1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Katrina? Não... Agora é a Rita

Tópico em 'Atualidades e Generalidades' iniciado por Finrod, 23 Set 2005.

  1. Finrod

    Finrod Visitante

    Rita é terceiro furacão mais intenso de que há registro e pode causar mais estragos que o Katrina

    "O furacão Rita, que ruma para o Texas, tornou-se o terceiro mais intenso da História no Atlântico e pode causar um desastre maior que a passagem do Katrina, no fim do mês passado, alertaram meteorologistas americanos. Com ventos máximos constantes que chegaram a 280 quilômetros por hora nesta madrugada e estavam entre 265 e 270 durante a manhã, Rita pode causar mais destruição que o Katrina, a tempestade que devastou parte do Sudeste dos EUA no fim de agosto e matou mais de mil pessoas. Com o trauma da catástrofe ainda vívido, mais de um milhão de americanos já fugiu da rota do furacão no Texas, a cidade de Houston está sofrendo engarrafamentos gigantescos e escassez de combustível o governo da Louisiana ordenou a retirada imediata dos moradores de áreas costeiras.

    Nesta quinta-feira, após relatos de que o centro do furacão Rita deve passar mais perto da costa da Louisiana do que se imaginava até ontem, a governadora Kathleen Blanco, mandou todos os moradores das áreas costeiras do estado retirarem-se.

    - Entre o Katrina e os preparativos para este (furacão), as pessoas entenderam que isso não é algo com que brincar - disse o governador do Texas."

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Os EUA estão passando por uma forte ameaça de furações. Tomara que não seja mais intenso do que o Katrina, pq assim os estragos serão maiores.
     
  2. Edrahil

    Edrahil Usuário

    O interessante que é tudo nome de mulher.
     
  3. nana

    nana Usuário

    Deus está punindo eles.
     
  4. Fëanor

    Fëanor Fnord Usuário Premium

    :rofl:


    É o fim dos tempos.
     
  5. Edrahil

    Edrahil Usuário

    Devo discordar.

    Assim como aqueles que defendem que isso está ocorrendo por causa dos gays, afirmar que isso seria um castigo divino é da mesma forma um exagero.

    Além do mais, se partirmos do princípio que Deus é amor, e amor no sentido mais puro (aquele que ama sem pedir nada em troca), não seria concebível uma reação de deus dessa forma.

    Mas, mesmo não concordando, respeito sua opinião.
     
  6. Finrod

    Finrod Visitante

    Ônibus se incendeia e mata 24 em evacuação do Rita

    "Um ônibus que levava idosos se incendiou na saída da cidade de Dallas, no Texas, matando 24 pessoas e provocando o fechamento da principal via que está sendo usada para retirada de pessoas da região antes da chegada do furacão Rita. O veículo ficou envolto em chamas e logo depois ocorreu uma série de explosões, o que provocou uma fila de 27 quilômetros de comprimento na rodovia."

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    E deathie, é verdade que os EUA fizeram bastante merdas no passado, mas isso não é motivo para Deus castigá-los, pois Deus perdoa aquele que realmente sabe que agiu errado e quer o seu perdão, e não os castiga...
     
  7. TT1

    TT1 Dilbert

    Acho que não. Parece ser coisa da Al Kaeda :gira:
     
  8. Lordpas

    Lordpas Le Pastie de la Bourgeoisie

    Al Quaeda e Deus (Alá) são a mesma coisa. :gira:
     
  9. Krebain

    Krebain Banned

    Então porque Deus está fazendo isso?
     
  10. Chester Cubano

    Chester Cubano Chester_Cubano

    È eu vi uma montagem dizendo:
    "Osama bin Laden assume culpa pelo Katrina"
     
  11. Lordpas

    Lordpas Le Pastie de la Bourgeoisie

    Eu gostei da parte "fizeram bastante merda no passado".

    Eu fuquei pensando o que será que eles fazem hoje? :gira:
     
  12. Edrahil

    Edrahil Usuário

    E quem disse que Deus está provocando isso?

