1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

James Joyce

Tópico em 'Autores Estrangeiros' iniciado por Pips, 3 Abr 2009.

  1. Pips

    Pips Old School.

    James Augustine Aloysius Joyce (Dublin, 2 de Fevereiro de 1882 — Zurique, Suíça, 13 de Janeiro de 1941) foi um escritor irlandês expatriado. É amplamente considerado um dos autores de maior relevância do século XX. Suas obras mais conhecidas são o volume de contos Dublinenses (1914) e os romances Retrato do Artista Quando Jovem (1916), Ulisses (1922) e Finnegans Wake (1939) - o que se poderia considerar um "cânone joyceano".

    Embora Joyce tenha vivido fora de seu país natal pela maior parte da vida adulta, suas experiências irlandesas são essenciais para sua obra e fornecem-lhe toda a ambientação e muito da temática. Seu universo ficcional enraíza-se fortemente em Dublin e reflete sua vida familiar e eventos, amizades e inimizades dos tempos de escola e faculdade. Desta forma, ele é ao mesmo tempo um dos mais cosmopolitas e um dos mais particularistas dos autores modernistas de língua inglesa.

    ----------------------------------------------

    Nunca consegui avançar muito em Ulisses, uma obra pesada, em questões de linguagem, com saltos no tempo confusos, etc. Todavia, ontem, enquanto passava pela Livraria Cultura, abri o livro Dublinenses e li algumas páginas e fiquei espantado, uma descrição arrojada de lugares e pessoas, de uma Irlanda diferente. Não consegui levar o livro apesar de querer muito.

    Finnegans Wake é um dos que mais tenho curiosidade de ler dele, pelo que li até hoje é um experimento de linguagem muito forte, mistura de língua inglesa com diversas outras línguas (irlandês, francês, etc). É sua última obra.

    Ainda tem a indicação da Anica:
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    .

    Alguém mais conhece Joyce?
     
  2. Anica

    Anica Usuário

    Eu acho engraçado como fica essa coisa da fama de certas obras e autores com o tempo. Eu acho que conheço mais gente que se enche de culpa por nunca ter lido Ulisses do que gente que leu e gostou da obra, sério. E eu nem sei porque tanta culpa, no final das contas. Especialmente partindo do pessoal que não estuda literatura, lê apenas por prazer. Ué, aproveita que você não tem qualquer obrigação e leia só quando for um prazer, né?

    (Eu tenho uma edição de A Portrait of the Artist as a Young Man que comprei na National Library of Ireland :timido: )
     
  3. Pips

    Pips Old School.

    Anica, eu conheci duas pessoas que terminaram Ulisses. E as duas adoraram. Eu gostaria de poder avançar a leitura, mas ainda não consigo. Uma pena.

    E se você queria fazer invejinha, conseguiu ¬¬
     
  4. Alisson P.

    Alisson P. Usuário

    Ulisses está em um nível de complexidade alto demais para mim, por enquanto. Espero um dia conseguir ler um livro do Joyce inteiro, e por prazer.
    :timido:
     
  5. Clara

    Clara Antifa Usuário Premium

    Nunca nem tentei ler um livro de James Joyce, sequer cheguei perto de um exemplar de qualquer livro dele.
    Não sei bem porque.
    Nunca aconteceu de eu conversar com alguém que leu (e gostou ou não) ou ter algum dos livros à disposição.
    Pensando bem isso é estranho e tenho a impressão de que James Joyce é um daqueles autores que falam muito sobre (que é difícil, hermético e blablabla) mas poucos leram de verdade, como Dostoievski ou "O Capital" de Karl Marx...
     
  6. Diego-

    Diego- Usuário

    Li uma vez na Wikipedia, não lembro se era Finnegans Wake ou Ulisses, somente sei que era do Joyce, que é praticamente impossível uma tradução, acho que foi na Wikipedia, lá ele transcreveram um trecho do livro, e colocaram duas traduções que "são corretas" e as duas divergiam bastante. A partir daí comecei a criar um muro entre o Joyce e eu, um dia, quem sabe. xD

    Achei o link. :D

    http://pt.wikipedia.org/wiki/Finnicius_Rev%C3%A9m
     
  7. Luciano R. M.

    Luciano R. M. vira-latas

    Joyce é um dos escritores que eu mais gosto.
    Ainda não terminei o Ulisses, mas estou perto do final. Só que vou reler, dessa vez em inglês.
    Só depois disso vou pro Finnegan's.
    E me falta o Exiles e o Chamber Music ainda.
     
  8. imported_?

    imported_? Usuário

    Pips, esse é um tópico que estava faltando!

    Eu perguntei aqui mais de uma vez quem já leu Ulysses, mas ninguém me respondeu. Será que ele sempre vai ficar com essa aura de livro difícil no MP? =]
     
  9. Jamil Assis

    Jamil Assis Usuário

    Estou com o livro Ulysses em inglês e estou avançando moderadamente, até porque a linguagem e as pontuações às vezes complicam.

