1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Eventos Hiro Mashima - Mangaka da Semana

Tópico em 'Anime & Mangá' iniciado por Húrin_Thalion, 28 Mar 2012.

  1. Húrin_Thalion

    Húrin_Thalion Usuário

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Hiro Mashima, nascido em 3 de Maio de 1977, Nagano~Japão – mangaká japonês. É autor do mangá Rave Master, publicado entre 1999 e 2005. A série foi adaptada posteriormente em anime, no entanto, a animação foi cancelada antes mesmo da série terminar. Em 2003 publicou uma coleção com alguns de seus títulos one-shot em dois volumes: Mashima-en Vol. 1 & 2. Esses volumes incluem, entre outras histórias: Cocona, “Xmas Hearts” e “Fairy Tail”, que é uma espécie de protótipo do seu último trabalho. Em 2006 começou sua série atual, Fairy Tail, distribuído na Weekly Kodansha na Shonen Magazine. A partir de outubro de 2009, a série passou a ser exibida na TV. Publicou também o mangá one-shot “Monster Soul” durante o mesmo ano.

    Hiro começou seus trabalhos artísticos cedo, e no ano de 1999 seu mangá de fantasia "Rave Master" foi lançado e publicado pela Kodansha Shonen Magazine. Sendo o seu maior sucesso, Rave Master ganhou uma adaptação em anime (que não fez o mesmo sucesso que o mangá), e a história do mangá foi concluída somente no ano de 2005.Em 2002, trabalhou com Plue's Dog Diaries, e foi encerrado em 2007.

    No ano de 2003, Mashima selecionou e lançou algumas de suas histórias em dois volumes: Mashina-en- vol.1 e 2. Algumas das histórias incluem Cocona, Xmas Hearts e Fairy Tail.

    Em 2006, ele começou a trabalhar com uma de suas séries, que para nossa sorte, foi o nosso querido Fairy Tail, sendo então lançado novamente pela Kodansha Shonen Magazine. Neste mesmo ano ele lançou um outro mangá chamado Monster Soul.

    Monster Soul
    foi serializado na Comic Bom Bom de janeiro de 2006 a março de 2006. Em junho de 2007 o "segundo capítulo", esta segunda parte terminou na edição de setembro. Em Julho de 2007, existem 6 capítulos (3 do primeiro volumo e 3 do segundo volúme) e um volume de takubon (no primeiro volume).

    Baseado na série Monster Hunter de videogames da Capcom, Monster Hunter Orage foi lançado pela editora Kodansha na revista Shonen Rival mensal em Abril de 2008 e lançado no Brasil pela editora JBC em setembro de 2010.

    Uma curiosidade sobre o autor, é que o nome dos personagens principais de suas séries só são escolhidos após uma estação do ano:

    - Em Rave Master, o nome do personagem principal é Haru, que significa Primavera.
    - Natsu, nosso personagem em Fairy Tail, significa Verão.
    - Em Monster Soul, o nome do personagem é Aki, significando Outono.
    - Em Monster Hunter Orage, o personagem se chama Shiki, que significa "Quatro Estações".

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    Entrevista: Hiro Mashima 2008


    O mangaká Hiro Mashima participou de sua primeira convenção americana de quadrinhos na Comic-Con 2008 em San Diego e trouxe com ele o mesmo tipo de espírito divertido que ele transmite em seus trabalhos e fez os leitores passaram a gostar de Fairy Tail e Rave Master. Mashima respondeu a perguntas de fãs e da Del Rey Manga Associate Publisher, ele também demonstrou a sua velocidade e habilidade no desenho que permite-lhe o trabalho simultâneo na produção dos capítulos semanais de Fairy Tail e nos capítulos mensais de Monster Hunter Orage.

    Segue algumas perguntas sobre seu começo como uma artista de mangá profissional e as inspirações de sua vida real para seus personagens. Além de algumas dicas sobre as reviravoltas em Fairy Tail.

    "Desde que me lembro, eu queria ser um artista de mangá"

    Onde você cresceu e como você começou a desenhar mangá?
    Eu cresci na província de Nagano, no Japão. Desde que me lembro, eu queria desenhar mangá. Quando eu era jovem, meu avô encontrava mangás descartados, trazia para eu ler e também gostava de copiar as fotos.

    Havia um artista ou uma história particular que o inspirou a se tornar um artista de mangá profissional?
    Akira Toriyama, o criador de Dragon Ball e Dragon Ball Z. Além disso, Yudetamago (aka Yoshinori Nakai e Takashi Shimada) e os criadores de Ultimate Muscle (aka Kinnikuman).

    O que você ama sobre seu estilo de arte ou história?
    Eu amo que o personagem principal se mete em encrenca, mas de alguma forma sempre consegue vencer! Eu também gosto das cenas de batalha feroz.

