1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

J.K Rowling supõe que toda a saga teria sido loucura de Harry Potter

Tópico em 'Hogwarts' iniciado por Blue Gangsta, 15 Set 2012.

  1. Yehonatan

    Yehonatan My Redeemer Lives!

    Só falta essa maluca escrever um drama, contando sobre como os Dursley sofreram com a loucura do Harry, e como foi a vida dele num hospício.
     
    • LOL LOL x 2
    • Ótimo Ótimo x 1
  2. Eriadan

    Eriadan Usuário Usuário Premium

    Sou fã da série, mas - podem me matar - eu gostaria MUITO dessa versão.
     
    • Ótimo Ótimo x 1
    • Gostei! Gostei! x 1
    • LOL LOL x 1
  3. General Artigas

    General Artigas Não tá morto quem peleia

    Tá, a mulher começa a mijar no prato em que comeu e fica lançando site pra cambada de fã ficar brincando de Harry Potter? Ela quer transformar a loucura particular do personagem dela em histeria coletiva? Uma boa tunda ia dar um jeito nessa mulher ¬¬
     
    • LOL LOL x 2
    • Péssimo Péssimo x 1
    • Gostei! Gostei! x 1
  4. lisseminte

    lisseminte Nox!

    Eu ouvi falar que ela considerar o mundo dos bruxos uma loucura do Harry é erro de tradução. Enfim, essa idéia de ser tudo um sonho ou não do protagonista pode ser considerada, mas tem que ser minuciosamente trabalhada ( por exemplo: labirinto do fauno, que muitos lembraram aqui ;) ) Se for jogada assim, fica forçado, com a série toda concluída. E o mundo mágico não parece ter nenhum aspecto onírico, tem muitos aspectos que apresentam lógica extremamente verossímil . As matérias de Hogwarts, departamentos do ministério da magia, este mundo tem detalhes, alguns que podemos chamar de burocráticos à trama e isso, para mim, não tem nenhum aspecto de sonho.

    P.s. : eu estou falando isso porque me lembrei do meu sonho que misturava elementos de HP e SdA. Tinha história, é claro, mas a lógica não era tão desenvolvida. Tinha furos bastante perceptíveis no meu estado alerta e não tinha tanta continuidade em alguns episódios. Acho que essas são as características dos sonhos e devaneios.
     
    Última edição: 19 Jan 2013
    • Gostei! Gostei! x 2
    • LOL LOL x 1
  5. Bruce Torres

    Bruce Torres Let's be alone together.

    A culpa é de vocês (fãs) que deram corda pra ela. Nunca ouviram falar do conceito de "morte do autor"? "Obra aberta"? Como os fãs a tornaram o Dante de seu próprio texto, agora ela acha que pode dizer o que quiser, definir como bem lhe aprouver qualquer característica da saga. Agora aguentem as consequências. :lol:
     
    • Gostei! Gostei! x 2
    • LOL LOL x 1
  6. Blue Gangsta

    Blue Gangsta Usuário

    No fim das contas toda esta história não passou de um erro de tradução... mas foi incrível o alcance que teve na internet kkkk
     
    • Ótimo Ótimo x 1
    • Gostei! Gostei! x 1
  7. Gui.

    Gui. Usuário

    Ela já tá rica mermo...
     
    • Ótimo Ótimo x 1
    • Gostei! Gostei! x 1
  8. Excluído046

    Excluído046 Banned

    Essa ideia, fake ou não, destruiu uma coisa para mim: a cena em que o Harry meio que "se despede" do armário no sétimo filme (sim, no livro é mais bonito e blá blá blá). Toda vez que eu vejo aquela cena, agora, eu penso: "você até pode ser um péssimo bruxo, que só escapa 'na sorte', mas que imaginação, hein? Cê num fez mais nada da vida a não ser imaginar um mundo onde os bruxos e os trouxas são ameaçados por um carinha sem nariz". Sério, sacam aquela coisa de Inception de IMPLANTAR a ideia? Pois é, essa ideia de "foi tudo coisa da cabeça do Harry" foi implantada e não dá para arrancar as raízes dela. Eu não gosto da ideia, eu não acredito nela, mas ela existe, e a existência dela me incomoda.
     
    • Ótimo Ótimo x 1
    • Gostei! Gostei! x 1
  9. Bruce Torres

    Bruce Torres Let's be alone together.

    Seria interessante colocar essa ideia naquele tópico sobre possibilidades de interpretação em diferentes histórias, né?
     
