1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Homenagem

Tópico em 'E os Bardos Cantam...' iniciado por Drow`, 3 Fev 2004.

Situação do Tópico:
Fechado para novas mensagens.
  1. Drow`

    Drow` Usuário

    Sei que não é um tópico muito comum ou algo do tipo.
    Nem precisam responder se não quiserem, não me importo.
    Como o Nome diz é uma homenagem

    Olhos,

    Tudo começou a algum tempo.
    Foi em um Churrasco de última hora feito bem de improviso mesmo.
    Lá a vi. Ruiva, imponente, linda, e a cumprimentei.
    Olá eu disse e assim ela respondeu.

    Naquele momento achei que nada mais do que isso aconteceria, apesar de querer.
    A vi se relacionando com todos e com isso fiz o mesmo. Me perdi.

    Na hora de irmos embora dali, já dentro do carro de um amigo a ela um beijo pedi e um beijo no rosto recebi, mas eu queria mais e outro lhe pedi, desta vez ganhei um em meus lábios. E aquilo, por mais inóspito que poderia ter sido, ascendeu algo em mim. Queria algo mais que aquele beijo.

    Algum tempo depois, já conversávamos com uma freqüência maior, apesar dela achar que eu não suportava ela. Ouvi, pessoas que juraram serem amigas falar que a ela queriam e com isso me retraí.

    Mas foi em um dia, um filme, nada combinado, mas a vontade estava explícita, vimos o filme com um dos “amigos” intrometendo-se por ver o que irias acontecer.
    No cinema uma ou duas vezes brincado com as pipocas paramos um olhando para o outro, porém o beijo tão almejado não aconteceu ali.
    Após o filme nos juntamos com mais algumas pessoas e daí fizemos com que todos acreditassem ou não que iríamos embora.

    Saímos dali e fomos a um local que é e sempre será especial, ficamos lá por horas dentro de seu carro, conversando sobre muitas coisas até que algo aconteceu. É engraçado, mas tudo começou em uma mera discussão sobre a cor dos códigos da Matrix. Eram Azuis ou Verdes?! Eram verdes, mas eu nunca admitiria ali, ainda mais porque aquilo foi o que nos levou ao desejado beijo. Não um beijo como outro qualquer e sim um beijo Verde e Azul.

    Muitas outras vezes fomos neste local, brigamos nos amamos, conversamos discutimos e outros locais também nos foram importantes.

    Por muito tempo a fiz mal, com meu egoísmo, com meu modo de ver tudo. Só eu poderia estar certo e com isso errei muitas vezes. Me neguei a aceitar que ela me cativava mais do que eu pude esperar, me neguei a enxergar que com ela eu queria estar.

    Certa vez, em um mirante ela havia me pedido para dizer que a amava e eu disse a ela que só diria quando tivesse certeza, por mais incrível que pareça eu já amava, só não havia me dado conta ainda, um erro. Mais um.
    E quando disse, foi em uma ocasião em que estávamos brincado de falar rápido e eu disse sem querer, sem pensar. Ele saiu da alma, ali me dei conta de que a amava e que não adiantava eu me enganar, mas achei que isso fosse suficiente e errei novamente.

    Ela fazia o céu vir abaixo por mim e eu só a fazia mal. Estava tão encantado com aquele te amo que não percebi que ela precisava mais do que isso. Outro erro.

    Com o tempo fui aprendendo e mesmo assim ainda errava.

    Porém sempre me lembro de seus olhos. Eles brilhavam quando eu era visto. Aquilo me dava forças, me fazia com que eu me sentisse único, especial.

    Muitas coisas fizemos juntos. Mas hoje, só vi lágrimas. Me vi perdendo o controle e a perdendo para sempre. Ela havia dito que era o melhor para nós. Não acredito nisso e nem quero acreditar. Me apeguei, me entreguei por completo. Fiz dela meu mundo e não vai ser uma merda de faculdade que vai me fazer acreditar no contrário. Podes não acreditar nisso, meu anjo. Mas te provarei que és a mulher que quero ao meu lado.

    Errei muitas vezes, algumas querendo acertar, outras por ignorância.

    Hoje, perdi a pessoa que mais amo em minha vida.
    Perdi a mulher que escolhi para ser a mãe de meus filhos, perdi a única pessoa diferente que tive, mas diferente, não pelo seu jeito de ser, diferente por ter me feito acreditar que só se ama uma vez. Diferente, porque por mais que tenha sido complicada nossa jornada, sempre estávamos juntos em tudo. Diferente, porque foi a única que sempre quis ao meu lado.
    Diferente, porque eu te amo.

    Agora,
    Olho suas fotos, todas estampadas em minhas paredes, no local onde passo meu tempo.
    Choro, pelos meu pecados. Choro por não ter te tido antes.
    Às lágrimas escorrem em uma enxurrada. Cigarros se consomem como palha em fogo.

    A partir de agora, carrego o maior fardo de minha vida.
    “O de te amar e não te ter mais.”

    Ass. Enrico Sgarbossa
     
  2. Peregrin

    Peregrin Technologic

    O tópico não tem muito a ver com essa área do fórum ;)
     
Situação do Tópico:
Fechado para novas mensagens.

Compartilhar