• Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Inglesa diz ser ser alérgica à tecnologia

Edrahil

Usuário
Quinta, 22 de março de 2007, 09h41 Atualizada às 11h10
Inglesa diz ser ser alérgica à tecnologia


Debbie e o marido tiveram que se mudar por causa da alergia

O jornal inglês Daily Mail trouxe em suas páginas uma notícia um tanto incomum: Debbie Bird, uma inglesa de 39 anos, se declarou alérgica à vida moderna e à tecnologia.

Bird, gerente de um spa, na realidade diz ser sensível a equipamentos que gerem campos eletromagnéticos, ou seja, celulares, computadores, fornos de microondas, pontos de acesso Wi-Fi e até mesmo alguns carros. Quando em contato com tais ondas, sua pele sofre erupções e suas pálpebras incham.

Segundo o site do jornal, Debbie, que é casada com o consultor ambiental Tony Birds, descobriu sua sensibilidade quando o casal e a filha de oito anos se mudaram para um novo apartamento na cidade de Bowden, na área metropolitana de Manchester, ao noroeste da Inglaterra. Eles não sabiam, mas os vizinhos todos usavam telefones e conexões sem fio à Internet.

"No começo eu não podia dormir, então passei a desenvolver a reação alérgica. Eu tinha sensação de queimação pela minha face, na testa e cotovelos. Parecia que eu tinha sido queimada seriamente em minha testa", explicou a mulher. Debbie foi a um dermatologista, mas diante da severidade do problema (suas pálpebras chegaram a triplicar de tamanho) a família decidiu se mudar para um local mais calmo.

Em sua nova casa, uma pintura de carbono e cortinas especiais ajudam a impedir a entrada de raios nocivos para Debbie. Qualquer equipamento como microondas, celulares ou até mesmo telefones sem fio é proibido dentro do local e, para dormir, o casal utiliza uma rede prateada contra pernilongos que também protege da radiação.

Para os especialistas, há pouca evidência científica para afirmar que os campos eletromagnéticos estejam ligados a problemas de saúde. Segundo eles, os sintomas listados são normalmente atribuídos a vírus ou ainda causas psicossomáticas. Na Inglaterra, a sensibilidade a campos eletromagnéticos não é oficialmente considerada uma doença.

No entanto, para Rod Read, diretor do Electro-Sensitivity UK, uma associação de suporte a pessoas que adoeceram por causa de campos eletromagnéticos, microondas e até mesmo emissões de radiofreqüência, trata-se de uma conspiração: "Eu já vi centenas de pessoas que exibiram sintomas diretamente atribuídos a itens elétricos à sua volta. Mas é uma doença politicamente incorreta, o Governo e companhias de eletrônicos não querem que as pessoas pensem que seus celulares ou microondas são perigosos", acusou.

"No passado, os médicos tratavam os sintomas como algo semelhante a um resfriado, mas a patologia está estabelecida. Tem efeitos físicos consideráveis e impede as pessoas de viverem uma vida normal", afirmou.
http://tecnologia.terra.com.br/interna/0,,OI1500309-EI4799,00.html

Acho que ela não se daria bem com alguém como nós, frequentadores deste fórum.
 

Anexos

Lukaz Drakon

Souls. I Eets Them.
Campo eletromagnéticos geram radiação, não é?

Isso poderia ser simplesmente uma sensibilidade avançada.
 

Déor

Usuário
tambem axo, imagia ficar um ano na cidade sem mecher nos emails, estas coisas, não poder sacar dinheiro de caixa eletrônicos, supermercado.
na real ela tem que se isolar, pois na rua a maioria (ainda mais em londres) quase todos tem celular, cara ela vive quase que em uma "bolha", que dizer ela tem que viver ^^
bem pelomenos não sofro com este problema.
 

Cad

The punishment is loneliness.
"The Village" Lifestyle parece ser a única opção para a "saúde" dessa mulher.
 

Anna Cwen

Ourificada
Eu não acho tão difícil assim desenvolver alergia a ondas eletromagnéticas; alergia nada mais é do que uma ultra sensibilidade a alguma coisa. É sabido que o ser humano exposto a ALTOS níveis deste tipo de radiação pode sofrer severas consequencias. mas sem dúvida nenhuma ela seria um caso extremo. seria a pior alergia do mundo, disputando de perto com a alergia a chocolate...
 

Peregrin

Technologic
Eu acho que deveríamos matá-la.... tudo pela seleção natural.

E Ana, meu sonho é ser alérgico a chocolate :-P
 

Lukaz Drakon

Souls. I Eets Them.
Eu não acho tão difícil assim desenvolver alergia a ondas eletromagnéticas; alergia nada mais é do que uma ultra sensibilidade a alguma coisa. É sabido que o ser humano exposto a ALTOS níveis deste tipo de radiação pode sofrer severas consequencias. mas sem dúvida nenhuma ela seria um caso extremo. seria a pior alergia do mundo, disputando de perto com a alergia a chocolate...
Foi o que eu disse lá no segundo post. Não precisa desse alarde todo, é uma coisa simples.
 

Rustu Pai

Usuário
Acho que o ponto que a noticia levanta é os problemas que essa ondas eletromagnéticas e radiações podem causar a longo prazo a pessoas normais.
 

Valinor 2020

Total arrecadado
R$1.225,00
Meta
R$4.800,00
Termina em:
Topo