1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Herman Hesse

Tópico em 'Autores Estrangeiros' iniciado por Nekoju, 25 Mai 2008.

  1. Nekoju

    Nekoju Usuário

    Eu procurei pelos tópicos e não achei nada sobre o Hesse. Se tiver, peço desculpas aos moderadores.

    Aqui vem um resuminho do Wikipedia sobre o autor:

    Hermann Hesse (Calw, Württemberg, Alemanha, 2 de julho de 1877 - Montagnola, Tessino, Suíça, 9 de agosto de 1962). Escritor alemão, emigrou para a Suíça em 1912 e em 1923 naturalizou-se suíço.

    Filho de pais missionários protestantes (pietistas, como é típico da Suábia) que tinham pregado o cristianismo na Índia.

    Procurou construir sua própria filosofia, a partir de sua revolta pessoal (Peter Camenzind, 1904) e de sua interpretação pessoal das correntes filosóficas do Oriente (Sidarta), e em especial em O Lobo da Estepe (1927), que é também uma crítica contra o militarismo e o revanchismo vigente na sua terra natal depois da Primeira Guerra Mundial. Esta postura corajosa o fez bastante popular na Alemanha do pós-guerra, depois da desnazificação.

    Em 1946 ganhou o Prêmio Nobel de Literatura, pelo livro O Jogo das Contas de Vidro.


    Alguém já leu? Eu li dois livros dele, Sidarta e o Lobo da Estepe. Sidarta eu achei legalzinho, mas adorei o Lobo da Estepe. É um livro um pouco pesado de ler, até porque não tem capítulos e quase não há diálogos. O livro é todo construído nos pensamentos do protagonista.
    Enfim, alguém conhece?
     
  2. Anica

    Anica Usuário

    Lobo é realmente brilhante, tem trechos dele que eu lembro até hoje. Mas do Hesse o meu favorito ainda é Demian. Estava à toa em uma tarde de domingo, peguei o livro e comecei a ler e simplesmente não consegui parar até chegar no final o_O
     
  3. imported_Amélie

    imported_Amélie Usuário

    Ainda não li :) mas fiquei interessada...
     
  4. Pips

    Pips Old School.

    Lobo da Estepe é uma viagem de encontro a si mesmo. Uma velhice imediata, uma questão de saber a beleza do ponto onde estamos, por onde andamos, por onde seguimos. Tem trechos que não esquecemos, como a própria Anica falou.

    "O caminho que um homem mais tem medo é aquele que leva a si mesmo." (não lembro se é do Lobo da Espete ou Demian).
     
  5. Nekoju

    Nekoju Usuário

    Quem me mostrou Hesse foi um conhecido meu. Eu lembro que enquanto a gente discutia sobre os livros, ele me disse que o Hesse teria uma trilogia disfarçada. O Sidarta seria o primeiro livro, representando a infânica. O Demian seria a juventudade e o Lobo, a velhice. Há quem diga que na verdade o Demian seria a infãncia e Sidarta, a juventude. Como ainda não li o Demian, não posso falar muito.

    Curioso é que ano passado ou retrasado apareceu uma banda brasileira que o nome era Teatro Mágico. E o slogan deles era: Só para raros.
     
  6. Pips

    Pips Old School.

    Sim!!! Acho que é exatamente isso, apesar de não ter lido Sidarta, a procura por si mesmo nos outros dois livros descrevem visões diferentes dessa procura. Demian é a espontânedade e a energia da juventude, enquanto O Lobo da Estepe é visto de olhos quem já viu o que tinha de ver, do auto analisar a si mesmo.

    "Não creio ser um homem que saiba. Tenho sido sempre um homem que busca, mas já agora não busco mais nas estrelas e nos livros: começo a ouvir os ensinamentos que meu sangue murmura em mim. Não é agradável a minha história, não é suave e harmoniosa como as histórias inventadas; sabe a insensatez e a confusão, a loucura e sonho, como a vida de todos os homem que já não querem mais mentir a si mesmos." (Demian)
     
  7. imported_Natalie

    imported_Natalie Usuário

    Tem um amigo meu que tem o e-mail com o nome "Knulp", foi daí que me recomendou o livro, mas eu nunca achava. Descobri um tempão depois que minha mãe tem vários livros do Hesse. Já li Demian, um de contos dele e acabei achando Knulp num sebo =). Tô com Minha Fé aqui, mas é um pouco mais complexo, vou tentar parar pra ler nas férias.
     
  8. .Penny Lane.

