1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Heróis: Tirar ou não a Máscara?

Tópico em 'Quadrinhos' iniciado por Elring, 7 Nov 2007.

  1. Elring

    Elring Depending on what you said, I might kick your ass!

    Não sei se já tem algum tópico semelhante, se tiver, ignorem solenemente este. Estava lendo uma entrevista na Wizmania de outubro com Bendis e, folheando mais para frente vi uma matéria que tratava justamente desta questão sobre a identidade secreta dos super-heróis da Marval e da DC: no mundo atual, onde o Big Brother é geral e veio para ficar e não há privacidade que resista, os Heróis devem revelar sua identidade ao público? Ainda não to acompanhando a Guerra Civil, mas parece que o Peter Parker já deu a cara a tapa. O que acham? Será uma boa alternativa para as editoras? Os leitores aprovarão? E os roteiristas? Acho que dá uma boa enquete.
     
  2. Nica Tinúviel

    Nica Tinúviel Usuário

    Eu acho que a graça do super-herois, alem de ajudar o mundo, é ninguém saber a sua identidade, se não não tem graça...
    (Eu estou respondendo oq entendi do topico)
     
  3. Alex

    Alex Mugen no Juunin

    Não li essa entrevista do Bendis, mas acho provável que ele estivesse falando com ênfase na Guerra Civil da marvel.. é muito difícil isso se tornar uma tendência nas HQs, ainda mais da DC que é a maior concorrente (penso que não iriam imitar essa idéia assim na cara de pau..).

    Nas HQs da marvel isso fez mais sentido devido à situação criada, a lei de registro de superheróis que foi aprovada depois de um incidente com heróis culminar na morte de centenas de pessoas.. pra alguns heróis, mostrar a cara seria uma tentativa de recuperar a confiança do povo e mostrar que está a favor do governo.. na realidade, esses que "dão a cara a tapa" viraram empregados do governo. Mas pelo que sei das HQs lá fora, alguns vão se arrepender bastante disso...

    Como leitor eu acharia uma droga se essa idéia de tirar a máscara se repetisse com frequência. Precisaria de um roteiro muito bom pra justificar..
     
  4. wsnjr

    wsnjr Sir Auron

    Bom na minha opinião essa de revelar a identidade uma furada pq é isso que faz o herói ser o que é
     
  5. Elring

    Elring Depending on what you said, I might kick your ass!

    Sei, então, como se explica que a Liga da Justiça tenha heróis com e sem máscara. Com excessão do Batman. Não vejo a necessidade de os outros utilizarem tal disfarce. Se formos acompanhar as últimas sagas da liga, em que lutam contra vilões-fodônicos-que-podem-destruir-o-universo, a máscara perde completamente o sentido. Eles vão ter medo de quê? Depois de despachar o Darkseid ou outras raças poderosas?
     
  6. elrohir99

    elrohir99 Banned

    Não tirar, pois se tirar lá vai a identidade secreta, e pode por a família e amigos em perigo.

    Eu nunca tiro a minha... só para lavar, tenho outra lavada na mochila.
     
  7. Ramalokion

    Ramalokion Mecha-de-Folha

    Liga da Justiça? Aquela que tem um alienigina que usa óculos e terno pra ninguém saber quem ele é? Ou o outro alien marciano que MUDA de forma pra que ninguém saiba que ele é um policial? Ou o humuno rapidinho... ops! mas esse usa mascara! E o louco vestido de morcego também... a mulher que grita alto pra caramba muda a cor do cabelo e.. nem...

    Cara na Liga a maioria tem identidade secreta.

    Além disso de que adianta VOCÊ ser o Super Homem, Lanterna Verde, Batman se sua familia/amigos/filhos/conjuge podem ser mortos com uma paulada na cabeça dada por... QUALQUER UM?!

    Crise de Identidade explora esse tema (não tão bem quanto poderia, mas...).
     
  8. Elring

    Elring Depending on what you said, I might kick your ass!

