• Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Israel utilizou fórmulas matemáticas para controlar provisões na faixa de Gaza

Morfindel Werwulf Rúnarmo

Geofísico entende de terremoto
O Exército israelense utilizou fórmulas matemáticas para supervisionar e controlar o fornecimento de produtos à faixa de Gaza durante o bloqueio comercial que impôs à região a partir de junho de 2007.

A informação foi divulgada pelo grupo de direitos humanos Gisha, após ter acesso a uma série de documentos do Exército de Israel, segundo afirma nesta terça-feira o jornal israelense "Haaretz".

Após apelar à lei de liberdade de acesso à informação, o Gisha obteve as fórmulas de como o Exército calculava o fornecimento de produtos à faixa de Gaza, limitando ou permitindo o abastecimento.

O bloqueio comercial teve início em junho de 2007, quando o movimento islâmico Hamas tomou o controle da faixa. Em junho deste ano, a prática foi alvo de uma onda de protestos internacionais após o ataque israelense a uma frota que tentava chegar a Gaza --na ocasião, nove ativistas turcos morreram. Após o episódio, Israel afrouxou um pouco o bloqueio.

Até então, Israel restringiu a entrada de produtos básicos à população palestina, afirmando o tempo todo que controlava o fornecimento, mas sem revelar de que forma isso era feito.

Segundo o "Haaretz", fórmulas e coeficientes determinavam, por exemplo, a quantidade de ovos na faixa de Gaza, tanto por importação quanto por produção nas fazendas palestinas.
"O fornecimento era exatamente a quantidade que Israel permitia",
afirma o jornal.

Todas as fórmulas serviam para determinar o número de dias até que certo produto acabasse e os palestinos vivessem uma completa escassez.

Um alto oficial do escritório de coordenação civil para a faixa de Gaza e a Cisjordânia explica ao jornal que as regras do boicote estavam em um documento que continha um método para identificar rapidamente a escassez de qualquer produto básico.

Segundo o oficial, as regulações foram formuladas
"inspirando-se em alimentos conhecidos, em consultas com o Ministério de Saúde israelense e levando em conta os hábitos de consumo de uma família em Gaza, segundo os dados do escritório de estatísticas palestino em 2006".

Fonte
 

Valinor 2020

Total arrecadado
R$1.495,00
Meta
R$4.800,00
Termina em:
Topo