1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Jogadores Não Interpretam...

Tópico em 'RPG' iniciado por Vinci, 13 Mai 2003.

  1. Vinci

    Vinci Usuário

    No meu grupo, ninguém interpreta porr* nenhuma... A coisa mais interpretativa que um jogador fez foi dizer "Oi!" antes de matar o sátiro e pegar a grana dele...
    No GURPS, eles falam assim: vou pegar só as desvantagens mais bobas... Excesso de Confiança, Gula, Preguiça, Magnetismo Sobrenatural...


    Ajudai-me, povo!
     
  2. O ruim é que GURPS é um sistema que não ajuda muito quanto à interpretação. Mas tudo bem, também pode dar certo: tenta estimular os jogadores a interpretar, dá uns pontinhos a mais no final pra quem interpretou legal... É uma solução bem Storyteller, mas dá certo em qualquer sistema.

    Valeu? :mrgreen:
     
  3. Stein

    Stein Usuário

    Para ST eu não recomendo não se a campanha se passar em Gothic Punk: jogadores não maduros ficam gastando pentes de AK-47 pelas ruas como se a lei não se aplicasse à eles. Depois reclamam do sistema judiciário :disgusti:

    Prefiro a interpretação forçada estereotípica caos-ordem-bem-mal de D&D para grupos assim. Cada feudo tem suas próprias leis, ou seja, faça merda e não cruze as fronteiras, o bom-senso de um mundo civilizado não é tão necessário.

    Além disso, no D&D cada raça/classe tem diretrizes estereotipadas para a interpretação. Elfos gostam de música, anões de gemas preciosas e os humanos se dão bem em tudo. É interessante se aproveitar disso para fazer o inverso: Faça um Anão que não beba cerveja, considerado um renegado, ou um elfo que não dá a mínima para a floresta...

    Se pensar de uma maneira, não existem muitas possibilidades, porém isso é um equívoco, não é todo personagem que precisa ser genérico e se comportar de uma maneira... Mas a maioria se comporta assim, por isso que as diretrizes genéricas são essas! E não deixa de ser divertido!

    Voltando à interpretação... Faça de maneira que eles só conseguirão confusão para matar alguém se antes passarem por alguma interpretação. A clássica-use-e-abuse briga na taverna é ótima ocasião!

    Ou então, corta a experiência pela metade ou um terço para encontros e dobre a interpretação na mesma proporção para balancear isso. Isso também pode ser perigoso porque afinal, se eles só tem diversão no hack and slash, não adianta fazer muita coisa ( se bem que interpretar bárbaros burros é uma solução ).
     
  4. Skywalker

    Skywalker Great Old One

    Muito simples, Vinci, dê mais xp para quem interpretar...
     
  5. Recompensa pra quem interpreta é o melhoe e funciona mesmo ... :wink:
     
  6. Barlach

    Barlach Verde. E arqueiro

    eu acho q vc tem q conversar com os seus jogadores.... se é isso q eles querem, porrada pura, naum vai adiantar puni-los, pq senão eles mudam de mestre....

    mas se vc acha q eles tão a fim da mudança, simplesmente crie estórias q naum podem ser resolvidas na porrada.... são tantas possibilidades.... faça eles ficarem presos num castelo com um monte de gente e um deles é morto e os PCs tem q descobrir o assasino, a clássica estória de suspense.....
     
  7. Isso é normal, auqi acontece muito isso, o mais engraçado era um colega meu q "jogava" com agente só q ele ficava lendo gibi, ou fazendo alguma outra coisa, só rolava os dados: "kim sua vez!" *rolava os dados (sem tirar os olhos da revista) "matei?!" hauahuaha..... :lol: :lol: :lol: era sempre assim ,agente ficava p* com ele! :lol: :lol:
     
  8. Mengir

    Mengir Usuário

    huaehueahhuae..isso deve ser ruim mesmo...o melhor do rpg eh a interpretação..pra acostumar a interpretar, coloca algumas recompensas pra melhor interpretação e talz..! :mrgreen:
     
  9. Lestat

    Lestat Usuário

    Po...q q sistema é interpretativo...o q faz uma boa campanha naum é o sistema, são os jogadores e o mestre...se seu grupo naum interpreta pula pra outro...querer mudar ou ensinar pro grupo é dificil...a naum ser q sejam iniciantes..ai vale apena tentar...agora se ja jogam a um tempo e tem o vicio das dungeons de D&D de entrar, bater, saquer e sair ai ja é fodah mudar...
     
