1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)
  1. Artigos Valinor

    Artigos Valinor Usuário

    Após mil anos da Terceira Era do Sol terem se passado, um navio Élfico veio pelo Mar Ocidental e aportou nos Portos Cinzentos. Neste navio estavam cinco homens idosos com longas barbas e grandes mantos. Eram mantos de várias cores, e cada Homem usava um chapéu alto e pontudo, botas altas e negras de viajantes, e carregavam um longo bastão. Estes eram os Istari, que os Homens chamaram de Magos; seus chapéus e bastões eram os símbolos de seus ofícios. Eram uma ordem e uma irmandade enviados para a Terra-média das Terras Imortais, pois foi percebido que um grande mal crescia nas Terras Mortais.

    Embora os Istari tenham vindo secretamente e numa forma humilde, no início, antes de sua chegada na Terra-média, eram poderosos espíritos. Eram Maiar, espíritos mais antigos que o Mundo, e parte da primeira raça que surgiu da mente de Ilúvatar nos Salões Eternos. Porém, no diminuído Mundo da Terra-média na Terceira Era eles foram proibidos de vir com os poderes dos Maiar. Eram limitados a forma de Homens e com poderes encontrados no mundo dos mortais.

    Embora seja dito que cinco Istari vieram para a Terra-média, dois não tomam parte nas histórias da terra do Oeste que chegaram até os Homens, pois é dito que foram para longe no leste da Terra-média. Estes dois eram os Ithryn Luin, "Os Magos Azuis", e acha-se que eram chamados Alatar e Pallabdo nas Terras Imortais e foram escolhidos pelo Vala Oromë o Cavaleiro, e mais nada é sabido de sua vidas e feitos.

    O mais famoso e festejado dos Istari é Gandalf o Cinzento, chamado de Mithrandir pelos elfos, de Tharkûn pelos Anões, e de Incánus pelos Haradrim. Como um maia, nas Terras Imortais era chamado de Olórin e estava entre os mais sábios de seu povo. Naquele tempo ele residia nos jardins de Lórien, o Mestres das Visões e dos Sonhos, e também ia com freqüência até a casa de Nienna. Ensinado por Lórien nos jardins, a sabedoria de Olórin por muitos anos aumentou. Também aconselhado por Nienna em sua casa, que observa por sobre os Muros da Noite, e à sua sabedoria foi adicionada persistência e esperança.

    De todos os Istari Gandalf é incluído entre os maiores, pois por sua sabedoria os povos livres da Terra-média foram guiados à vitória sobre o Senhor Negro Sauron, que desejava escravizá-los. Nesta tarefa Gandalf foi auxiliado por narya, o anel Élfico do Fogo, que Círdan, Senhor dos portos Cinzentos, deu a ele, pois Narya tinha o poder de fazer os Homens corajosos e resolutos. Pela instigação de Gandalf, Samug o Dragão foi destruído e as batlhas dos Cinco Exércitos, do Abismo de Helm e dos Campos de Pelennor foram vencidas. Pela mão de Gandalf o Balrog de Moria foi destruído. Mas seu maior feito de todos foi a descoberta do Um Anel e a condução do Portador do Anel ao local de destruição do anel. Por esta ação o Anel foi desfeito, e Sauron e todos os seus servos e todos os seus reinos foram levados à ruína. A tarefa de Gandalf na Terra-média foi completada com este ato e então a Terceira Era se encerrou com a partida de Gandalf para as Terras Imortais.

    Outro dos Istari é Radagast o Marrom, que viveu em Rhosgobel nos Vales do Anduin. Ele tomou parte no Conselho Branco, que foi formado contra Sauron, mas parece que sua maior tarefa era para com os Kelvar e Olvar da Terra-média e pouco se fala nas crônicas daquele tempo. Ele era o mais sábio de todos os Homens em todas as coisas relacionadas a ervas e animais, e seu nome élfico era Aiwendil e ele era um esírito fiel a Yavanna, a Rainha da Terra. É dito que ele falava muitas línguas de pássaros. Mesmo os Beornings e os Homens da Floresta de Mirkwood e os poderosos Ents guirdiães da Floresta de Fangorn falavam com reverência da sabedoria de Radagast o Marrom, que nos contos da floresta não havia igual.

    O quinto Istari é Saruman o Branco, a quem os elfos chamavam Curunír, "Homem de talento". Quando os Istari foram formados, Saruman estava entre os maiores da Ordem. Por muitos séculos Saruman vagou pelas terras da Terra-média desejando destruir Sauron o Senhor Negro, mas após um tempo cresceu nele o orgulho e o desejo pelo poder. No ano de 2759, Saruman foi para Isengard, e Beren, o regente de Gondor, deu-lhe a chave da Torre de Orthanc, pois era imaginado que os Istari auxiliariam os Homens de Gondor e os Rohirrim na guerra contra os orcs, os Orientais e os Dunlendings. Entretanto Saruman fez um poderoso local de poder maléfico e atraiu legiões de Orcs e os Uruk-hai, Meio-Orcs e Dunlendings até ele. Em Isengard ele estendeu a marca de sua tirania, uma abndeira negra marcada com uma mão branca. Em seu orgulho ele tolamente cresceu até ser dominado por Sauron, que comandava uma feitiçaria muito maior que Saruman. Então o maior dos Istari que veio para destruir o Senhor Negro se tornou um de seus agentes. Mas o poder de Saruman foi aniquilado pela Fúria dos Ents, o valor do Rohirrim e os Huorns, e pela sabedoria de Gandalf. Isengard foi destruída pelos Ents, seu exército foi exterminado pelos Rohirrim e pelos Huorns, e seu cajado foi quebrado e seu poder mágico foi tomado por Gandalf. Tão baixo Saruman caiu em sua derrota que planejou uma vingança mesquinha no pequeno Condado, onde os Hobbits, o último de seus inimidos, residiam. Ali, num desejo patétido de dominação Saruman foi expulso pelos Hobbits e assassinado pelo seu próprio servo, Grima Língua-de-Cobra. Quando Saruman morreu, seu corpo transformou-se numa forma sem substância. Rapidamente se tornou pele, caveira e ossos enrolados numa capa rasgada, e deles subiu uma coluna de fumaça cinzenta. Por um momento, é dito, esta forma cinzenta do espírito Maia de Saruman tentou ir para o Oeste, mas um vento veio o espalhou-o.



    Textos de Interesse:
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
  2. cruzneto

    cruzneto Usuário

    os dois magos azuis foram fazer oque na quelas terras ditantes e com que proposito vinheram para a terra-media?
     
  3. Edrahil

    Edrahil Usuário

    Ninguém sabe, ninguém viu! A verdade é essa.
     
  4. Palando

    Palando Mago Azul

    acredito que eles tenham ido tentar impedir ou minimizar ao maximo o folde oriental liderado por sauron que era uma ameaça aos povos livres, e ali sauron mantinha muitos de seus exércitos, ou mesmo dali tirava e abastecia suas forças.
     
  5. Elerrína

    Elerrína Usuário

    É muitas dúvidas a respeito dos magos azuis, e isto só faz darmos asas à imaginação.
     

Compartilhar