    Não adiantou muito pro Hal Jordan a identidade secreta quando mandaram pro espaço Coast City. E você tá citando aquela penca de heróis do quarto e quinto escalão, que são convocados quando os mais fortes tão no espaço impedindo mais uma ameaça alienígena de vaporizar a Terra. Se tivessem seguido a premissa da Crise, aí fazia sentido. Mas veio as outras Crises, as Entropias etc.

    E pra quê identidade secreta? Só pra poder se safar de arcar com os prejuízos por ter ajudado a devastar um quarteirão?
     
  9. Ramalokion

    Ramalokion Mecha-de-Folha

    Tá, talvez vc não tenha sacado que eu fiz referência a Super Homerm, Batman, Caçador de Marte, Flash e Canário Negro. Me diz qual deles é do 4º ou 5º escalão?!

    Vc tá confundindo todo um longo arco de histórias criado por OUTRA editora de modo a pesar esse lado da identidade secreta; seria mais lógico vc tentar usar esse argumento pra defender essa tese no universo Marvel. No universo DC as identidades são importantes. Crise de Identidade só reforçou isso.

    Aliás vc já leu Crise de Identidade?
     
  10. V

    V Saloon Keeper

    Nem todos têm identidades secretas (o Quarteto nunca teve), e praqueles que têm, a revelação da identidade pode gerar tanto histórias boas quanto ruins. Tudo depende de quem está escrevendo.

    Quando o Bendis fez isso no Demolidor, foi brilhante. Não foi só um gimmick, foi uma idéia que ele explorou ao máximo, ao longo de vários arcos (toda essa fase Bendis/Maleev está entre as melhores coisas envolvendo super-heróis já feitas pela humanidade; e eu digo, entre as 10 melhores coisas, aprox.).

    O Aranha se desmascarando na CW foi interessante, e seria legal ver até que ponto isso poderia ser explorado por roteiristas competentes, mas infelizmente o Joe Q inventou essa coisa de One More Day, que em breve estará retconeando não só o desmascaramento,
    bem como o casamento do Peter com a Mary Jane, aparentemente através de algum ser mágico (Mephisto ou Loki, provavelmente) que faz um "acordo" com o Peter pra salvar a vida da Tia May e bla bla bla (por que não podem deixar a velha morrer de uma vez? ela já tá em coma há umas 17 edições), etc. Resultado: ano que vem o Aranha entra numa fase chamada Brand New Day, onde ele é solteiro, tia May está viva e ninguém sabe que ele é o Aranha. Ou seja, exatamente como era em 1968, aprox.

    Ou seja, tudo depende de decisões editoriais, também. O Quesada aparentemente inventou essa onda toda por um capricho pessoal; diz a lenda que ele não gosta do direcionamento que o Aranha vem tendo nos últimos anos (provavelmente porque é diferente do jeito que ele se lembra quando garoto) e quis "consertar" isso narrativisticamente, o que nunca é uma boa idéia, e agora a coisa tem grandes chances de estourar na cara dele (os fanboys estão se revoltando na interwebs), o que vai fazer o Dan Didio ter uma overdose de schadenfreude. Por outro lado, reboots sempre atraem novos leitores. Tem que ver quantos deles ficam.

    Conclusão, a coisa tem que ser orgânica.

    Enfim, eu não faço a mínima idéia do que está acontecendo nas DCs, eu desisti completamente de DC "mainstream" (ou seja, continuo lendo bastante coisa da Vertigo) por volta de Countdown#5 e/ou LJA#12*, mas o que eu sei é que os lances que tao rolando lá são basicamente todos cósmicos. Eu tava lendo a Sinestro Corps War, e até que tava decente, mas eu tenho baixa tolerância pra coisas cósmicas.

