1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Já fui poeta

Tópico em 'Clube dos Bardos' iniciado por Palazo, 26 Jul 2009.

  1. Palazo

    Palazo Mafioso Literário

    [align=justify]A ultima vez que me arrisquei escrever um verso eu deveria ter uns quinze anos e estava apaixonado pela garota mais linda e popular da escola. Aqueles cachos, aquelas curvas, aqueles olhos, aquele sorriso, boca, unhas, mãos, seios, coxas, bunda, barriguinha, queixo...
    Minha enorme timidez sempre me impediu de chegar perto e dizer tudo que eu queria. Parecia que sempre que eu tentava dizer algo a ela, uma rolha era colocada na minha garganta e o máximo que eu podia expressar eram alguns grunhidos e sons que a assustavam da minha presença...
    Um concurso de poesias poderia ser minha única chance. Os versos vencedores seriam lidos para toda a escola no festival de cultura que acontecia anualmente. Perdi dias, provas, aulas e noites preparando a poesia que ganharia o concurso, em minha opinião. A opinião dos professores não foi a mesma, mas quem impediria um homem de declamar seu amor pela sua amada.
    Então, vestido de Dom Juan entrei no dia da apresentação em meu cavalo de pau pintado cuidadosamente de branco, enfrentei a cara de espanto dos professores e alunos, invadi o palco e segurando o microfone com toda minha força declamei os versos que escrevi para aquela mulher de tirar o fôlego... Infelizmente logo após o primeiro verso um segurança tirou meu fôlego me arrancando do palco...
    Meu primeiro e ultimo verso declamado renderam-me a reprovação de um ano do colégio, 3 meses de castigo em casa, 6 meses sem mesada e alguns meses no dentista para recuperar alguns dentes.
    Por que tive que recuperar os meus dentes?
    E vocês acham que eu não tentaria beijar aquela mulher? Tentei, mas acabei beijando a mão do namorado dela.
    Jamais me esqueci do meu ultimo verso.[/align]
     
  2. JLM

    JLM mata o branquelo detta walker

    Recordar é viver e Viver é recordar

    Uma vez adolescente, fiquei com a garota mais bonita que jamais havia ficado até então, numa festa. Inexperiente, ruim de papo, a única coisa que sabia era beijar. Num intervalo para recuperar o fôlego, surgiu o monstro do silêncio constrangedor. Os olhos dela imploravam que eu dissesse algo. E eu, sob a luz do luar, disse, em minha primeira tentativa poética que me vem à lembrança, que os olhos dela brilhavam como estrelas e que aquele brilho fazia bem ao meu coração. Não voltamos a ficar de novo, mas dias depois soube que ela havia espalhado a todas as amigas que eu era o carinha que dizia coisas nada a ver. Semanas depois, ela engravidou. E eu aprendi a lição, ao invés de dizer palavras poéticas meto logo a mão debaixo da blusa da danada.
     
  3. imported_Ariane

    imported_Ariane Usuário

    Que horror, meu Deus! KKKKK

    Oh, qual é, J. Nem todas as meninas são assim, vai. O cara que me disesse isso, teria conquistado o meu coração no ato, mas não de todas as minhas amigas, isso é verdade. Meninas nessa idade, pelo menos na minha época (kkkk), sonham muito, mas tem vergonha de tudo, como qualquer adolescente. Meninos, deem uma chance pra poesia vai... :sim:
     
  4. Palazo

    Palazo Mafioso Literário

    Sinto dizer que a poesia passou pela minha vida depois do primeiro amor, percebi que as mulheres preferem muito mais atitudes "grosseiras" a palavras romanticas, ou estou enganado Ariane? JLM pode confirmar... (rsss)

    Mas penso em fazer uma serenata em breve, só estou em dúvida de que música usar.
     
  5. imported_Ariane

    imported_Ariane Usuário

    hahahahahahahahahahhahahah

    Olha, eu não sou do tipo que gosta de homem grosseiro não. Eu gosto dos que se perfumam, dos que cuidam de si e dos outros, dos que se preocupam com os meus problemas (não, eles não são gays kkk). Mas uma coisa é certa, é preciso um pouco dos dois, a graça é misturar a típica atitude masculina com a sensibilidade. Esses são homens irresistíveis.

    Serenata, Palazo? :rofl:
    Só se for a dois.
     
  6. JLM

    JLM mata o branquelo detta walker

    um amigo acaba de comentar comigo q a poesia (e a lerdeza) me salvaram de ser o pai da criança.

    é, eu nunca pensei q a poesia pudesse me tirar de grandes enrascadas.
     
  7. imported_Ariane

    imported_Ariane Usuário

    :rofl:

    Está vendo... Pra alguma coisa ela serviu! hahahahahah
     
  8. Palazo

    Palazo Mafioso Literário

    Poesia te salvando de um filho? Nunca pensei nesse uso para ela, mas talvez agora use mais vezes...

    Se uma poesia declamada tem esse poder, o que dirá se ela for cantada em forma de serenata? Sim, to com essa maldita idéia na cabeça....rsss
     
  9. JLM

    JLM mata o branquelo detta walker

Compartilhar