Continue a escrever histórias sobre vampiros! Eu agradeço e dou todo o apoio. :grinlove:
     
  11. Parabéns,
    ótimo textos sobre os vampiros continue a escrever será uma honra ler seu textos :wink:
     

Compartilhar