1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Itatinga (Bertioga-SP) muita natureza, história, ecologia e energia num só lugar!

Tópico em 'Atualidades e Generalidades' iniciado por Fúria da cidade, 13 Abr 2012.

  1. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Imagine um lugar bonito do litoral de SP onde está uma pequena vila centenária com cara de Europa do final do século XIX, casas construidas pelos ingleses (muito semelhante a Paranapiacaba), encravada na Serra do Mar com vários rios, cachoeiras e piscinas naturais lindas ao redor e que para se chegar até ela só é possível viajando 7km de uma ferrovia que utiliza um antigo e muito bem conservado bonde importado da Hungria, que está localizada na cidade de Bertioga e de quebra é possível conhecer a usina hidrelétrica mais antiga do Brasil em atividade?

    Esse lugar tem nome: chama-se Itatinga e fica na cidade de Bertioga-SP

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Para se chegar a estação do bondinho que conduz ao vilarejo, somente é possível de barco. O acesso situa-se às margens do Rio Itapanhaú, em Bertioga (a cerca de 3km da rodovia Rio-Santos) ou pode-se pegar o barco em Santos no estuário.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Nessa foto já do lado oposto do rio, vemos a estação propriamente dita com o bonde preparando-se para o início da viagem rumo à Vila de Itatinga.

    Ao chegar na vila se tem uma sensação enorme de ter voltado no tempo. Ela tem uma pequena infraestrutura: uma escola, uma enfermaria, igrejinha (que mais parece tirada de um presépio), moradias, um pequeno armazém e até pouco tempo atrás, um cinema cujo interior lembrava o filme Cinema Paradiso. Foi desativado. A foto da vista geral, mostra a ferrovia do lado de quem vem de Bertioga.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Outra vista da pacata vila de Itatinga, onde se pode ver a igreja ao fundo.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Igreja de Itatinga, para a construção da qual, segundo alguns relatos, vieram peças desmontadas da Inglaterra, incluindo altar, portão e vitrais.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Nessa foto, temos uma vista do frontal da usina, vendo-se à esquerda, a linha que segue para a oficina de locomotivas e para o funicular. Abaixo, em outra foto onde vemos o sistema de dutos que trazem a água para a usina.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Nessa foto, observem no canto esquerdo inferior, uma gôndola amarela. Trata-se de um equipamento bastante interessante, equipado para trafegar tanto na via férrea normal quanto nos planos inclinados (via férrea ao lado dos dutos), transportando pessoas, material, etc.. Quando trafegando nos planos inclinados, ela é tracionada por cabos de aço. Veremos essa gôndola com detalhes:

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Abixo podemos observar que apesar de serem centenários, os equipamentos encontram-se em excelente estado de conservação, realmente parecendo novos. Esse é o resultado de uma manutenção e cuidados bastante dedicados por parte da CODESP (Compania de Docas do Estado de São Paulo).

    Vale lembrar que essa usina é a responsável por fornecer toda a energia para o porto de Santos.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Outra vista da usina na parte lateral onde se é possivel ver com detalhes a sua arquitetura toda em pedra.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Mas depois de conhecer a vila, a ferrovia e a usina o forte da região é a natureza e o que não falta lá são as trilhas.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Abaixo uma imagem da queda dos 3 poços onde existem ao redor várias piscinas naturais.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Das três piscinas naturais existentes na Cachoeira dos Três Poços, somente a que fica mais próxima à queda-d'água é liberada para mergulhos, pois é menos profunda e com águas tranquilas. O lugar não conta com infraestrutura turística, como bares ou restaurantes. Por isso é recomendável que se leve lanche, frutas, isotônicos e água.

    Como está localizada em uma área de segurança nacional e preservação por causa da hidrelétrica, a Vila de Itatinga tem acesso liberado somente aos moradores e às agências cadastradas. Os passeios turísticos, podem acontecer somente no primeiro sábado e terceiro domingo do mês. Semelhante ao que acontece na Ilha de Fernando de Noronha são agendados pelas agências grupos de no máximo 38 pessoas que é o limite diário de visitantes.

    E como impressão pessoal final graças a esse controle de visitantes você passeará num lugar totalmente limpo onde não se vê sacos e garrafas plásticas abandonados. Muito antes da coleta seletiva ser implantada nas grandes cidades, os moradores da vila já faziam isso há vários anos, fora o fato que essa hidrelétrica é de um tipo que apresenta o menor impacto ambiental, pois não desvia o curso de nenhum rio e aproveita a energia potencial da queda d´agua sem nenhum represamento.

    Pra quem gosta de todos esses ingredientes esse é um passeio simplesmente imperdível que eu recomendo.
     
    Última edição: 13 Abr 2012
    • Ótimo Ótimo x 2
    • Gostei! Gostei! x 1
  2. Ivo Basay®

    Ivo Basay® Banned

    Que belo lugar.. não imaginava que ficava em Bertioga.
     
  3. Excluído045

    Excluído045 Banned

    Itatinga é linda mesmo. Fui uma vez só, quando era pequeno, e bem isso que o Furia disse: sem lixo no chão, tudo bem limpo e organizado e muita coisa bonita pra ver, visitar e fazer.

    Recomendo muito, apesar de não saber como está atualmente.
     
  4. Pearl

    Pearl Usuário

    Eu li Ipatinga. :lol:

    Bela cidade viu? Parece ser ótimo para descançar e se livrar das energias negativas.
     
  5. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Que bom que um representante legítimo da baixada santista aqui do fórum já conheceu :)

    Alías é impressionante que muita gente da própria região não conheceu ou até mesmo nunca ouviu falar de Itatinga, já que a energia que abastece o Porto de Santos vem de lá e esse anonimato de certa forma colabora pra que esse lugar fique tão bem preservado de uma forma tão exemplar, coisa que até aqueles que ecologistas politicamente corretos (vulgo ecochatos) deveriam ir lá e aprender.

    Respondendo a sua dúvida, a última vez que fui lá foi só há 2 anos e incrivel que está exatamente do mesmo jeito que estava nas outras 6 ou 7 vezes anteriores! Logicamente de todas, a melhor e mais inesquecível pra mim indiscutivelmente foi em Agosto de 99 quando tive a felicidade de ter conseguido a oportunidade de ter prestado um serviço de elétrica pra Codesp que duraria 2 dias dentro da usina e naquela oportunidade pude dormir em uma das casas da vila, algo que nas idas turisticas convencionais não é possível pois ainda não está autorizado o turismo de acampamento e não há nenhuma moradia que funciona exclusivamente como hotel ou pousada. Esta empresa que administra o porto de Santos somente autoriza o turismo de um dia sem hospedagem.

    Ainda que as regras de visitação impostas pela Codesp sejam essas vale a pena conhecer e quem sabe futuramente ser uma opção pra um futuro encontro Valinor (Oi Zorba, Gnomo da Floresta, Neithan) na baixada que ironicamente não tem praia, mas que tem outras bélissimas atrações o que não deixa de ser muito interessante.
     
    • Gostei! Gostei! x 1

Compartilhar