1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Histórias que você não vê a hora de terminar (Leia o primeiro post)

Tópico em 'Generalidades Literárias' iniciado por Clara, 9 Mar 2014.

  1. Clara

    Clara O^O Usuário Premium

    Existem livros que a gente gostaria que durassem para sempre.
    Aquelas histórias que deixam saudades e que a gente tem vontade de reler sempre que tiver uma oportunidade.

    Mas e aquelas histórias que são angustiantes a ponto de querermos que termine logo, já que têm poucos motivos para terminar bem, ou melhor, você sabe que não vai terminar bem e por isso não vê a hora de chegar ao final?

    Este tópico não é sobre histórias que você achou ruins ou mal escritas, é o contrário: elas são tão bem escritas, os personagens são tão bem construídos (os bons e os não tão bons) que você acaba fazendo parte daquele sofrimento, do pesadelo narrado, e por isso deseja que logo termine.

    Mencione nome e autor e procure nos dizer o motivo de o livro em questão ser tão angustiante para você.
    E lembre-se de utilizar a ferramenta de spoiler caso seja necessário.
     
    • Gostei! Gostei! x 2
  2. Clara

    Clara O^O Usuário Premium

    A Estrada (The Road) de Cormac McCarthy: pai e filho sozinhos em um mundo que entrou em colapso. Não há comida nem água pura. Nem sol. Apenas escuridão, frio, o medo constante (de outros seres humanos) e a esperança tênue de chegarem ao litoral e lá encontrar algo "melhor", que nem eles sabem direito o que pode ser.
    Não tem como uma história assim terminar bem e embora o livro seja curto (pouco mais de 200 páginas) custa a terminar tamanhas tristeza e aflição acompanham os personagens na estrada do título.
    Não via a hora que aquilo tudo chegasse ao fim (várias vezes me peguei pensando que a morte seria, sim, preferível àquela situação) e os personagens, que por sinal não têm nome, ainda estão bastante vivos na minha memória literária.
     
    • Gostei! Gostei! x 3
  3. Turgon

    Turgon 孫 悟空

    As Lendas de Yelena Zaltana: Estudos sobre Veneno (Maria V. Snyder)

    Esse livro me provocou isso. A autora consegue deixar a história ótima desde o início, pois ela coloca logo de cara uma condição para nossa personagem principal e você começa a ler para saber como ela fará as coisas para conseguir sobreviver a cada dia. É um ótimo livro que eu acabei em pouco tempo, pois eu não aguentava ficar esperando para saber o que iria acontecer no dia seguinte.

    As Lendas de Yelena Zaltana é um trilogia, que é ótima por sinal.
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  4. Ana Lovejoy

    Ana Lovejoy Administrador

    eu também diria esse, clara, mas para dar uma resposta diferente, acho que tem também o Ensaio sobre a cegueira do José Saramago. Acho que foi um dos livros mais angustiantes que li e o pior de tudo é que não é nem pela cegueira que aos poucos os habitantes de um lugar passam a sofrer (ok, a cegueira "leitosa" é angustiante também), mas as consequências disso na sociedade em questão. A degradação das pessoas que chegam ao manicômio criado pelo governo como um jeito de separar os cegos dos que ainda enxergavam é algo que te faz se sentir muito mal. tudo te faz se sentir mal ali. aí você quer mais é que acabe, mas mais pelo sentimento que provoca, porque não é de forma alguma ruim, aliás, pelo contrário, é genial. não vou esquecer do modo como ele deixa perdida uma frase de uma personagem dizendo que ninguém mudou com a cegueira, porque se você pensa em que ponto eles chegaram, aquilo é assustador.
     
    • Gostei! Gostei! x 2
  5. Clara

    Clara O^O Usuário Premium

    Sim! Esse é outro livro que eu não via a hora que terminasse e apesar de, de certo modo, acabar "bem", ficamos com a mesma sensação amarga dos personagens no final da história. =/
     
  6. Morfindel Werwulf Rúnarmo

    Morfindel Werwulf Rúnarmo Geofísico entende de terremoto

    Esse é o mesmo livro que deu origem a um filme com o Viggo Mortensen?
     
  7. Clara

    Clara O^O Usuário Premium

    :yep:
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  8. Lynoka

    Lynoka Like a lady, ya!

