1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Identidade Perdida (Philip K. Dick)

Tópico em 'Literatura Estrangeira' iniciado por Meia Palavra, 9 Jun 2011.

  1. Meia Palavra

    Meia Palavra Usuário

    [align=justify]Identidade perdida, lançado em 1974, tem por início toda a cara de uma ficção policial, e usa como ponto de partida um clichê invariável: homem acorda num quarto de hotel sem saber como foi parar ali e sem identidade. Numa sociedade controlada por um aparato policial extensivo, logo ele percebe que sua condição o coloca numa posição extremamente arriscada de foragido da lei. Eventualmente a narrativa de perseguição será introduzida na história, bem como uma segunda trama envolvendo uma acusação de assassinato, mas essa é apenas uma preocupação secundária do livro, quase insignificante, na verdade.

    Devo admitir que não comecei o livro com altas expectativas, apenas para iniciar um romance do autor, depois de ter passado por três coletâneas de contos seus. Os primeiros capítulos não trazem nada de novo (considerando ser um romance de ficção científica). Nem mesmo o futuro em que seus personagens habitam ganham uma forte descrição. Carros voadores, armas alienígenas, telepatas, tudo é apresentado como um aspecto banal qualquer, memorabília num aposento.[/align]

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     

Compartilhar