1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Judas Priest

Tópico em 'Música' iniciado por ?, 30 Dez 2004.

  1. ?

    ? Banned

    Não acredito que não tenha nenhum tópico sobre eles 8O

    Bem, todo mundo conhece essa que é uma das maiores bandas de metal de todos os tempos, e que o próximo album deles, Angel of Retribution está para sair, então vou direto ao assunto
    Foi liberado no primeiro single do novo album da banda, Revolution. A música pode ser baixada aqui
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Eu achei a música legal, nada espetacular, mas é bom ter o Priest de volta com o mestre Halford nos vocais :D
    Na verdade eu não gostei do arranjo vocal no refrão, mas de resto é uma música boa, embora meio repetitiva.
     
  2. Vitor, tinha um tópico por aqui falando mais especificamente do retorno do Halford. A Idril podia juntar esse aqui nele. :wink:



    Eu sou suspeito a falar sobre eles. Pra mim é Iron Maiden no céu, Judas Priest e Blind Guardian na terra. Eu gosto de todos os discos, até dos dois com o Ripper Owens eu curto. Meu favorito no entanto é o Painkiller, que entraria numa lista de 5 melhores discos de todos os tempos feita por mim. Além dele, eu adoro aquela fase da banda entre 1980-1984, quando lançaram o British Steel, o Screaming For Vengeance (a minha música favorita deles é You've Got Another Thing Coming) e o Defenders Of The Faith. O Point Of Entry também é dessa época, mas eu não curto tanto.

    Da fase dos aos 70 eu gosto também, mas prefiro a fase mais Metal. Daquela época o que eu mais curto é o Sad Wings Of Destiny.

    Da fase poser eu curto os dois, mas prefiro logo o Turbo, que é o mais malhado da carreira da banda, mas é muito bom.

    Dos novos, prefiro o Jugulator.



    Ah, não ouvi e nem vou ouvir a Revolution (ainda). Vou esperar o disco sair, comprar minha cópia, ouvir bem e aí até mando um 'review'.

    Eu espero sim um bom disco, mas sonhar que atinja o nível dos clássicos é besteira.



    E se vierem pra cá em 2005, eu choro !! :D
     
  3. ?

    ? Banned

    Hum, nao sabia

    Eu dei mais umas ouvidas na Revolution e percebi que ela tem o mesmo clima da United: é simples (embora um pouco mais bem tocada), refrão grudento e repetitivo ao extremo,meio sem graça em estúdio mas que deve ser foda ao vivo.
    E o Halford ta cantando muito bem, vamos ver como vai estar o resto do album
     
  4. Porra, United no show de 2001 foi de tirar lágrimas !!! Musicão (que realmente funciona melhor ao vivo com todo mundo cantando o refrão). :D
     
  5. ?

    ? Banned

    Também gostei da capa. Lembra um pouco a capa dos clássicos.
     
  6. Faram¡r

    Faram¡r Dr. Benway

    Judas é uma banda fantástica.

    Eu acho muito dificil que o álbum novo deles seja bom ... eles perderam o caminho a muito tempo. Sua fase realmente áurea durou ate o Hell Bent for Leather. Eu sei que eles alcançaram mais sucesso comercial após esse álbum, eu inclusive adoro os trabalhos seguintes, mas é perceptivel uma mudança no estilo deles, buscando uma sonoridade mais comercial, algo como o British Steel. Engraçado que, mesmo assim, o Judas sempre surpreende. Depois de dois álbuns mais comerciais, o bem sucedido British Steel e o nem tanto Point of Entry (gosto de ambos), eles lançam o Screaming for Vengeance, que foi um salto de qualidade incrivel! A outra grande surpresa que o Judas nos proporcionou foi o Painkiller, que é muito superior aos dois álbuns anteriores. Para mim o Painkiller é um álbum bastante comercial, com eles tentando se ajustar a estética do Heavy Metal daquele momento e recuperar o terreno perdido. Ainda assim foi uma empresa muito bem sucedida.

    Agora é esperar que o Judas nos surpreenda mais uma vez. Os álbuns com o Ripper (coitado, não era um mal vocalista) foram decepcionantes, pouco inspirados. Eu acho quase impossivel que eles lancem algo bom. Para dizer a verdade, eu espero algo melhor que os últimos trabalhos deles, com o Judas fazendo um Heavy Metal um pouco mais tradicional, mas acredito que soara pouco inspirado, mais uma vez.

