1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Insônia

Tópico em 'Clube dos Bardos' iniciado por Carol G., 16 Mai 2009.

  1. Carol G.

    Carol G. Usuário

    Era tarde da noite ainda, quando ela tentava afastar todos os seus pensamentos... Há tempos não conseguia mais dormir.
    E em meio a tanto alvoroço em sua mente, algo a assustou, tirando-a de um certo transe: um barulho quase imperceptível a descontentou, chamando a sua atenção, era um som forçado que a incomodava. Foi então que, praticamente sem pensar, levantou-se de sua cama rendada, que antigamente a levava para tão bons sonhos, afagou seu cachorro que, mesmo sendo um pouco grande, dormia a seus pés e, seu pelo longo e sedoso, a fez sentir uma sensação que a agradava...
    Saiu de seu quarto morno, - como estava tudo tão escuro! Levou a mão, então, ao gélido interruptor; em vão... Não havia luz. Desceu, cautelosamente, as escadas, que rangiam a cada passo... O barulho não cessava...
    Foi estranho quando seu coração foi à boca por um momento. Nesse instante sentiu sua pele latejar, sua boca formigar...
    Viu, talvez, uma sombra. Pensou se não poderia ser apenas sua mente inquieta que a perturbava...
    Foi quando sentiu uma respiração ofegante ao seu ouvido e o sangue pulsando nas suas artérias irregularmente, virou, com o coração palpitando e as pernas dormentes, mas não podia ver nada.
    Algo a tocou no rosto, o medo a possuiu até a hora que não pôde mais aguentar o peso de seus ossos, a densidade de seus pensamentos...
    Estava sentindo uma dor lancinante em seu peito... Mas era diferente da habitual, algo que mesclava o físico ao que sentia na alma...
    Era um frígido metal que a atravessava, sem dó nem piedade, rompendo suas palavras, desfocando seus sentidos, engolindo o âmago das suas emoções e arrancando o único dom que realmente a fascinava...
    A vida.
     
  2. Alisson P.

    Alisson P. Usuário

    Curto e profundo!
    :clap:
    Continue postando seus textos aqui, Carol.
     
  3. imported_Ariane

    imported_Ariane Usuário

    Nossa! Arrepiei!
    :pipoca:
     
  4. Carol G.

    Carol G. Usuário

    Obrigada pelos elogios e incentivos! Assim que puder, o que ultimamente não anda sendo muito fácil, postarei mais.
     

Compartilhar