1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Irving é condenado a três anos de prisão por negar o Holocausto

Tópico em 'Atualidades e Generalidades' iniciado por Ecthelion, 20 Fev 2006.

  1. Ecthelion

    Ecthelion Mad

    20/02/2006 - 15h06

    Irving é condenado a três anos de prisão por negar o Holocausto


    Viena, 20 fev (EFE).

    O Tribunal Regional de Viena condenou hoje o historiador britânico David Irving a três anos de prisão sem condicional por negar o Holocausto e a política de extermínio nazista durante a Segunda Guerra Mundial.

    Perante o tribunal, Irving se declarou culpado de negar o Holocausto - crime previsto no código penal austríaco -, o que deu ao historiador popularidade nos círculos revisionistas de extrema direita.

    A condenação por unanimidade por parte dos oito membros do júri se baseia em dois discursos públicos feitos na Áustria em 1989, quando Irving negou a existência de câmaras de gás em Auschwitz e disse que a "Noite dos Cristais", a primeira grande perseguição violenta contra os judeus da Alemanha em 1938, não foi perpetrada pelos nazistas.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)



    ................................................................................................
    Mais do que tudo, um historiador com vontade de aparecer... ¬¬
     
  2. Statues Argonath

    Statues Argonath Fractus Exitus Rapitus

    Ah sei lá... Ele pisou na bola... Foi burro!

    Ele devia ter ficado quieto, não devia ter feitos esses dois discursos publicos na austria... Mas pelo menos ele vai pagar pelo que fez e acho que 3 anos é bem pouco pelo que foi feito... Sem dizer que Irving deve ter mais de 60 anos 8-O talvez ele morra na prisão...
     
  3. Primula

    Primula Moda, mediana, média...

    ele queria aparecer e apareceu... se conseguiu o intento idiota dele, não é burro. Mas o intento continua sendo idiota...

    ...e se tornar um mártir, ter seu nome gravado na pedra que chamamos História.

    na boa, ele é como muitos jovens que querem aparecer de qualquer jeito. Pendurar melancia no pescoço, whatever.

    Conseguiu o intento dele. E claro sempre há um preço a se pagar. Ninguém ganha doce sem pagar algo. (No caso, o doce é a satisfação de ter seu nome nos jornais por um tempo, multiplicado por mil, por conta da internet... capaz de no futuro acharem que ele foi uma pessoa importante de tanto que discutimos ele)
     
  4. Edrahil

    Edrahil Usuário

    Negar o inegável é idiotice. O engraçado é ver um britânico fazer isso. Se fosse um alemão, talvez até fosse mais fácil de entender.
     
  5. Paulo

    Paulo Cabeça de Teia

    Os historiadores alemães são extremamente contrários ao Revisionismo do Holocausto.

    Como todo mundo sabe, essa "negação do holocausto" é uma completa besteira, que vem sendo sustentada por neo-nazistas e simpatizantes. No orkut tem gente que faz até perfis de generais de Hitler.:eek:
     
  6. Primula

    Primula Moda, mediana, média...

    agora que você comentou, Paulo, realmente parece-me também que a fascinação por Hitler é mais fora dos limites alemães, do que dentro. :think:

    Me lembro de um episódio de Star Trek, onde Kirk e Spock de repente dão de cara com o nazismo em um planeta onde tinham deixado um observador (que era um historiador). Spock concorda com o historiador que foi um método eficiente para reerguer um país humilhado, apesar do preço como Kirk lembra. (e sendo algo muito brutal, mesmo que tenha uma recuperação espantosa, também tem queda espantosa. É como uma onda senoidal enorme: enorme pico, e descida gigantesca também)

    Me lembro disso porque talvez, as pessoas que não tenham experimentado isso queiram "experimentar", enquanto que quem já experimentou e se fudeu, quer mais é distância. Tal como uma droga, talvez?
     
