1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Jogos... 8ª arte?

Tópico em 'Jogos Eletrônicos' iniciado por Salamanca, 13 Jun 2002.

  1. [F*U*S*A*|KåMµ§]

    [F*U*S*A*|KåMµ§] Who will define me?

    Mas a técnica é necessária em qualquer arte também.
    Não adianta pegar um piano e sair martelando as teclas, não vai sair arte daí. Tem que estudar, tem que entender os movimentos pra cada nota musical, tem que saber ler e escrever partituras, etc.
    Idem para filmes que necessita-se entender tecnicamente sobre posicionamento de camera, metodos de interpretação dos atores, alguns precisam dos efeitos especiais, etc.

    A arte não está totalmente desligada da técnica e de uma certa regra.

    Afora isso, o software e hardware de produção de um game pode ser equivaliado ao instrumento musical ou aos equipamentos de filmagem. Pra fazer uma camera a pessoa precisa de conhecimento tecnico, idem pra construir um violão. O artista, que seria o diretor artistico do game, precisa visualizar a sua obra e se utilizar dos instrumentos produzidos.
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  2. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Só que de vez em quando aparecem uns gênios ou até um pouco abaixo disso que nunca estudaram ou jamais teriam condições para estudar música pegam um instrumento qualquer partindo do zero e em pouco tempo arrebentam. O mesmo acontecendo nas demais artes. Quando existe vocação natural pra coisa a pessoa se supera.

    mas é inegável que dá pra sair arte nos jogos, embora você fique muito mais dependente da tecnologia e o mínimo de conhecimento técnico obrigatório dela pra se ter um ponto de partida.

    Pelo fato de jogos não ser totalmente voltado pra finalidade de arte e exigir esses pré-requisitos é que não existe esse reconhecimento, mas quem sabe mais a frente a situação mude.
     
  3. [F*U*S*A*|KåMµ§]

    [F*U*S*A*|KåMµ§] Who will define me?

    Você confunde o estudo formal com o autodidatismo.
    Mozart e afins não sentaram pela primeira vez na frente do piano e compuseram suas sinfonias.
    Foram anos e anos de estudo sozinho. Um estudo alimentado pelo fato dessas pessoas amarem o que faziam. A genialidade está na velocidade de aprendizado, mas que não quer dizer que sairam da barriga da mãe já naturalmente tocando piano.
    Da mesma forma que muito dos primeiros jogos produzidos na década de 70 e 80 eram feitos dentro de quartos de garotos nerds numa época em que nem sequer existiam cursos formais de informatica. Ele saiu da barriga da mãe já montando linhas de programação? Não também, mas com 12, 13, 15 anos já produziam os games.
     
  4. Excluído045

    Excluído045 Banned

    Acho muito complicado nos limitarmos a essa noção estática de arte, sendo que as próprias artes plásticas contemporâneas vem derrubando isso. Já foram em uma exposição de 'arte tecnológica'? Ora, aquilo que chamam de 'arte interativa', aqueles quadros que mudam de perspectiva conforme você anda sobre ele, por exemplo, é nada mais que um jogo.

    Eu penso em como jogava meses de Final Fantasies e como aquela experiência era um misto de filme épico e livro de fantasia extremamente criativo e inventivo. Vou além: a própria mecânica de jogo segue princípios estéticos, não apenas utilitaristas, senão, Final Fantasy ainda seria mais ou menos igual a Dragon Quest ainda hoje.
     
  5. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    O autodidatismo é o lado que muitas vezes mais traz qualidade a arte. Afinal no futebol, quantos dos nossos melhores artstas da bola começaram na raça em peladas de várzea sem fazer escolinha?

    Ninguém nasceu sabendo e na música são inúmeros os casos de pessoas que aprenderam a tocar instumentos seja morando numa grande cidade ou numa aldeia isolada na Amazônia partindo do zero, sem saber o que é uma partitura, baseado em observação visual e auditiva. O resto é dom natural puro.

    Voltando aos jogos queria ver se um desses nerds fera em jogos conseguiria fazer o mesmo se tivesse que passar toda sua vida longe da tecnologia sem acesso a ela e a menor possibilidade de ter acesso ao essencial de informática. É muito mais fácil encontrar no mesmo vilarejo na Amazônia alguém que vai aprender por conta a tocar bem um violão ou um indío com a sua tradicional flauta.