    Mas a edição que comprei é bem instigante. O prefácio tem a decisão judicial que permitiu o "obsceno" Ulysses entrar nos Estados Unidos. O juiz faz uma bela duma decisão com direito a um texto longo e bem rico.
    Aí fiquei curioso.

    Mas me parece bem bom, julgando pelo começo!
     
  10. imported_Barbie

    imported_Barbie Usuário

    Tenho um amigo, leitor compulsivo, que terminou Ulisses, de tanto ele me falar bem, me deu mais vontade de ler. Ele lia por capítulos, com calma, degustando cada história, isso sim parece interessante.

    Um dia, lerei!:lily:
     
  11. imported_?

    imported_? Usuário

    É um livro que não está na minha lista de "livros para ler", mas se vocês terminarem gostarem, por favor voltem aqui e nos contem! Eu conheço uma música que é inspirada neste livro, então minha curiosidade é por causa disso.
     
  12. Pips

    Pips Old School.

    Qual música Clover? Pessoal aqui do Meia é meio egoísta em dividir! :timido:
     
  13. Chyz

    Chyz Usuário

    Pois é Anica!! Sou uma dessas pessoas que se roem de culpa por não ter lido ainda Ulisses....rsrs...e realmente, não entendí até hoje o motivo da minha culpa! De algum modo eu resolvo isso! Ou lendo de uma vez ou deixando pra lá...rs
    Dele tenho Dublinenses e é outro que está na "pequena" lista dos que pretendo ler ainda este ano...
     
  14. Noga Sklar

    Noga Sklar Usuário

    Caros, justamente para dirimir este tipo de dúvida e, com (talento, ui!) e sorte transformar a maneira como Joyce - escritor hermético, indecifrável, intraduzível, etc., etc - é visto hoje em dia, é que escrevi e estou lançando, no próximo Bloomsday, meu livro de crônicas "O Gozo de Ulysses - As múltiplas línguas de James Joyce". E também, é claro, pra ceder ao impulso empolgado com que li o livro, depois de 15 anos de postergamentos e hesitações com as que vcs descrevem. :rofl:
    O texto*, um ponto antes da revisão definitiva, está disponível no scribd: http://www.scribd.com/people/view/1173861
    Também já está no ar o vídeo de lançamento: http://www.youtube.com/watch?v=lEjwy39T3fI
    Leiam tb a orelha de Arthur Dapieve no site da Cia dos Livros, onde o livro está em pré-venda: http://www.ciadoslivros.com.br/book_details.asp?ProdId=A42642
    E, é claro, a versão anotada, o meu blog e os meus outros livros, etc., etc. Bjs! Noga Sklar

    *disclaimer: não se trata de obra para acadêmicos!:nao:
     
  15. imported_Grace

    imported_Grace Usuário

    Em Portugal o livro recebeu o nome "Gente de Dublim". Li aí há uns 4 anos. Gostei mesmo muito. É uma obra poderosa.
    Em contrapartida o "Ulysses" continua ali na estante a "assombrar-me" :hahano: já decidi que só o agarro para ler quando tiver mesmo tempo para ler com regularidade e seguir o fio da narrativa a direito, sem cortes de tempo excessivos :lendo:
     
  16. Pips

    Pips Old School.

    Gente de Dublin parece nome de seriado da Globo.:rofl:
     
  17. imported_Grace

    imported_Grace Usuário

    Dá-lhes ideias, dá! XD
     
  18. Pips

    Pips Old School.

    Comprei três livros do Joyce, Ulisses, O Retrato do Artista Quando Jovem e Dublinenses, e estou me adentrando no mundo dele a partir do Dublinenses.

    Bom, até agora (falta metade dos contos) não foi uma experiência ruim, entretanto deve-se conhecer um pouco de costumes irlandeses para absorver a ironia e a critica do texto.
     
  19. Pips

    Pips Old School.

    Post duplo. Passado mais da metade de O Retrato do Artista quando jovem, devo dizer que outra surpresa me abateu. Escrito de maneira natural, parece que todo o tempo estou a conversar com os pensamentos de Stephen Dedalus, apesar dele mesmo não ser o narrador. Incrivel!
     
  20. imported_?

    imported_? Usuário

    Resposta dois meses depois.

    Então, é uma música da cantora inglesa (de origem irlandesa) Kate Bush. Eu li que a música era todo o monólogo da personagem Molly Bloom, no final do livro, mas por causa de direitos autorais ela deve que modificar a letra, mas tentou manter o sentido geral.
    Inclusive os sinos no começo da música são os sinos que a Molly ouve enquanto está deitada na cama.

    Os clipes dela no geral são bem toscos, mas as letras são incríveis e outras também são inspiradas em livros clássicos.

    Aqui tem o vídeo da música, se chama The Sensual World. Não se assusta porque é música dos anos 80!
    http://www.youtube.com/watch?v=AJc64xncBt4
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    A letra está
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    .

    Ela tem outra música inspirada em Os Inocentes, de Henry James que eu acabei lendo por causa dela. Acho que vou incluir Ulysses nas minhas próximas leituras também. =]
     
    Última edição por um moderador: 6 Out 2013

Compartilhar