    Você foi à escola para aprender a desenhar mangá?
    No começo, pensei que você tinha que ir à escola para aprender a desenhar mangá, então eu fui para uma escola de arte secundária. Mas isso só não caiu bem comigo, por isso, acabei me aperfeiçoando sozinho.

    Como você se tornou um artista de mangá profissional?
    Eu criei um trabalho original de 60 páginas e levei para editores de revisão. Depois, ganhei um concurso de artistas de mangá amadores. Depois de um ano, fiz minha estréia oficial em 1999.

    Rave Master e as inspirações da vida real para Fairy Tail

    Sua última história, Rave Master, durou por um longo tempo (de 1999-2005, com 35 volumes). Foi difícil chegar a novas histórias e mantê-lo divertido?
    Hm. Isso é verdade. Foi uma série longa, por isso houve alguns momentos difíceis, mas agora que eu olhe para trás, não posso deixar de lembrar o quanto foi divertido.

    Você acha que Fairy Tail vai ser tão longo quanto Rave Master?
    Essa é minha meta, mas ainda precisa ser determinado se ele vai continuar por muito tempo.

    Quando você decidiu começar a trabalhar em Fairy Tail, houve algo que você realmente queria tentar fazer com esta nova série, ou uma abordagem diferente que você queria tentar em relação ao seu trabalho com o Rave Master?
    No final de Rave Master, a história foi um pouco sentimental, um pouco triste. Então eu queria fazer nessa nova história muita diversão. A principal diferença é que em Rave Master, o objetivo era salvar o mundo. Em Fairy Tail, é tudo sobre guilda de magos e os trabalhos que se têm a fazer. É sobre o seu cotidiano. Com o tempo, isso pode mudar, mas isso é para os fãs descobrirem enquanto eles continuam a ler esta história! (risos)

    Um personagem que já passou em Rave Master é Plue. Existe uma razão pela qual ele aparece mais uma vez, agora em Fairy Tail?
    Em minha mente Plue está em todo lugar. Ele realmente pode existir neste mundo também. Ele é o meu animal de estimação pessoal! (risos)

    Os vilões que você criou são muito criativos, eles são realmente interessantes. Existe um em particular que você veio com aquele que te fez pensar "Wow, eu me superei!"?
    Hum! (ele puxa o volume 1 de Fairy Tail e aponta para o personagem Siegrein). Há um grande segredo sobre Siegrein que será revelado no volume 12 de Fairy Tail. Então, por favor, continue lendo que você pode descobrir mais sobre ele!

    Qual foi a inspiração inicial para a Fairy Tail - houve um filme que você viu ou um livro que você leu que te fez pensar que seria legal fazer uma história sobre uma guilda de magos?
    Não houve quaisquer livros ou filmes, por si só, mas eu adoro magos e bruxos. Então eu pensei que seria interessante fazer uma história sobre um grupo de magos. Posso estar ficando velho, mas eu ainda gosto de sair com meus amigos, continuo jogando videogames com amigos até altas horas da madrugada. Então, só a idéia era traçar uma comunidade de amigos, e como meus amigos e eu seria se fôssemos mágicos.

    Fairy Tail tem muito humor, além dos personagens fantásticos. Nos quadrinhos ocidentais, o enredo é a coisa mais importante. Para você, os personagens ou o enredo é mais importante?
    Ambos são muito importantes para mim, mas eu tinha que escolher um, definitivamente escolhi os personagens.

    Por que?
    Você realmente tem que pensar e criar um enredo, mas tenho muitos tipos de personagens na minha vida real.

    Os personagens de Fairy Tail são baseados em pessoas da vida real? Existe algum personagem que gosta de você?
    Definitivamente Natsu. Ele gosta de mim desde o colegial! (risos). Todos os outros personagens são baseados em meus amigos, meus editores, pessoas que conheço através do trabalho.

    Eu realmente gosto de Natsu - ele é muito divertido, enérgico e simpático. Mas uma coisa que é incomum sobre ele é que apesar de ser muito poderoso, sua fraqueza é a sua doença de movimento. Você sente enjoos também?
    Estou realmente fico com medo de altura e avião, mas não tenho enjoo. Um amigo meu tem isso. Quando tomamos táxis juntos, ele só fica doente. Por um lado, é ruim para ele, mas por outro, é hilariante. (risos)

    Como você baseia seus personagens em pessoas que você conhece, você tem um amigo como o Gray, que gosta de tirar a roupa?
    Eu! (risos)

    Existe uma razão pela qual o nome de seus personagens serem estações?
    Para o meu público japonês, pensei nomes ocidentais seria estranho. Haru significa "primavera", então ele é um personagem quente. Natsu significa "verão", então ele é um cara de fogo.