    A culpa é das estrelas (John Green) A história é boa e bem contada, mas é muito sofrimento, tipo não existe esperança naquilo meu pai do céu, é um morre não morre que vai te dando uma angustia que faz você querer largar o livro e chutar a cara do John. Mas eu gostei :mrgreen:
     
    • Gostei! Gostei! x 2
  9. Calib

    Calib Visitante

    Gente, tem coisa mais angustiante do que O Processo do Kafka?
    O livro já começa com a casa do cara sendo invadida por oficiais, e ele é acusado não se sabe por quem nem por quê. E fica que nem barata tonta tentando descobrir no meio da burocracia e do juridiquês que ó, dá raiva do início ao fim. E essa é o puta tchã do livro. Para quem tem nervos de aço. :joinha:
     
    • Gostei! Gostei! x 3
  10. bisk8nes

    bisk8nes Usuário

    O Estrangeiro, do Albert Camus, me deixou maluco. A absurdidade do livro te deixa maluco querendo que acabe. É genial também
     
    • Gostei! Gostei! x 2
  11. Spartaco

    Spartaco James West

    Creio que Kafka tem esse poder. Outro livro deste grande escritor é O Castelo, que por sinal ficou inacabado e, por isso, fiquei imensamente triste por não saber como seria o fim da história.
     
  12. Erendis

    Erendis I'm a motherfucking woman

    eu estou no meio da leitura do Boudica, mas estou angustiada com o livro, porque todo mundo que conhece um pouco da história dessa mulher sabe que ela não acaba bem, porém, na parte que eu estou lendo, ela conta muito detalhadamente as batalhas e as atrocidades que eram cometidas em nome da conquista, do imperador e do império e o meu problema é que eu sou extremamente emotiva quando crianças estão envolvidas em situações assim, o que tem de monte no livro...
    apesar disso, já está me batendo o desespero de saber que já estou na metade dos 3 volumes...
     
  13. Calib

    Calib Visitante

    Eu tenho cá pra mim que ele deixou inacabado só pra dar agonia mesmo, aquele sádico. :naonaona:
    Também já li "O castelo" e recomendo a quem estiver aqui lendo.
     
    • Gostei! Gostei! x 1
    • LOL LOL x 1
  14. Bruce Torres

    Bruce Torres Let's be alone together.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
    • LOL LOL x 3
  15. Cantona

    Cantona Tudo é História

    De memória recente, O eterno marido - Dostoiévski.

    Um triângulo amoroso que logo se revela foi capaz de me prender num clima de suspense e, em diversos momentos, angústia - ao percorrer o interior subterrâneo dos personagens (incluindo uma criança!). A pressa pelo desenlace me revelou um final com gosto da doce e cômica ironia da vida.
     
    • Gostei! Gostei! x 2
  16. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    O meu preferido nesse contexto proposto no tópico é Papillon de Henri Charriere

    Todo o drama e a angustia enorme que ele passa naquela prisão de segurança máxima até finalmente conseguir fugir é algo que mexeu comigo bastante quando li.

    Charriere, condenado à prisão perpétua por um assassinato que não cometeu, foi um dos poucos que conseguiram fugir da Ilha do Diabo, presídio localizado na floresta impenetrável da Guiana Francesa, onde os presos pagavam por seus crimes sofrendo degradações e brutalidades. No livro, ele relata como foi acusado, fala de seu martírio ao longo dos anos de confinamento, além da corrupção entre os guardas e como planejou sua fuga cinematográfica
     
    • Gostei! Gostei! x 2
  17. Morfindel Werwulf Rúnarmo

    Morfindel Werwulf Rúnarmo Geofísico entende de terremoto

    O meu indicado não é tão bom quanto os de vocês mas um que acho bem triste é Marley & Eu (John Grogan), todo aquele sofrimento do Marley já no fim do livro é de cortar o coração.
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  18. Calib

    Calib Visitante

    O Kainof postou no Facebook um troço lá, e eu lembrei na hora de acrescentar a este tópico um clássico brazileiro gaúcho que dá uma agonia do início ao fim: Os Ratos, do Dyonélio Machado.
    Quem já leu sabe do que eu estou falando. Quem nunca leu tá perdendo uma ótima experiência. O protagonista é seguramente um dos maiores losers da nossa literatura.
    (E o livro é tri fininho; de ler numa sentada só :yep:)
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  19. Lana Lane

    Lana Lane Usuário

    O mais difícil para mim foi o 1984. Cada vez que eu lia um pedaço, quando largava estava com um aperto no peito... uma angústia danada. Mas ele está até hoje na minha lista dos 10 preferidos. Só que jurei nunca mais chegar perto dele.
     
    • Gostei! Gostei! x 1

Compartilhar