1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Histórias de Cronópios e de famas (Julio Cortázar)

Tópico em 'Literatura Estrangeira' iniciado por Pips, 30 Set 2010.

  1. Pips

    Pips Old School.

    Histórias de Cronópios e de famas é um sintetizador da voz surrealista e insólita de Julio Cortázar, uma experimentação de linguagem, gêneros (existentes ou não) e acima de tudo despretensiosa. Sem tentar enganar o leitor ou impor um estilo, ele apenas faz com que tudo o que é dito seja simples. Logo no início, a tradutora Glória Rodriguez abre uma explicação sobre o estranho nome; afinal, o que são cronópios e o que são famas? Nada mais do que simples seres microscópicos criados pela mente do autor Argentino e eu não posso revelar aqui com exatidão o que eles são, apesar da explicação. Creio que a descoberta por conta do leitor é essencial para apreciá-los.

    Dividido em quatro partes - Manual de instruções, Estranhas Ocupações, Matéria Plástica e Histórias de Cronópios e de famas -, Cortázar nos leva ao tangível e intangível, do cotidiano ao absurdo sem nos empurrar em um labirinto.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     

Compartilhar