    Eu peguei um Countdown pra ler esses dias, acho que o #26, e putz, uma edição inteira de exposição chata entre os "Monitores" -- que de repente são vários (eu achava que só tinha um), cada um encarregado de monitorar uma das 52 Terras (pelo que eu entendi), e eles têm uma política de não-interferência estranhamente familiar (eu fiquei esperando o Uatu pipocar ali no meio de repente) --, arte nada memorável e uma "revelação de vilão"** no final; sério, eu já perdi as contas de quantas vezes a DC usou esse recurso desde Countdown To Infinite Crisis (que pelo menos teve a decência de ser um one-shot, ao invés de uma maxissérie com 52 edições e 5876873 tie-ins).

    Enfim, eu vou ler Final Crisis porque o Morrison vai escrever, mas eu vou ignorar completamente todos os tie-ins. TODOS.

    *LJA#12 é a última da fase Meltzer, que não foi uma fase muito boa IMO -- muito preciosa e altamente dependente de conhecimento prévio. O Meltzer devia continuar escrevendo romances de aeroporto, aliás. Ele leva super-heróis a sério demais. Identity Crisis foi cruel.

    **
    DARKSEID ESTÁ POR TRÁS DE TUDO, APARENTEMENTE; sério, eles não estão nem tentando.
     
  11. Elring

    Elring Depending on what you said, I might kick your ass!


    Fala da história onde o Dr. Luz estupra a mulher do Homem-Elástico? E os "heróis" literalmente fritam o cérebro do vilão? Li sim, foi legal. Apesar da sacanagem que fizeram com o Batman. Só que me lembrou muito, demais, Watchman e toda aquela nóia dos heróis em torno da morte do Comediante. Dizer que foi mera coincidência é forçar um pouco. Gostei da Crise... e se tivessem seguido aquela linha de tempo, aí sim, seria a favor da identidade secreta. Mas depois só veio bomba em cima de bomba.
     
  12. Ramalokion

    Ramalokion Mecha-de-Folha

    Por favor explique melhor:

    1) "Só que me lembrou muito, demais, Watchman e toda aquela nóia dos heróis em torno da morte do Comediante." Histórias diferentes, temas idem.

    2) "Se tivesse seguido aquela linha de tempo..." ?? Como? Essa linha seguiu, tivemos os OMAC's do Morcegão, etc, etc...
     
  13. Hamfast

    Hamfast Melodia e distorção

    Não tirar, sou muito mais heróis com mascaras, eles são mais misteriosos.
    (Tai um dos motivos porque não gosto do Super Homem.)
     
  14. Elring

    Elring Depending on what you said, I might kick your ass!


    1) Alguém havia descoberto a identidade dos heróis e os estava aniquilando sistematicamente, a violência cometida contra uma personagem e busca por vingança e a reflexão sobre a ética dos super-heróis. Se entrarmos em mais detalhe, vira spoiler. E eu detesto quem conta as surpresas da trama. Sim, as diferenças entre as obras são gritantes e feitas em contextos diferentes.

    2) Humanos modificados geneticamente para matar meta-humanos... sei.

    O saldo positivo da Crise é: os super-heróis podem ser maiores vilões quando são ameaçados de terem suas vidas expostas. E é nesse ponto que eu critico a DC. A idéia era boa, mas a executiva da editora prefera passar a borracha no Unverso e começar tudo de novo. Sem estupros, sem heróis apagando mentes...
     
    Última edição: 13 Nov 2007
  15. V

    V Saloon Keeper

    Quase isso, né? Na verdade alguém estava matando as pessoas importantes pros heróis, não os heróis em si.

    Em outras notícias, A Crise Das Identidades é tããão 2004. Toda vez que a mini começa a pipocar em discussões o meu cérebro automaticamente desliga.

    Sim, foi polêmica, contribuiu muito para o estigma
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    das DCs (que nunca vai ser completamente apagado), mas Jesus H. Cristo vamos virar o disco na minha opinião.
     
  16. hiroshi_santos

    hiroshi_santos Usuário

    Bom, para quem acompanha os quadrinhos nos EUA... sabe que eles estão dando um jeito de zerar toda essa história de sem identidades secretas... Em especial com o Homem-Aranha...
     

Compartilhar