    • Ótimo Ótimo x 1
  10. Sejong

    Sejong Óculos Torto

    Estratégia de marketing. A Meyer fez algo parecido ao declarar em entrevista cogitar a possibilidade de escrever mais continuações da Saga Crepúsculo exclusivamente para si, sem publicar tais continuações, privando assim os fãs de tais novidades/continuações. Mas é assim mesmo que o mercado incentiva. Fazer o que... :)
     
  11. Lindoriel

    Lindoriel Saurita Catita

    Já pensei em escrever um livro assim... onde todo o enredo seria um sonho da personagem principal. Mas nunca cheguei a terminar...

    Seria interessante se a Rowling fizesse isso... XD
     
  12. Elriowiel Aranel

    Elriowiel Aranel Usuário

    Pena eu não ter visto isso aqui antes. Vira e mexe alguém inventa um polêmica ABSURDA sobre Harry Potter. É triste. Ô esforço desse povo pra tentar desmerecer o trabalho dela...

    Enfim, segue o que saiu no
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    a respeito:

    Esclarecendo a declaração de Jo sobre a loucura de Harry

    Por Andre Wynne - domingo, 16 de setembro de 2012 às 01:28

    Há quase duas semanas postamos aqui no Potterish o vídeo e a transcrição do trecho de uma conversa entre J.K. Rowling e o roteirista Steve Kloves, na qual ambos discutiram sobre a dura infância de Harry, incluindo a teoria de que o garoto teria enlouquecido e tudo o que aconteceu foi apenas fruto de sua imaginação.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Nos últimos dias temos recebido diversos e-mails e tweets pedindo nossa opinião sobre Harry ser esquizofrênico, ou pedindo a postagem do vídeo no qual Jo diz supor que Harry é louco. Antes de mais nada, vamos analisar a tradução divulgada aqui no site.

    Em outros sites, como é o caso da Gazeta do Povo, há a tradução incorreta que fez com que muitos fãs se descabelassem com a ideia de terem sido, de certa forma, enganados pela autora.

    Diferente de traduções incorretas como esta e outras que estão circulando pela internet, Jo jamais disse que sugeriu a si mesma a ideia da loucura, mas sim que terceiros sugeriram isso a ela.

    Não é dessa vez que os fãs farão coro com Pirraça: Ora, é o Potter Pirado!

    Então... GENTE... não vamos viajar na maionese.

    O roteirista Kloves se referia a uma cena que só existe NO FILME, em que Harry brinca e conversa com seus brinquedos, um mini exército. E que o próprio Harry, de tanto sofrer, achou que tinha ficado louco POR UM MINUTO quando Hagrid apareceu. Convenhamos, quem não acharia se alguém te dissesse que você é um bruxo? Ainda mais sendo um meio-gigante?
    E porque passou pela cabeça, DO ROTEIRISTA, que Harry podia ter pirado um pouco mesmo, quando ele começou a escrever o RASCUNHO. E JK comenta que já escreveram a ela sugerindo isso. O que não quer dizer que seja verdade!

    Levante a mão aí quem não falava com seus brinquedos quando era criança, que não fingia que eles falavam com você ou eram personagens... e quem não tinha amigos invisíveis. Principalmente as crianças que são solitárias, como no caso do Harry. E eu mesma passei por isso, por ser filha única.
     
    Última edição por um moderador: 5 Out 2013
    • Gostei! Gostei! x 3
    • LOL LOL x 1
  13. Ilmarinen

    Ilmarinen Usuário

    O fato da cena dos brinquedos* ter apenas no filme só torna AINDA MAIS esquisito, inoportuno e fora de lugar a Rowling comentar que o episódio "dialoga com a verdade dos livros"** ( ainda mais quando uma aranha dentre os brinquedos do Harry tinha o nome de "Alastor" e , pior ainda, quando se considera o fato de que a cena foi escrita pelo Kloves que, aí nessa citação famosa, confessou
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    , o que, por si só, já é péssima referência,
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    , o que, contextualmente, explica MUITO BEM a indulgência da JKR com ele ao ponto de ter dado essa mancada.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    É só isso que foi dito nesse thread na página anterior em dois dos meus posts para os quais vc deu os "fail", Elriowiel , e não mais, já tem um tempão, a noção de se levar a notícia divulgada em inglês*** ao pé da letra depois que ela foi desmentida. Se algumas pessoas continuaram a fazer isso por não terem lido as mensagens na íntegra aqui, já na segunda página do tópico, é uma dessas mazelas inevitáveis que a própria forma da mídia, fórum virtual, e a natureza humana criam que nâo têm, a essa altura, nada a ver com o conteúdo em si dos posts mencionados.