    Pelo que sei, a mudanças climáticas são conseqüência dos atos de nós, seres humanos. Atos como poluição, destruição de camada de ozônio, etc.. Não uma coisa isolada, mas uma soma de fatores.

    Então, não se trata de ser Deus que está fazendo, mas sim que nós estariamos sofrendo as conseqüências de nossos atos.
     
  13. Mr. Nice Bobby

    Mr. Nice Bobby the Old Man

    :roll:

    E viva a incrivel habilidade do homem em botar a culpa nos outros. "A culpa é de Deus"; "Não fui eu quem destruiu a camada de ozônio, mas sim os EUA"; "Meu vizinho pirateia, então pirateio também"; "Meu cachorro comeu minha lição de casa"; "Desculpe meu bem, mas eu estava bêbado, ela também..."

    Desculpae Edrahil, eu estou só complementando o que vc diz. (Antes que achem que isso é uma refutação) :g:
     
  14. Krebain

    Krebain Banned

    Eu não estou falando que foi Deus. Eu nem acredito em Deus. Só acho que se Deus "perdoa e quer sempre o bem ddas pessoas", porque faria um mega tempestade que poderá arruinar cidades já destruidas?

    E eu duvido muito que tenha sido culpa do Homem e seus atos tais fenômenos. Claro, a poluição e a destruição da camada de ozonio fazem grandes estragos para o meio ambiente, mas não chega a tanto. Ainda.
     
  15. ombudsman

    ombudsman O Eto'o brasileiro

    Por que as pessoas nao entendem frases ironicas? :gira:



    PS: Copiei esse smile mas é que ele é MUITO engraçado :mrgreen:
     
  16. Edrahil

    Edrahil Usuário

    Meu caro Krebain, tentarei defender que Deus não tem culpa.

    Partindo-se do princípio de que Deus é amor, e sob esta condição, trata-se de alguém que ama e respeita o ser amado. E em função desse respeito ao livre-arbítrio do homem, deixa que estes sofram as conseqüências de seus atos.

    Se considerarmos que os furacões são frutos desses atos, por óbvio sofremos suas conseqüências.

    Mas o interessante é que no meio científico a coisa também é polêmica, sem uma definição da origem dos furacões.

    Vejamos o que foi publicado na Folha de São Paulo:

    16/09/2005 - 09h38
    Aquecimento produzirá novos Katrinas, afirmam cientistas
    CLAUDIO ANGELO
    da Folha de S.Paulo

    Se por um lado não é possível culpar o aquecimento global pela devastação de Nova Orleans, por outro os cientistas avisam: o mundo inteiro pode esperar mais furacões como o Katrina de agora em diante, por causa da mudança climática. O alerta é feito nesta sexta-feira por um estudo americano.

    Seus autores realizaram o primeiro levantamento de furacões em todas as bacias oceânicas do planeta nos últimos 35 anos, quando esses fenômenos começaram a ser detectados por satélite. Sua conclusão é que, embora o número total de eventos esteja estável ou até diminuindo, a quantidade de furacões nas categorias 4 e 5 --os mais intensos, como o Katrina e o Jeanne, que atingiu o Haiti em 2004-- vem mostrando uma tendência ao aumento.

    "Eu acredito que a tendência seja induzida pelo aquecimento global", disse à Folha o meteorologista Peter Webster, do Instituto de Tecnologia da Geórgia (EUA). Ele é co-autor do estudo, publicado hoje no periódico "Science" (
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    .

    Até bem pouco tempo atrás, a declaração de Webster seria considerada blasfêmia por qualquer climatologista sério --embora um aumento no número de eventos climáticos extremos até 2100 fosse um dos efeitos previstos pelos cientistas como conseqüência do aquecimento global. Afinal, as interações entre oceano e atmosfera, que dão origem a fenômenos meteorológicos extremos como os furacões, dependem de uma série de fatores complexos. Não é fácil entender como o simples aumento da temperatura média global influencia esse jogo. E não existia uma série histórica de registros que pudesse incriminar o aquecimento global: o que parece ser uma "tendência" em dez anos pode muito bem não se verificar na década posterior.

