1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Imre Kertész: a voz do Holcausto

Tópico em 'Autores Estrangeiros' iniciado por Luciano R. M., 8 Mai 2010.

  1. Luciano R. M.

    Luciano R. M. vira-latas

    Se eu penso em uma novela, eu penso novamente em Auschwitz. O que quer que eu pense, eu penso sempre em Auschwitz. Mesmo que eu aparentemente fale de algo totalmente diferente, é sobre Auschwitz que estou falando. Eu sou um meio para o espírito de Auschwitz. Auschwitz fala através de mim. Todo o resto me parece estúpido, comparado a isso."

    Essa citação é de Imre Kertész, escritor judeu húngaro nascido em 1929 e escolhido para o Nobel de literatura de 2002. Sua obra mais conhecida é 'Sorstalanság' ('Sem destino') (1975), em que a experiência de um jovem judeu húngaro em Auschwitz. A obra é considerada uma das mais poderosas narrativas sobre o holocausto.

    Esse livro também é o primeiro de uma trilogia, composta ainda por 'A kudarc' ('O fiasco') (1988)- no qual vê sua primeira obra recusada pela editora e seu ser esmagado pelo regime comunista- e 'Kaddis a meg nem született gyermekért' ('Kadish para uma criança não nascida') (1990)- o Kadish é a oração judaica pelos mortos, que no caso é feito para o filho que ele decidiu nunca deixar nascer, devido ao peso do passado.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
  2. Pips

    Pips Old School.

    Comprei Liquidação e Kadish. Os outros títulos não estavam disponíveis (só em Alemão).
     
  3. Luciano R. M.

    Luciano R. M. vira-latas

    Saíram mais uns, mas parece que esgotaram. De qualquer forma, são dois dos melhores, Pips!
     
  4. Pips

    Pips Old School.

    Grande parte dos títulos dele estão esgotados, tanto que a minha edição de Kadish não é da Cia. das Letras, é uma anterior.

    Outro que estava disponível era um de contos.
     

Compartilhar