• Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Juiz bastante "informal"

Tis

There and back again...
E é mais uma do Brasil!!!!

O Juiz Claudio Ferreira Rodrigues que julgou uma batalha épica entre as Casas Bahia e um cidadão brasileiro pelo direito de consertar seu aparelho televisivo, declarou uma sentença com termos um tanto ahm... inadequados para um tribunal.

No quote vai a parte mais medonha da sentença:
(...)
No mérito, por omissão da atividade instrutória dos fornecedores, não foi produzida nenhuma prova em sentido contrário ao alegado pelo autor-consumidor. Na vida moderna, não há como negar que um aparelho televisor, presente na quase totalidade dos lares, é considerado bem essencial. Sem ele, como o autor poderia assistir as gostosas do Big Brother, ou o Jornal Nacional, ou um jogo do Americano x Macaé, ou principalmente jogo do Flamengo, do qual o autor se declarou torcedor? Se o autor fosse torcedor do Fluminense ou do Vasco, não haveria a necessidade de haver televisor, já que para sofrer não se precisa de televisão. Este Juizado, com endosso do Conselho, tem entendido que, excedido prazo razoável para a entrega de produto adquirido no mercado de consumo, há lesão de sentimento. Considerando a extensão da lesão, a situação pessoal das partes neste conflito, a pujança econômica do réu, o cuidado de se afastar o enriquecimento sem causa e a decisão judicial que em nada repercute na esfera jurídica da entidade agressora, justo e lícito parece que os danos morais sejam compensados com a quantia de R$ 6.000,00. Posto isto, na forma do art. 269, I, JULGO PARCIALMENTE PROCEDENTE o pedido, resolvendo seu mérito, para condenar a empresa ré a pagar ao autor, pelos danos morais experimentados, a quantia de R$ 6.000,00 (seis mil reais), monetariamente corrigida a partir da publicação deste julgado e com juros moratórios a contar da data do evento danoso, tendo em vista a natureza absoluta do ilícito civil.
(...)
Eis um juiz que entende das necessidades de um brasileiro. :D

Se duvidam, dêem (é tá... era pra ser sem acento) uma olhadinha no site do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro, e cliquem no link "Ver íntegra do(a) sentença": http://srv85.tj.rj.gov.br/consultaP...onsulta=publica&numProcesso=2008.014.010008-2
 
Última edição:
O.O isso é anedota! Só no brasil mesmo, nem em Portugal, esse país de merda, essas coisas acontecem... tou chocado
 
Aqui tem realmente de tudo.... é juiz dando sentença em versos e rimas, é juiz escraçando advogado pq o cretino entrou com danos morais contra o condomínio onde mora pq o porteiro "simprão" chamou ele de "Seu" fulano ao invés de Dr"...
E na boa? Prefiro isso do que esses juizinhos de merda q num le processo nenhum e depois da sentença falando asneira...
Curti o Juju acima!!!
 
Eu achei ele formal demais. Tirando "as gostosas do Big Brother" e flauta futebolística tem nada de mais, não. :uhum:

E essas foram as únicas partes da sentença que eu entendi sem dicionário. :dente:
 
Eu só acho que ele se tivesse trocado a expressão "gostosas do BBB" por "moças bem providas fisicamente do BBB" ninguém daria atenção.
 

Valinor 2023

Total arrecadado
R$2.404,79
Termina em:
Back
Topo