    O cientista da Geórgia e seus colegas ressaltam que ainda há muita incerteza na pesquisa. Mas observam que, pelo menos nas últimas três décadas, o número de furacões nas categorias 4 e 5 praticamente dobrou --e no mundo todo. "Não há dúvida de que há um aumento substancial", disse a jornalistas Greg Holland, do Centro Nacional de Pesquisa Atmosférica dos EUA, co-autor do estudo.

    A tendência, ressaltam, foi verificada numa série de dados de satélite que é confiável ao longo desses 35 anos. E confirma um estudo publicado há dois meses na revista "Nature" (
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    ) pelo climatologista Kerry Emanuel, do MIT (Instituto de Tecnologia de Massachusetts), que previa um aumento na intensidade dos furacões no Atlântico Norte devido ao efeito estufa.

    "Isso é preocupante e mostra que em razão do aquecimento global das águas do mar a humanidade precisa estar preparada para enfrentar fenômenos climáticos cada vez mais severos, como já vem acontecendo", disse à Folha o climatologista brasileiro Alexandre Pezza, da Universidade de Melbourne (Austrália).

    Pezza publicou no mês passado, com o colega Ian Simmonds, na revista científica "Geophysical Research Letters", um estudo sugerindo que o aquecimento global também tornará mais comuns fenômenos como o Catarina, o primeiro furacão registrado no Brasil, que se abateu sobre o litoral catarinense em março de 2004.

    Ciclos

    Furacões são eventos caóticos, mas com uma coisa em comum: eles dependem de temperaturas altas na superfície do oceano para acontecer. É o calor que fornece "combustível" para as tempestades. Entre 1970 e 2004, a temperatura média da superfície do mar aumentou 0,5C no globo.

    Esses eventos extremos também respondem a ciclos naturais. No caso do Atlântico Norte, esses ciclos são influenciados por fenômenos como o El Niño. A cada 25 anos, em média, há um pico no número de furacões.

    Globalmente, no entanto, não há evidência desses ciclos, diz Emanuel. E o registro obtido pelo grupo de Webster compreende um intervalo maior que qualquer oscilação natural. "Por favor, repare que a temperatura da superfície do oceano está aumentando em toda parte, não só no Atlântico", disse o pesquisador, segundo o qual, quanto mais as temperaturas continuarem subindo, mais fenômenos como o Katrina ocorrerão. "Furacões levam calor embora dos oceanos. Talvez você precise de furacões cada vez mais fortes para compensar o aquecimento, mas nós não sabemos."

    (
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Assim, se considerarmos que se trata de um ciclo natural, mais uma vez se veria que Deus não tem culpa.
     
  17. Lukaz Drakon

    Lukaz Drakon Souls. I Eets Them.

    É uma resposta da natureza aos EUA. Simples assim. Eles são causadores de grande parte da poluição, agora estão recebendo as consequencias.

    Quem planta, colhe!

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
  18. Vovin

    Vovin Steve Vai, The Mars Volta

    Esses furacões são a nova arma de Cuba.

    É? E os furacões e tornados que tomam força no Brasil também? É a resposta da natureza a grande quantidade de poluição lançada no Brasil.

    Que existe relação entre o aquecimento global e os furacões acho que é claro, mas dizer que é uma resposta da natureza como se essa fosse uma entidade vida é sacanagem ja...
     
  19. Eö Calmcacil

    Eö Calmcacil Tirem as crianças da sala!

    Exatamente. O próximo é Philip. Furacão macho... Esse vai causar estrago :g:
     
  20. Lordpas

    Lordpas Le Pastie de la Bourgeoisie

    na verdade as mulheres são bem mais potentes. :g:

    Mas claro, vai ver o tal Philip não é exatamente um homem, né? :gira:
     

Compartilhar