    * Marca registrada e trope desse tipo de fantasia onde os brinquedos do protagonista aparecem transfigurados no universo fantástico do livro. "Onde Moram os Monstros" é o protótipo mais ilustre desse tropo aí, com coisas como Um Jogo de Você de Sandman e Joe, o Bárbaro do Grant Morrison, sendo exemplos mais recentes e conhecidos do público brasileiro, com o Labirinto do Fauno, Indomável Sonhadora e até a Vida de Pi sendo parentes bem próximos do gênero.

    ** E por que é "inoportuno"? Porque desde "Alice no País das Maravilhas" até
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    é uma vertente muita prolífica da literatura fantástica em inglês recorrer ao "sonho" e ao devaneio pra justificar enredo fantástico. Coisa que o JRRT desaprovava**** por fazer pouco da "subcriação" do autor. Então, quando um autor de fantasia como a Rowling mostra, sequer, simpatia pela idéia, nesse contexto, as comportas acabam se abrindo e esse tipo de especulação grassa rapidamente independente do autor querer ou não que isso aconteça.

    Ela já devia saber disso quando fez o comentário endossando a liberdade criativa do roteirista ao inventar uma cena que não tem nos livros.Outros autores teriam ficado furiosos com esse tipo de iniciativa, justamente por dar razão a rumores assim. E por quê? Pelo seguinte:isso é uma coisa que não fica muito clara pra leitores brasileiros,
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    e
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    .

    A criação de uma realidade com regras e história própria alternativas em relação ao nosso mundo é vista por alguns como "fuga" da realidade e , portanto,
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    no "cânone literário". O gênero fantasia em inglês vive sob o sítio de críticos e teóricos com esse tipo de convicção, e sua sanha só é apaziguada quando, ironicamente, a PRÓPRIA HISTÓRIA questiona o seu senso de realidade literal, abrindo possibilidade pra entendimento alegórico ou psicologizante como em Alice, que é colocado num pedestal pela crítica literária mais ortodoxa.

    *** por erro de transcrição da entrevista, erro que TODO MUNDO COMETEU, até mesmo em inglês, sinal de que não é o caso do boato ter sido, pura e simplesmente, "viagem na maionese", colocando o rumor exatamente na mesma categoria do comentário da biografia não-autorizada dela que, sem querer,
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    quando ela mesma falou, depois, que já o tinha lido pela primeira vez aos quatorze anos.

    ****
    Quanto às
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    * da Rowling
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    * ( o que, convenhamos, considerando a pletora de coisas fantásticas que aconteceram antes, é um disparate), sinto muito se isso faz de mim portador de más notícias( é aquele negócio: pode-se matar o "mensageiro" quantas vezes quiser; a mensagem sempre permanecerá a despeito disso) e isso tenha feito meus posts mais merecedores dos fail a seus olhos, ( os únicos dados pra alguém postando nesse tópico). Eu, particularmente, não vejo problema nisso porque nunca censurei, omiti, ou releguei como coisa sem importância ou puro produto de uma conspiração difamatória as muitas críticas feitas às idiossincrasias do próprio Tolkien,
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    , só por eu ser fã dele como sou, tratamento que também reservo pra Rowling.

    *
    **
    O fato de eu reconhecer o talento dela, gostar dos livros,
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    ( coisa que eu também faço com o próprio JRRT e todos os autores que leio), não me impede de divulgar críticas ou formular, eu mesmo, pareceres menos que apologéticos sobre o que ela diz ou escreve quando isso for pertinente ao assunto, o que foi, justamente, o caso aqui*.

    E acho que quase todos os fãs de Potter aqui do fórum entenderam isso muito bem em todos os posts que eu escrevi na área Hogwarts.

    *Se ela não tivesse feito
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    (pq, hoje em dia, graças ao Tolkien, ao Lewis e outros autores que ela leu o tipo de fantasia que predomina hoje é a "subcriativa") as pessoas não teriam tido a propensão de interpretar o que ela falou na entrevista mal-transcrita do jeito que interpretaram.

    E, cá pra nós, "não ter lido muita fantasia" mas ter lido( e gostado como gostou) JUSTAMENTE de Narnia do C.S. Lewis e de Tolkien no SdA e no Hobbit, como ficou demonstrado em outras entrevistas, faz uma TREMENDA diferença, uma diferença que ela deveria ser a PRIMEIRA a reconhecer, coisa que nunca aconteceu.
     
    Última edição: 14 Nov 2014
    • Ótimo Ótimo x 3
    • Gostei! Gostei! x 1
    • LOL LOL x 1

Compartilhar