1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Justiça britânica analisa caso de homem com paralisia que quer morrer

Tópico em 'Atualidades e Generalidades' iniciado por Morfindel Werwulf Rúnarmo, 13 Mar 2012.

  1. Morfindel Werwulf Rúnarmo

    Morfindel Werwulf Rúnarmo Geofísico entende de terremoto

    O Tribunal Superior de Londres aceitou nesta segunda-feira o trâmite do caso de um britânico com paralisia total e plenas faculdades mentais que pede proteção legal para que os médicos possam ajudá-lo a morrer sem o risco de serem acusados de assassinato.

    Tony Nicklinson, de 58 anos, tem paralisia completa do pescoço para baixo ("Locked-in Syndrome", em inglês) desde 2005, quando sofreu um acidente vascular cerebral (AVC), que não afetou seu cérebro, mas o impede de se suicidar.

    O paciente britânico levou seu caso ao Tribunal Superior, que nesta segunda aceitou que suas reivindicações sejam ouvidas.

    O caso possui grande relevância, já que o Ministério da Justiça argumenta que o pedido de Nicklinson - proteção legal contra acusações de assassinato para um médico que o ajude a morrer - modificaria a legislação atual sobre o assassinato, algo que só o Parlamento pode fazer.

    A decisão do juiz de admitir o caso indica que serão levados em conta nas próximas audiências judiciais os depoimentos de médicos sobre o caso desse paciente, pai de duas filhas.

    Após ser informada que o tribunal deu sinal verde para o prosseguimento do caso de Nicklinson, sua esposa, Jane, leu um comunicado à emissora "BBC" no qual expressou sua satisfação pelo fato
    A mulher declarou que seu marido
    e considerou que
    Segundo o advogado que representa o Ministério da Justiça, David Perry, a postura de Nicklinson
    ponderou.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
  2. General Artigas

    General Artigas Não tá morto quem peleia

    Eu já teria pego o dinheiro da poupança e pago um assassino de aluguel pra me dar um tiro na testa.
     
  3. Felagund

    Felagund Well-Known Member

    Ele tem o direito e o estado tem a obrigação de aceitar!
    Ato de misericórdia, simples assim.

    Já assistiram o filme Kervokian? Rola uma debate ético-moral-religioso-médico bem bacana! Vale a pena e é com o Al Pacino ainda por cima!!
     
  4. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Eu sou a favor da eutanásia em que a pessoa deu consentimento/autorização pra morrer em situações delicadas assim.
     
  5. Lu Meyn

    Lu Meyn Usuário

    Yeps... Poderia ser algo como doação de órgãos em muitos países, você indica a sua vontade em algum lugar e isso é feito =)
     
  6. Elessar Hyarmen

    Elessar Hyarmen Senhor de Bri

    É só ele virar alteticano


    Mas agora, falando sério, espero que a justiça autorize isso. É sofrimento demais pra ele e pra família.
     
    • LOL LOL x 1
  7. [F*U*S*A*|KåMµ§]

    [F*U*S*A*|KåMµ§] Who will define me?

    No ano passado saiu um documentário muito bom chamado "How to die in oregon" que entrevista pessoas que estão (estavam) prestes a fazer o chamado "suicidio assistido" que no estado de Oregon é legalmente aceito.
    Nesses estados americanos é até mais fácil de entender porque senão seria meio uma incoerencia. O Estado se dá o direito de condenar e matar alguém que não quer morrer, mas não vai deixar morrer alguém que quer morrer.

    Mas mesmo assim eu me convenci que tem casos que a vontade da pessoa sobre o próprio destino é soberana. Esse é um caso um pouco especial pois ele não poderia ingerir sozinho uma substancia que o mataria. Necessariamente precisará de assistencia, e aí essa pessoa sofreria com isso. E é perigoso abrir excessões assim pois senão alguns assassinos podem começar a colocar como defesa que as vitimas estavam pedindo pra morrer com uma bala na testa.


    Só que novamente os argumentos mais fortes contra costumam ser os religiosos. Não temos direito de tirar o grande presente que Deus deu, etc.

    A industria da saude também acredito que tenha força. Houve muitos protestos nos EUA recentemente com relação aos preços absurdos que se paga ao sistema de saúde. Uma pessoa mais velha basicamente é sugada de todo seu dinheiro pelos planos de saúde. E, nesses casos onde o suicidio assistido entraria, não resolvem, não curam, etc. Só prolongam a vida do paciente o tempo suficiente pra pegar o ultimo centavo escondido embaixo do travesseiro.
    O documentário acima mostra inclusive um homem que recebe uma carta dizendo que pelo que ele está pagando, o plano não cobriria o tratamento de câncer que ele tinha. Mas cobriria se ele quisesse realizar o suicido assistido. Aí fica a linha tenue da ética quando se aprova o suicidio assistido, pois agora os caras estão sugerindo pra ele se matar ou arranjar um plano maior. O que o deixou, com toda a razão, revoltadissimo.
     

Compartilhar