  7. Haran Alkarin

    Haran Alkarin Usuário

    Villaça, há algum tempo, escreveu um artigo sobre a mesma negação que Mel Gibson possuiria pelo Holocausto e fatos históricos relacionados, e como ele mostrou isso em seu filme. São argumentos convincentes, na minha opinião.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
  8. Logan Mcloud

    Logan Mcloud Usuário

    eu gosto de alguns dos "generais de Hitler." volto a dizer q a unica coisa q importa no mundo eh a inteligencia.... e nao posso negar q eles tiveram um dos exercitos mais eficientes do mundo. com tiradas brilhantes. Bem como alguns generais americanos.


    negar o holocausto alem de uma forma de publicidade so demonstra uma atitude infentil por parte do cara... ele eh como uma dessas crianças q nos lhes mostramos uma verdade inquestionavel e a primeira coisa q eles fazem eh a questionar... mais ou menos como o homem ter ido a lua.



    Dwarf
     
  9. Estranho

    Estranho Dancer

    É como eu li no livro "Conspirações" sob o verbete "O Holocausto nunca aconteceu" que, resumido, é o seguinte: É, o Holocausto não aconteceu. Morreram menos de 1 milhão de pessoas, quase todos presos políticos, poucos judeus. Tido foi um conspiração sionista. E os nazistas que confessaram tudo nos tribunais tavam só tirando uma da nossa cara...
     
  10. Fafa

    Fafa Visitante

    O engraçado é que os Estados burgueses preconizam a "liberdade de expressão". Quanta hipocrisia.
     
  11. Omykron

    Omykron far above

    todos os estados socialistas/comunistas são conhecidos por sua grande liberdade cultural e de expressão né?
     
  12. Fafa

    Fafa Visitante

    Só que sem hipocrisia. Para que dar a liberdade de expressão, arma perigosíssima, aos inimigos do povo?

    A liberdade cultural nos países capitalistas é bem questionável. Na verdade, é uma liberdade bem menos do que a dos países socialistas, porque é condicionada pelos interesses do mercado.

    Na URSS, por exemplo, os pintores, escritores, músicos, etc, só tinham suas obras publicadas caso se enquadrassem no Social-Realismo. Não seria justo gastar recursos públicos em lixo burguês.
    obs: Claro que os artistas identificados como inimigos políticos eram punidos.

    Nos EUA, era só um pouco pior. As obras que apresentassem críticas sociais ou não eram publicadas, ou não eram lidas. E os artistas, punidos.


    Reclamava-se também que o governo soviético não permitia literatura estangeira (O que livrou boa parte do mundo de ler Joyce), mas no Ocidente, quantos autores da URSS chegaram a ser conhecidos? Os anti-comunistas Soljenítsin e Pasternak foram louvados, é claro, os outros (com a exeção de Máximo Gorki, talvez) foram banidos da História.
     
  13. [F*U*S*A*|KåMµ§]

    [F*U*S*A*|KåMµ§] Who will define me?

    Tá....Tão mudando o objetivo do tópico....


    Mas eu concordo com o Fallen no quesito da hipocrisia.....


    O q esse pessoal faz é uma tremenda falta de respeito com o sofrimento e as mortes causadas nesse período.....Mas ele não está ofendendo ninguem diretamente, ele nega um fato real q traz revolta no povo em questão.....Mas ele apenas está colocando sua posição.....
    É só ignorar.....É o q eu sempre ouvi pela minha vida inteira: a melhor coisa q vc pode fazer contra alguém q só quer aparecer é ignorar.....

    Razões fortes pra prisão é algo q eu não consigo enxergar.....



    Mas tb cada país sabe melhor o q fazer com suas leis.....
    Coloco aqui como seria se eu tivesse o meu próprio país.....Não tenho prepotencia suficiente pra dizer q as leis deles são ruins.....
     
  14. Fafa

    Fafa Visitante

    Mas são ruins. Assim como a de todos os Estados que admitem propriedade privada.
     

Compartilhar