    A arte do jogos é algo que pra sair do papel além da depender deste fator soma-se a necessidade de um estudozinho por menor que seja de informática.

    Já nas demais quem tem dom natural sem depender de tecnologia pode ir longe. Só vejo o cinema exigir um caminho mais longo, mas por outro lado existe o teatro que é um caminho muito mais acessível e que geralmente tem uma excelente ligação com o cinema pelo fato de trazer bons talentos revelados no teatro pra lá.
     
    Última edição: 23 Ago 2011
  6. [F*U*S*A*|KåMµ§]

    [F*U*S*A*|KåMµ§] Who will define me?

    Mas nesse caso, então, você exclui filmes e fotografia como expressões de arte também, né?
    Pois são obras do desenvolvimento tecnologico.


    Eu estou discutindo aqui, mas eu também tenho duvidas, como já falei.
    Eu acho que são 2 classes de artes distintas. Quase como as maravilhas do mundo antigo e as maravilhas do mundo moderno.
    Só acho que ou se consideram todas essas novas formas de expressão como arte, ou não se considera nenhuma.
    Não consigo achar um ponto de ruptura entre elas.
     
  7. Excluído045

    Excluído045 Banned

    E porque esse mesmo nerd não teria um dom natural artístico que ele passaria para seus personagens, cenários etc? E porque a tecnologia a ser dominada difere das técnicas de pintura a serem dominadas?
     
  8. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Cinema e fotografia embora tenha o componente tecnologia embutido não excluo porque é possivel a pessoa sem nenhum conhecimento prévio demonstrar talento natural ANTES de ter os equipamentos na mão e sem precisar estudar nada.

    O cinema tem a vantagem de ter a sua forma primitiva teatro que lhe permite desenvolver cenários, adaptações, roteiros
    E a fotografia tem a pintura que faz a pessoa explorar bem a capacidade de obrservação, focalização e reprodução de uma imagem.
     
  9. Excluído045

    Excluído045 Banned

    Ótimo, e isso tudo está enquadrado nos jogos. Fotografia e imagem, todas essas qualidades naturais aqui necessárias ou existentes são também utilizáveis nos games.
     
  10. [F*U*S*A*|KåMµ§]

    [F*U*S*A*|KåMµ§] Who will define me?

    Eu não consigo imaginar demonstração de ser um bom fotografo sem ter uma camera fotografica.
    Pintar coisas só demonstra ter talento pra pintura. Se ele vai usar esse conhecimento em pintura pra fazer cinematografia bem feita num filme, fotografia mais enquadrada ou construir cenários para games, é outro papo.

    É como dizer que uma pessoa pode demonstrar que é fera em guitarra porque foi campeão em air guitar.

    To achando uma certa arbitrariedade aí.
    Os jogos também tem inspiração em pintura, interpretação e, inclusive, no próprio cinema. Também possui roteiro, também possui criação de cenário, assim como o cinema engloba trilha sonora, etc.


    Esses dons que você menciona que a pessoa pode obter antes de ter os instrumentos a mão valem pra todos.
    Porque se a pessoa tem talento pra roteiro isso é incluso em cinema, mas não em jogos? Ou se tem talento em desenvolvimento de cenários vale pra cinema e não jogos? Construir uma casa real precisa de menos esforço de conhecimento do que montar uma casa virtual?
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  11. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Eu mencionei a pintura, mas poderia ser desenho artístico também que auxilia a pessoa ter senso de observação, focalização de objetos, cores, espaço, intensidade de luz etc que são pré-requisitos que a pessoa precisa ter de noção pra realizar um bom trabalho de fotografia. Daí em diante é só ter habilidade e praticar manipulando o equipamento.

    No cinema a parte de roteiro, direção, cenografia, etc ao menos sempre temos os devidos créditos todos dados merecidamente pra quem participou de cada parte de um filme.

    Nos jogos nem sempre temos essas informações disponível. Talvez esteja aí algo que precisa ser despertado pra que jogos seja reconhecido como arte que seria ter uma descrição obrigatória e bem destacada de quem criou e participou de cada parte importante da elaboração do jogo, pois quanto mais complexo o jogo, a tendência é que mais envolveu uma maior quantidade de pessoas para concebe-lo.