    Ouvindo: Constipated Duck - Jeff Beck
     
  7. Knight

    Knight Rider On The Storm

    Eu achei a capa muito boa. Mesmo simples ela ficou muito boa...

    Estou na expectativa de ouvir esse élbum, ele promete...

    Ow Vítor, esse link que você passou não está funcionando...
     
  8. Urd Sama

    Urd Sama I can't contain myself anymore

    Não podemos mais mergear (juntar) tópicos devido as ultimas atualizações do forum. :hahanao:

    Como não tem nenhum falando especificamente do Judas, eu vou deixar.
     
  9. Assim, só de primeira, eu já achei elementos de ao menos 4 outras capas da banda:

    Metalworks 73/93
    Ah que mais lembra, pelo personagem metálico num fundo preto.

    Painkiller
    O anjo em questão me lembra aquele carinha da capa do disco. Aliás, aquele personagem se chama Painkiller mesmo.

    Screaming For Vengeance
    Por ser um anjo metálico. No SFV era uma águia metálica.

    Sad Wings Of Destiny
    Simplismente por ser um anjo.


    Por isso mesmo que gostei. Não é uma arte ultra-detalhista, tampouco revolucionária. Mas sem dúvida é a cara da banda. E afinal, nós não queremos que o disco seja assim também ??


    Eu entendo perfeitamente sua opinião, mas não concordo com ela. Eu diria que até o Hell Bent For Leather, a banda criou de vez não só seu próprio estilo, mas ditou muitas das regras que o próprio Metal seguiria dali em diante. Pra mim, nenhuma banda foi tão importante na formação de uma idêntidade ao estilo como o Judas. Nem musicalmente, nem liricamente, nem visualmente.

    O Black Sabbath vem antes, claro. E sempre existiu aquela discussão sobre o Sabbath ser ou não uma banda de Metal. Eu pessoalmente acho que algumas músicas realmente eram (e são até hoje) muito Heavy Metal, enquanto outras não são.

    Mas foi o Judas a banda que personificou o estilo. Não sozinhos, de forma alguma. Mas entre aquelas bandas, sem dúvida foi a que mais o fez (além de ter sido a maior e a melhor). E isso ocorrou até o Hell Bent For Leather. Depois disso, a banda não inovou muito mais, mas na minha opinião aprimoraram suas composições, tendo vivido entre 1980-1985 seus melhores anos.


    Como disse, até 1979 o Judas moldou seu estilo. Depois disso, até 1985 eles só o aprimoraram. A questão não é se vendeu mais ou não. Talvez analisando artisticamente, discos anteriores ao Hell Bent For Leather sejam melhores, mas para o Metal como um estilo, sem dúvida foi com discos como Screaming For Vengeance e Defenders Of The Faith que a banda teve seu maior pico. Os discos posers são malhados por todos, mas eu gosto sim. Até acho o Turbo injustiçado (embora ele seja inegavelmente comercial e contraditório a imagem da banda).

    O Painkiller eu não explico. Até hoje não consigo isso. Pra mim ele foi algo gigantesco. Um fênomeno mesmo. A banda veterana, que já se dava por acabada se reerguer das cinzas e lanças o melhor disco de sua carreira. Não é inovador. Mas é muito superior a tudo feito na época e em toda carreira da banda. É algo genial mesmo.

    Eu acho o Ripper um dos mais fantásticos cantores de todos os tempos. Acho que aí as criticas se dão mais por saudosismo, e também (claro), porque a banda não ajudou mesmo. Mas acho engraçado, pois na época que o Jugulator saiu, todo mundo achou fantástico. O disco era conhecido como "o filho do Painkiller", mas hoje todo mundo xinga. Eu sou sincero, nunca achei que ele chegasse perto de ser chamado de Painkiller II, mas ainda hoje eu acho um disco muito, mas muito legal mesmo.

    Quanto ao novo álbum, eu tenho certeza que eles deixaram de lado o lance mais moderno dos dois últimos discos. Eles não iam ser bobos de fazer aquele Metal a lá Fight/Judas anos 90. Eles vão voltar pra fazer discos na linha do Screaming For Vengeance, ao menos em estilo.