    O que você vai fazer quando você correr para fora das estações?
    Eu já usei Fuyu (Inverno), em um episódio de um tempo atrás, e utilizei até Shiki, que significa "estações" em Monster Hunter, então eu já corri para fora! (risos). Eu tenho um nome pensado, "Seison", que é francês para temporadas!

    Existe um estúdio de animação que você mais gostaria de trabalhar?
    Pixar!

    Se uma versão live-action de Fairy Tail for feita, como você virá lançá-lo nos Estados Unidos?
    O que vem à mente é Johnny Depp para Happy (o gato azul)! (risos). Ter Fairy Tail se transformando em um filme live-action seria um sonho para mim.
    A vida ocupada de um mangaká

    Que tipo de ambiente você trabalha enquanto desenha os seus mangá?
    Eu trabalho em uma área de 8.000 metros quadrados, com sete mesas w/a, um sofá e TV, onde eu posso jogar jogos de vídeo com meus assistentes.

    Quantos assistentes você tem? Será que já lhe deu idéias que você usou em Fairy Tail?
    Eu tenho atualmente seis assistentes. O enredo é basicamente concretizados entre mim e meu editor, mas eu aprecio como meus assistentes me ajudam a fazer o meu trabalho.

    Deve ser um monte de trabalho para fornecer uma nova história a cada semana! Qual é o aspecto mais desafiador de ser um artista de mangá profissional? E o que é a coisa mais divertida?
    O mais divertido sobre ser um artista de mangá é ser capaz de viajar e conhecer meus fãs. Eu fui para a França, Guam, Taiwan, Itália e Nova Zelândia, mas que não seja este evento, o único tipo de evento-convenção outro estava em Taiwan. A parte mais difícil é que eu não sou capaz de ver a minha filha tanto quanto eu gostaria. Ela tem cerca de 2 anos de idade.

    Quanto tempo você leva para desenhar um capítulo de Fairy Tail, do começo ao fim?
    Demora cerca de cinco dias. Na segunda-feira, eu trabalho no roteiro e storyboards. Na terça-feira, eu trabalho nos esboços. Depois, de quarta a sexta-feira, eu termino o desenho e a pintura. Por outro dois dias eu trabalho em Monster Hunter, que é uma série mensal da Shonen Rival. Eu trabalho em um quarto da história em cada fim de semana, e até o final do mês, eu terminei um capítulo.

    Você pode fazer duas séries? Como você faz isso? Quando você dorme?
    Sempre que posso! (risos)

    Então, sobre o que é Monster Hunter?
    É um jogo de video game da Capcom que é extremamente popular no Japão. A Capcom sabia que eu era um grande fã do jogo, e foi lançada uma nova revista, que sai no Japão, e assim que os editores se aproximaram de mim, eu não poderia deixar passar esta oportunidade.

    Com que antecedência você cria suas histórias (antes de serem publicadas na Shonen Magazine)?
    De maneira geral, tendo a pensar no próximo episódio quando estou criando o atual. Às vezes, fico escrevendo em blocos. Às vezes a inspiração só vem quando você está sentado no sanitário. Eu gosto de pensar apenas como uma inspiração divina. (risos)

    O que você gosta de fazer quando não está desenhando mangá?
    Eu adoro filmes, gosto de jogar e ler livros. Eu realmente gostei do Coração Valente, Senhor dos Anéis... eu adoro ouvir música quando estou trabalhando, mas a minha banda favorita é o Green Day.

    Você tem algum conselho para os aspirantes a mangaká?
    Apenas divirta-se! Obviamente, é extremamente importante que você seja apaixonado por mangá, mas também a sua importância assistir filmes, jogar games, ler livros e obter inspiração por essas formas de entretenimento também.

    Existe alguma coisa que os artistas de mangá japoneses podem aprender com os artistas americanos de quadrinhos, e vice-versa?
    Bem, isso depende do artista. Mas artistas americanos de quadrinhos fazer muito mais com a cor do que os artistas japoneses fazem. Os desenhos dos personagens são muito criativos, então eu admiro isso. Também a forma de painéis são compostos e como as histórias são contadas é muito diferente, de modo que seria interessante comparar as notas.

    Se você tivesse uma chance de falar com um leitor que não tenha lido Fairy Tail ainda, como você convencê-los a buscá-lo e experimentá-lo?
    Eu acho que quero incentivar os leitores a apenas se divertir lendo esta história, e não pensar muito profundamente sobre isso. Basta chegar junto com Natsu e desfrutar da aventura! Eu também quero que as pessoas esperem os volumes 10 e 11 - esses volumes vão chutar o traseiro!



    Entrevista: Hiro Mashima 2011

    Pergunta: A última vez que conversamos com você foi em 2008. Desde então, Fairy Tail passou a ser exibido em um anime também. O que você acha da adaptação do anime?


