1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Homem é multado por não usar cinto de segurança em moto

Tópico em 'Planeta Bizarro? Estranhices? Bizonhices?' iniciado por Corsário de Umbar, 1 Fev 2012.

  1. Corsário de Umbar

    Corsário de Umbar Corsário de Umbar

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Fatos bizarros no trânsito acontecem todos os dias e em vários lugares, mas alguns ficam mais visíveis com destaques em redes sociais. O Facebook ajudou um jovem de 20 anos, de Campo Grande, a anular uma multa que levou indevidamente, deixando de pagar R$ 127,69 e de perder cinco pontos na CNH por uma infração que é simplesmente impossível de ser cometida. Em novembro de 2011, o rapaz, que não foi identificado, foi autuado por conduzir uma motoneta Honda Biz 125cc sem o cinto de segurança. A indignação foi tanta, que ele postou uma cópia do documento enviado a sua residência na rede social.

    Em qualquer autuação, o proprietário tem 30 dias para recorrer antes do pagamento da multa. Segundo informações da Agência Municipal de Transporte e Trânsito de Campo Grande (Agetran), a mãe do condutor foi até a sede do orgão para recorrer, mas não concluiu o processo. Pouco tempo depois a autuação já estava circulando pelo Facebook.

    A reportagem do Vrum entrou em contato com a Agetran, que confirmou o caso. "Nós vimos o registro no Facebook, identificamos o veículo e o proprietário e anulamos a autuação", informa o chefe da divisão de fiscalização de trânsito de Campo Grande, Éder Vera Cruz. De acordo com o funcionário, a autuação foi um equívoco do agente de trânsito. "O condutor da motocicleta avançou o sinal vermelho em um cruzamento, mas o agente fez o registro de forma errada, por isso anulamos a autuação gerada ao condutor e também a que ele cometeu, de avanço de sinal", explica.

    A confusão, segundo a Agetran foi causada por um aparelho eletrônico usado pelos agentes de fiscalização do trânsito do município. Ao constatar a infração, o agente deve selecionar o código do tipo de irregularidade em uma lista no próprio aparelho e o funcionário acabou selecionando o código errado. O erro do agente também fez o jovem condutor a se livrar da multa de avanço de sinal. A Agetran disse que após o ocorrido, medidas foram tomadas para que os agentes não se confundam no momento do registro de qualquer infração.

    Equívoco é comum em todo o Brasil
    Na mesma semana em que o motociclista do Mato Grosso do Sul foi multado, outros dois casos chamaram a atenção. Em Goiânia, um homem que também conduzia uma Honda Biz foi multado por cometer a mesma infração. Já em Fortaleza o problema foi com um condutor de um Fiat Uno, multado por não usar capacete, item obrigatório apenas para condutores e passageiros de motocicletas.

    Fonte:
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)



    É cada uma que acontece nesse Brasil :lol:
     
  2. Morfindel Werwulf Rúnarmo

    Morfindel Werwulf Rúnarmo Geofísico entende de terremoto

    Cinto de segurança é muito importante em motos, se você cair ele pode salvar a sua vida, agora o cara se deu bem, né? Passou no sinal vermelho, mas por um erro no sistema, nem vai pagar multa.
     
  3. Indily

    Indily Balrog de Pantufas Fofas

    Ahhhhh a industria do enriquecimento!!!!!
     
  4. O programa que eles usam deve ser uma merda.
     

Compartilhar