    Num ponto que concordo que alguns jogos são grandiosos que até fazem por merecer ter "Oscar" próprio com todas as pompas, assim como temos o Grammy na música e outros prêmios equivalentes nas outras artes.
     
  12. Excluído045

    Excluído045 Banned

    Esse trecho quotei do artigo da Wikipédia sobre Final Fantasy XII. Só por isso e ainda mais pelo que leio em reviews, sei que há sim muita informação, muita coisa, muito trabalho e milhões de dólares envolvidos. O que ocorre no Brasil é um desprezo desse tipo de informação, apesar do crescimento do mercado de games por aqui. Lá fora, talvez haja pouca boa vontade do público não-gamer de reconhecer, dar o devido valor estético e artístico às produções, talvez porque elas visem ao entretenimento.

    Quanto às premiações é só a visibilidade mesmo (e ainda assim, nem tanto se você busca fontes especialziadas) que dificulta o acesso do grande público a elas. Um exemplo brasileiro é o
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    . Existem vários, claro, ainda mais nos EUA e Japão, de iniciativa da imprensa gamer e patrocinados pela indústria, fora as premiações oficiais de associações, eventos como a E3 e a Tokyo Game Show. O FUSA pode te passar links, creio eu, e informações, sou meio leigo pra buscar essas coisas na net.
     
    Última edição: 23 Ago 2011
    • Gostei! Gostei! x 1
  13. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    De forma alguma estou duvidando da existência das premiações, mas além de ainda não ter uma grande projeção de mídia como tem as de cinema e música os prêmios ainda não são categorizados de uma forma mais justa a premiar cada componente do jogo não?

    Eu imagino que nessas premiações o normal é sempre premiar coisas do tipo: melhor jogo de esportes, de luta, de estratégia, de ação, etc etc
     
  14. Excluído045

    Excluído045 Banned

    Eu entendo, mas essa 'projeção' só virá com a abertura da sociedade em direção ao mercado de games, abertura que está vindo aos poucos, mas vem acontecendo. Mas isso não invalida: porque a projeção e o reconhecimento são importantes? É o reconhecimento que determina se determinado produto de entretenimento é 'artístico' ou não? Isso não faz sentido pra mim, a não ser que você já reconheça o valor artístico e diga que tal valor possa vir a ser reconhecido com a projeção de tais eventos.
     
  15. [F*U*S*A*|KåMµ§]

    [F*U*S*A*|KåMµ§] Who will define me?

    Essa noção que você fala de iluminação, etc, serve pra fotografia, cinema E jogos. Aí que está.
    Só que em um você usa uma camera fotografica pra captar as imagens, no outro você usa uma camera filmadora e no outro você usa um computador. Todos aparelhos técnicos.


    A visibilidade é outro papo.
    O próprio cinema nasceu rodeado de preconceitos. Dado que um ator de cinema precisa acertar 1 vez a interpretação, e não 1 vez por dia por semanas a fio como no teatro. Muitos dos filmes iniciais eram experimentais e não sendo considerados arte.
    O Oscar por si só nasceu quase na década de 30. Quase 40 anos depois dos primeiros curtas e mais de 20 dos primeiros longas.
    Mas ser arte é algo intrinseco, ao meu ver. O cinema não era arte antes e só depois passou a ser? Eu acredito que não. Ou sempre foi mas sofria preconceitos e desconhecimento. Ou nunca foi e nunca será.

    Trilhas sonoras de jogos participam do Grammy. Foi inclusive vencedor na sua estréia neste ano (ou ano passado).
    Mas de fato não há um grande premio. Há diversas premiações, alguns mais tradicionais, mas nenhuma de grande visibilidade.
    Na verdade, só o Oscar tem essa visibilidade. Eu não conheço as premiações pra fotografia e coisas afins.
     
  16. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Sim antes do reconhecimento, a projeção pública da obra é muito importante, afinal se por exemplo Van Gogh e Mozart vivessem a vida toda até morrer no ostracismo num lugar isolado, suas obras mesmo bem guardadas não seriam conhecidas, logo estando escondidas e totalmente desconhecidas do grande público não haveria reconhecimento e valor por sua arte.

    Pelo fato de jogos com grandes produções ser a grosso modo algo meio recente há de sermos pacientes e torcer que o valor do trabalho que cada participante teve seja devidamente reconhecido o que seria mais justo.
     

Compartilhar