1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Jovem israelense desafia Exército e se recusa a prestar serviço militar

Tópico em 'Atualidades e Generalidades' iniciado por Morfindel Werwulf Rúnarmo, 5 Abr 2013.

  1. Morfindel Werwulf Rúnarmo

    Morfindel Werwulf Rúnarmo Geofísico entende de terremoto

    [h=2]Nathan Blanc, 19 anos, foi condenado na última terça pela oitava vez por se recusar a vestir o uniforme do Exército israelense. "Vou continuar até que o Exército se canse de mim", diz[/h]

    O jovem israelense Nathan Blanc, 19 anos, foi condenado à prisão depois de se recusar, pela oitava vez nos últimos cinco meses, a vestir o uniforme do Exército e fazer o juramento de fidelidade que todos os soldados declaram ao se alistar às forças armadas.

    De acordo com Blanc, o alistamento no Exército contradiz seus valores morais, já que a situação politica na região "não é democrática".
    disse Blanc ao Terra poucos minutos depois de ser condenado a 14 dias na prisão militar, após ter reiterado sua recusa de prestar serviço militar.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Nathan Blanc, 19 anos, foi condenado pela oitava vez por se recusar a prestar o serviço militar em Israel
    Foto: Arquivo Pessoal / Divulgação​

    Blanc se apresentou nesta terça em uma base militar próxima a Tel Aviv para declarar, pela oitava vez, que não está disposto a integrar as forças armadas.
    disse,
    Blanc afirmou que pretende continuar se recusando
    Serviço compulsório

    O porta-voz do Exército israelense, Felix Castillo, afirmou ao Terra que Israel tem um serviço militar compulsório que se aplica a todos os homens e mulheres, com algumas exceções.
    Todos os jovens de Israel, ao alcançar a idade de 18 anos, são obrigados a servir o Exército, exceto ultraortodoxos, cidadãos árabes e mulheres casadas. No entanto, há dezenas de anos existe um movimento de recusa por razões de consciência.

    Esse movimento se fortaleceu durante a Primeira Guerra do Líbano, em 1982, quando centenas de soldados, principalmente da reserva, se recusaram a prestar serviço militar no Líbano. Naquela época foi criado o movimento Yesh Gvul (existe limite/fronteira, em tradução livre) que atua até hoje.

    De acordo com o ativista do Yesh Gvul, Shimri Tzameret, desde a ocupação dos territórios palestinos, na guerra de 1967, já houve milhares de casos de recusa, incluindo reservistas e soldados das forças regulares. Tzameret, 28 anos, se recusou a prestar serviço militar em 2003, junto com mais três.

    Os quatro foram condenados a várias penas curtas, como no caso de Nathan Blanc e, depois de um ano, foram levados a um tribunal militar que os condenou a um ano de prisão. No total, o grupo ficou dois anos na prisão.
    disse Tzameret ao Terra.

    "Enfrentando o sistema sozinho"

    acrescentou.

    Blanc está disposto a prestar serviço civil em vez do serviço militar, como, por exemplo, trabalhar em um hospital.
    disse.

    Grande parte dos soldados que não quer servir o Exército por razões de consciência acabam recorrendo a psiquiatras e sendo liberados por motivos de "incapacidade". Mas Blanc diz que não quer mentir.
    afirmou.

    A familia de Blanc apoia sua decisão.
    disse a mãe de Nathan, Nomi Blanc, ao Terra.
    afirmou a mãe.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    _______________________________________________

    Adorei a atitude desse cara. Parabéns! Enfim alguém que pensa!
     
    • Gostei! Gostei! x 7
    • Ótimo Ótimo x 1
  2. Lady Galadriel

    Lady Galadriel Usuário

    no fim é tudo politica
     
  3. Mercúcio

    Mercúcio Well-Known Member

    Naturalmente. E...?

    __________________


    Meus aplausos ao cara que não quis fazer parte disso.
    A questão é: será que uma atitude como essa em Israel gera repercussão favorável ao cara?
    A reportagem menciona um movimento crítico ao serviço militar obrigatório por razões de consciência.
    Será que esse movimento tem peso significativo ou permanece alijado na sociedade civil? :think:
     
  4. Clara

    Clara O^O Usuário Premium


    Que cara bacana!

    Consciente e de opinião.

    E além de tudo, gacto! :grinlove:
     
    • LOL LOL x 3
  5. Lynoka

    Lynoka Like a lady, ya!


    Clara sua bandida, eu ia dizer isso :lol:

    Quanto o rapaz atitude digna! Merece os parabéns :clap:
     
  6. Clara

    Clara O^O Usuário Premium

    Não dá pra passar batido. =]

    E respondendo ao Mercucio

    Não acredito que tenha peso significativo, não.
    Veja que, segundo a reportagem, são poucos os que participam/participaram desse movimento.

    Esses "milhares" aí (tirando esses quatro) será que foram presos também ou "mudaram de ideia" e serviram o exército, porque afinal de contas, perder dois anos na prisão não é nada legal e acredito que deva ficar sim uma mácula na vida da pessoa, na sua cidadania, pra conseguir emprego estudar etc.
     
  7. Lindoriel

    Lindoriel Saurita Catita

    Se mais pessoas fizessem o que ele está fazendo, aos poucos as coisas iam mudando. Sério!! :clap:

    Às vezes o povo esquece do poder que tem, ou simplesmente não o exerce.
     
  8. Jango

    Jango Branca! Branca! Branca!

    Tomara que mais pessoas sigam esse exemplo. Me assusta o que se tornou o estado de Israel. Eu vejo mais semelhança entre eles e a Alemanha Nacional Socialista do que gostaria de enxergar.
    :squid::squid::squid:
     
    • Gostei! Gostei! x 1

Compartilhar