    Mashima: Estou me divertindo muito, simplesmente aproveitando o passeio. Eu queria falar [para a ANN] sobre o anime durante a entrevista anterior, mas eu não podia.


    Pergunta:
    Qual é sua parte favorita sobre ter seu manga transformado em um anime?


    Mashima:
    Apenas assistindo Natsu e Happy se movendo. Há um limite para os efeitos que eu posso desenhar relativas à representação da magia no mangá, então vejo que no anime é muito divertido e fica muito bonito na tela (da TV lol). Isso me fez perceber o quão divertidos meus personagens são quando eu os vejo se movendo.


    Pergunta:
    Você lia mangas ou assista animes quando era criança? Se sim, quais foram seus favoritos?


    Mashima:
    Dragon Ball e muitos dos trabalhos de Hayao Miyazaki.


    Pergunta:
    Naquela época, você já pensava que se tornaria um mangaká?


    Mashima:
    Tudo começou comigo copiando e traçando suas obras (obras de Hayao Miyazaki) e, depois, antes que eu percebesse, eu soube que eu iria ser um profissional. Eu queria tanto ser um que eu consegui.


    Pergunta:
    A lealdade à família e aos amigos é um tema frequente ao longo da Fairy Tail. Isso também é algo importante para você?


    Mashima:
    Absolutamente. Meus amigos me ajudaram muito no passado e isso é algo que eu queria mostrar diretamente neste mangá. Foi o começo de Fairy, na verdade. Mas, por eu estar tão ocupado ultimamente, minha lista de amigos no meu celular está rapidamente diminuindo.


    Pergunta:
    Eu queria perguntar sobre Monster Hunter Orage. Eu sei que isto é baseado em um jogo, mas é um mangá que as pessoas que não conhecem muito bem o jogo podem ler e apreciar. Mas, para você, como é a diferença de criar um mangá sobre um mundo que você não criou, ao contrário de Fairy Tail, onde ele é todo seu? Quais são os desafios?


    Mashima:
    É claro que a primeira coisa que eu percebi era que eu não poderia destruir o mundo original do autor, então tive que respeitar isso. Mas houve uma série de semelhanças. A visão do mundo de Monster Hunter é muito semelhante ao mundo que muitas vezes eu descrevi, por isso não foi muito difícil.


    Pergunta:
    Voltando ao tema Fairy Tail: Em Fairy Tail, muitas vezes os personagens “vilões” se redimiram de uma forma ou de outra. Você acredita em dar às pessoas uma segunda chance e que qualquer um pode ser resgatado?


    Mashima:
    Absolutamente. Entretanto, eu valorizo ​​muito a vida, e isso é algo para manter em mente. Às vezes eu retratei um personagem que morreu, mas acontece que ele na verdade não estava morto. No entanto, eu nunca retratei alguém que já estava realmente morto voltando à vida. Isso não é algo que eu retrate, ressurreições.


    Pergunta:
    Fairy Tail é um mangá muito imaginativo. Tem um monte de surpresas e também é muito engraçado. Como é que você cria ideias para os personagens e histórias? Também, aqui está a parte mais difícil: o que você faz quando suas idéias esgotam, quando você não tem nenhuma inspiração?


    Mashima:
    Então, no momento que a idéia nasce, eu não estou ciente disso. Isso acontece por coincidência e espontaneamente. Mas eu estou constantemente pensando em idéias. Mesmo quando eu estava andando da sala da equipe até aqui eu estava pensando sobre isso, e, mesmo agora, no canto da minha mente, eu estou na verdade pensando em idéias. Mas quando eu não consigo pensar em nada, quando minhas ideias secam, eu durmo, desligo. Eu só tenho que mudar minhas emoções e sentimentos.


    Pergunta:
    Que mensagem gostaria de dar aos seus fãs falando inglês?


    Mashima:
    Existem 15 volumes de Fairy Tail já disponível em inglês, mas muitas histórias mais interessantes e surpreendentes esperam por você, então eu espero que você continue a ler. Existem também muitos mais personagens e o enredo é espesso e fica cada vez mais apaixonante. Eu estou bem ciente que eu tenho leitores não apenas no Japão, mas em todo o mundo, então eu espero que estejam todos ansiosos pelo o meu trabalho.

    Caso preferirem ler as entrevistas originais em inglês, segue abaixo os links para os textos das duas entrevistas a da MTGeek
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    e a da ANN
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    .


    Mangrafia:


    * Groove Adventure Rave (Rave Master) (1999-2005)
    * Plue's Dog Diaries (2002-2007)
    * Mashima-en Vol.1 & 2 (2003)
    * Monster Soul (2006-2007)
    * Fairy Tail (2006-Atualmente)
    * Monster Hunter Orage (2008-2009)
    * One Piece (2012)
     
    • Ótimo Ótimo x 1

Compartilhar