  10. inominavell

    inominavell Usuário

    O problema são mestres que não falam NÃO.
    -----------------------------------------------
    se o jogador quiser comprar tal desvantagem:
    -Não, vc não pode comprar esta desvantagem
    -Pq, se está no livro?
    -Pq eu não quero e eu sou o mestre.
    -----------------------------------------------
    O lance de recompensa é bom, como o skywalker diz.
    Em storyteller, dê apenas os pontos de participação.
    no caso, ganharia 1 por sessão.
     
  11. Lestat

    Lestat Usuário

    Eu sempre q vou dar os pontos de experiencia, eu dou os normais e o OSCAR q no caso seriam 5 pnts a mais...ai é uma luta so pra interpretarem melhor q o outro....
     
  12. Eru- o Ilúvatar

    Eru- o Ilúvatar Usuário

    Simples, faça eles penarem pra aprender... :twisted:
     
  13. Ainatan_theOld

    Ainatan_theOld Usuário

    Eu prefiro pensar que o mestre deva mestrar do jeito que os jogadores gostem de jogar e não mestrar do jeito que ele goste ou ache q seja o certo.

    O mestre deveria mestrar PARA OS jogadores e não para ele mesmo (e muito menos mestrar contra os jogadores).

    Nem todos os jogadores acham que a interpretação seja o melhor do RPG.

    Eu não acho... :wink:
     
  14. Eru- o Ilúvatar

    Eru- o Ilúvatar Usuário

    Se é pra fazer porradaria overpower é melhor jogar video-game que dados... Obrigando eles a pensar pra não se ferrarem a coisa melhora...
     
  15. Thrain...

    Thrain... Usuário

    Meu grupo estava dividido entre jogadores que interpretavam e jogadores que só rolavam dados. Com o tempo o nivel de grupo foi estabilizando, os que não interpretavam acabaram melhorando a qualidade dos personagens e da interpretação por influencia dos que interpretavam.

    Isso aconteceu com o tempo, com muito tempo na verdade. Não foi aplicada nenhuma recompensa por interpretação. Tudo foi se resolvendo.
    Cedo ou tarde um dos lados cede.... o importante é que o grupo jogue no mesmo nivel e se divirta...
     
  16. Lestat

    Lestat Usuário

    Na verdade a forma q eu mestro é a seguinte:

    Começo de aventura :D : eu ajudo, dou dicas, faço eles se conhecerem e conhecerem seus proprios personagens e o ritmo da aventura

    Meio de aventura :| : começo so a mestrar as consequencias, faço eles aprenderem com os proprios erros ja q é errando q se aprende, e deixo eles serem um grupo de verdade

    Fim de aventura :twisted: : mestro contra, agora é a parte final e eles devem agir como um grupo pra vencer, tento jogar contra eles pra eles verem q tem q ser um grupo pra conseguir passar pelo q passaram juntos e terminarem a aventura...nesse caso mestrando contra eles faz comq elees formem laços de amizade e companheiris na aventura e façam planinhos e td mais...acho isso muito bom mesmo... :wink:
     
  17. Ainatan_theOld

    Ainatan_theOld Usuário

    Só não misturem interpretação com planejamento, táticas e estratégias.
    Eu conheço jogadores que interpretam que é uma beleza mas não sabem nem lutar contra um Troll.
     
  18. Hobbit_de_Cueca

    Hobbit_de_Cueca Usuário

    Um conselho que eu daria para jogadores que não interpretam segue a linha do que falou o Thrain e outros. Convide um ou dois jogadores com mais experiência mesmo que seja para participar de uma ou duas aventuras apenas. Aí, o grupo começa a perceber o que significa RPG (ROLE PLAYING Game). Você pode também tentar reduzir os combates e a rolagem de dados fazendo aventuras que usam mais a inteligência e criatividade dos jogadores do que suas armas e habilidades físicas.

    Se for só pra rolar dados, joguem Banco Imobiliário que pelo menos ninguém vai se perder num labirinto ou ter que conversar com NPCs. :lol:
     
  19. Undead Kurt

    Undead Kurt Usuário

    Uma das coisas que eu faço para que os jogadores interpretem é o background. Outra é XP diferenciado para a interpretação. Não deixo que eles pensem que é matar-pilhar-destruir somente, ponho situações que exijam interpretação. Muita conversa nas cidades, muitos mistérios a resolver...
     
  20. Lestat

    Lestat Usuário

    Kra...ouve um grupo antgo q eu fiz isso...naum tavam jogando direito e eu chamei dois mulekes q jogavam a tempos pra ver se ajudavam o grupo...resultado final, eles(os q jogavam) nunca mais apareceram, falaram q os q naum jogavam avacalhavam muito a aventura...ai eu desisti de mestrar pra esses mulekes q avacalavam e comecei a mestrar pra um outro grupo iniciante mais q se esforcafa e ai sim criei otimos jogadores...
     

Compartilhar