    Quanto a inspiração, aí é outra história. Não será fantástico, mas eu acho (e sobretudo, eu quero) que vai ser bom. Um disco nota 10 nunca. Mas quem sabe um disco nota 8,5....


    Oxi !! Voltou a ser MOD, filha ?!?
     
  10. Urd Sama

    Urd Sama I can't contain myself anymore

    Sentiram saudades minhas.
     
  11. Thico

    Thico The Passenger

    Só tenho uma coisa a dizer:

    JUDAS IS RISIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIING

    ou então....

    OUT!!!! DEMONS OUT!!!

    Tá muito foda... :obiggraz:


    Enfim, quis reviver esse tópico e mais tarde volto aqui pra falar o que eu acho de uma das melhores bandas de Heavy Metal da história!
     
  12. Krebain

    Krebain Banned

    Hoje eu vi no Multishow, o episódio lendas do rock sobre o Priest. Foi bom, mas eles nem mencionaram o Painkiller.
    EDIT: Foi no GNT, obrigado por me lembrar.
     
  13. Thico

    Thico The Passenger

    Se foi o mesmo que eu vi. Não é um que eles falam do álbum British Steel?

    Uhm, agora que esse eu vi no GNT. Mas pode ser o mesmo. :think:
     
  14. Thico safado !! Conta logo como tá a porra do disco...
     
  15. Faram¡r

    Faram¡r Dr. Benway

    Concordo contigo. Durante esse periodo, o Heavy Metal não existia como um estilo definido, estava ainda em periodo de gestação, nas inovações de bandas como o Judas Priest. Ela mesma foi a maior influencia para a maioria das bandas do gênero mesmo.

    A minha perspectiva é que, a partir do British Steel, o Judas deixou de ser uma banda tão inovadora, não que isso seja um atestado de má qualidade, muito pelo contrario. Suas composições passaram a ser mais simples também, no entanto nunca deixaram de ser muito boas. Dessa fase, do British ate o Defenders, o meu álbum preferido é o Screaming, que realmente é fabuloso, lotado de ótimas composições. Embora não tenha o impacto (impacto no sentido artistico, porque os álbuns posteriores do Judas alcançaram um número muito maior de pessoas, claro) dos primeiros álbuns, eu o considero melhor que os dois primeiros da banda, por exemplo, em suas composições.

    Eu não sou tão fã assim do Ripper, mas com certeza a culpa dos álbuns não terem saido bons pertence mais ao resto da banda. Talvez se eles tivessem mais inspirados, a própria participação do Ripper seria melhor.

    Eu imaginei mesmo que o novo álbum do Judas seria uma volta as raízes, algo como no estilo dos anos oitenta. Se for um álbum inspirado, não importa que seja feito a moda de seus álbuns antigos. O Iron Maiden fez isso no Brave New World e deu certo. Tomara que surpreenda mesmo.
     
  16. ?

    ? Banned


    Bem, eu achei o Set List bem interessante. Eu tiraria Hot Rockin e colocaria Freewheel Burning ou Jawbreaker, e tiraria A Touch of Evil e colocaria alguma outra do Painkiller, mas no todo tá muito bom.

    Das músicas novas eu ouvi apenas a Revolution, que é meia boca mas que eles vão tocar de qualquer jeito, e a Judas Rising, que também não é essa maravilha toda, mas não vejo problemas na banda tocá-la. Deve ficar até legal.
     
  17. Thico

    Thico The Passenger

    De que álbum é Green Manalishi? :eek:

    Achei um ótimo set, fechando de forma espetacular.

    Judas Rising deve ficar expetacular ao vivo, embora já tenha enjoado dela no álbum.

    Realmente, Revolution é chatinha, mas fazer o que é o primeiro hit do AoR.
     
  18. ?

    ? Banned

    Réu Bent Fór Léder :mrgreen:
     
  19. Thico

    Thico The Passenger

    po!!!!

    :wall:

    Meu disco favorito do Judas, :oops: ! Sou um lixo pra lembrar nomes mesmo.

    Ouvindo ela agora, com certeza é ótima, mas acho que HBFL tem melhores, Running Wild. :|
     

Compartilhar