1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Justiça argentina declara que Lei de Meios é constitucional

Tópico em 'Atualidades e Generalidades' iniciado por ricardo campos, 15 Dez 2012.

  1. ricardo campos

    ricardo campos Debochado!

    Maior grupo de mídia da Argentina, Clarín afirma que recorrerá da decisão.

    Atualizada às 20h20

    O juiz federal Horacio Alfonso declarou, no fim da tarde desta sexta-feira (14/12), a constitucionalidade dos artigos 45 e 161 da Lei de Meios (Lei de Serviços de Comunicação Áudio-Visual), questionados pelo maior conglomerado de mídia do país, o Grupo Clarín. No site de seu jornal homônimo, o grupo afirmou que irá recorrer da decisão.

    Segundo a agência oficial de notícias do país,
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    , a resolução derruba a liminar que protegia o grupo dos artigos relacionados à desconcentração.

    A presidente Cristina Kirchner, uma das principais incentivadoras da Lei de Meios

    Aprovada pelo Legislativo do país em 2009, a Lei de Meios prevê uma série de mudanças no uso do espaço radioelétrico do país. Uma das principais resoluções, que não pôde ser aplicada devido aos recursos judiciais promovidos pelo Grupo Clarín, limita o número de licenças de rádio e televisão aberta ou a cabo de cada conglomerado de comunicação.

    De acordo com o artigo 45 da lei, relacionado à multiplicidade de licenças, cada grupo somente pode ser concessionário, em nível nacional, de dez licenças de rádio e televisão aberta, e 24 de televisão a cabo. Além disso, nenhum canal de TV pode chegar a mais de 35% de alcance de mercado no país.



    Fonte:
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
    • Gostei! Gostei! x 3
  2. Calib

    Calib Visitante

    Ótimo. Vamos copiar essa porque estamos precisando pôr limite à putaria da nossa mídia.
     
    • Gostei! Gostei! x 3
  3. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Aqui no Brasil não é facil aprovar uma lei dessas, ainda mais contra uma "toda-poderosa" como a Rede Globo

    Só pra citar um exemplo bem simples em nível regional: há dois anos atrás a câmera de vereadores de Sampa
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    que limitaria o término dos jogos de futebol noturnos as 23h 15 min o que obrigaria as emissoras a terem que iniciar a transmissão bem mais cedo indo contra aos interesses da grade de programção da Globo já que é o horário sagrado da novelinha.

    Eis que o prefeito Kassab fortemente pressionado pela Globo vetou a lei e na tentativa de derrubar o veto novamente houve pressão e ficou tudo por isso mesmo.
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  4. Morfindel Werwulf Rúnarmo

    Morfindel Werwulf Rúnarmo Geofísico entende de terremoto

    É simples, se uma matéria da Globo ou da Band reclamar de algum projeto que irá "atacar a liberdade de imprensa" então a lei é boa. É claro que o Clarín seria contrário à lei, qual grupo não seria?
     
    • Gostei! Gostei! x 1

Compartilhar