    .Penny Lane. Usuário

    Eu só li Lobo da Estepe e achei muito bom.
    Achei a parte do Tratado um pouco cansativa[embora seja muito interessante], mas realmente, o livro é genial.
    Agora quero ler Demian =)
     
  9. imported_marie

    imported_marie Usuário

    Eu estou com o Lobo da Estepe na minha escrivaninha aguardando para ser lido.
    Alguns dias atrás, vi uma entrevista com Clarice Lispector, em que ela comenta sobre esse livro.
    Foi através do comentário da Lispector (me perdoem, mas não me lembro exatamente o que ela disse) que eu fiquei com uma vontade ainda maior de ler esse livro. Parece ser muito impactante e denso.

    Encerro meu comentário, com uma frasezinha de Hesse:
    "Se eu sei o que é o amor, é por sua causa."

    :grinlove:
     
  10. Angélica

    Angélica Visitante

    Muito interessante essas observações sobre as obras do Hesse, dele li apenas Demian e tenho o Jogo das Contas de Vidro, vou procurar por Sidarta e o Lobo antes de ler o Jogo...

    Algo que me marcou na leitura de Demian foi poder visualizar, mesmo que através de uma história, o quanto podemos influenciar as pessoas com quem convivemos, e, vice-versa...

    bjs da angel
    ;)
     
  11. Hérmia

    Hérmia Usuário

    Eu comecei a ler o Lobo da Estepe, livro emprestado de uma amiga....pasmen q depois do primeiro capítulo ela me pediu o livro de volta????? risos....
     
  12. Angélica

    Angélica Visitante

    Ô cuitadinha do cê, minina...

    Mais vem cá, e despois dessa ocê inda chama ela de amiga... Hummmm... Amiga é ocê, qui pelo jeito levô td numa boa...

    DescuRpe a brincadeiRinha HéRmia, me empoRguei e qdo isso acontece eu caio no sotaque caiPIRACICABAno... não resisti... :lol:

    Com certeza há de ter um bom motivo pra tal atitude dela...

    Espero que vc consiga retomar a leitura em breve...

    bj da angel ;)
     
  13. Excluído02

    Excluído02 Banned

    [align=justify]Já li Demian e O Lobo da Estepe, mas nenhum dos dois tiveram o mesmo efeito sobre mim que Sidarta. Simples, porém genial, expressivo e meditativo.

    Ainda tenho Narciso e Goldmund para ler na estante.[/align]
     
  14. Zuleica

    Zuleica Usuário

    O último que li foi As neves do kilimanjaro. Não lembro de ter lido Demian.

    A fábula: Dentro e fora é uma das que eu adorava.
    Lembro tão pouco das obras, li a teeemmmpos atrás e veloz, restava da leitura quase que: "Gostei!" Vou ler mais desse autor.

    Um pouco de dramatização de minha parte, mas não estava longe da verdade, eu tinha compulsão por leitura nessa época.

    Vou colocar Demian na lista de futuras leituras.
     
  15. imported_?

    imported_? Usuário

    Li Herman Hesse há uns 10 anos, como disseram, alguns trechos são inesquecíveis, mas acho que preciso reler, lembro que fiquei impressionada com a escrita na época. O meu preferido foi Demian. Eu não lembro a ordem que li, mas quando reler vou seguir a que o Nekoju citou.
     
  16. Pips

    Pips Old School.

    Consegui, finalmente, Sidarta para ler! Tenho certeza que depois de terminar vou querer reler os outros dois. :timido:
     
  17. Dwarf

    Dwarf Usuário

    Li Demian, quando era muito novo e estava passando por uma epoca bem dificil da minha vida... acho q muito do q sou é devido a esse livro... aprendi a me aceitar melhor... a querer fazer menos parte do todo das pessoas sei la...

    minha mae ama.. tenho muita coisa dele... mas so li caminhada "o lobo da estepe" é o livro pra se ler ao fazer 40 e ja estou chegando em tempo de ler "Sidarta"^^
     
  18. imported_Wilson

    imported_Wilson Please understand...

    Li "O lobo da estepe" no início desse ano. Não posso deixar de dizer que tive uma ponta de decepção com o livro. Talvez por ter esperado demais dele. É um livro muito, muito bom, mas eu fui naquela de esperar uma obra-prima que mudasse minha vida, hehe... talvez de uma outra vez eu o veja com outros olhos. Não sei... achei ele meio que um intermediário entre Dostoievski e os beats. Dá pra ver só pelo "Lobo" como Hesse influenciou a geração dos beats norte-americanos, com um quê de filosofia transcendental, mas eu ainda fico com o Kerouac nesse quesito. Achei bem interessante a diferença de estilos entre eles, um contraponto das culturas em que viviam, o Hesse com suas músicas clássicas, o Kerouac com o jazz, um em devaneios germânicos e o outro em frenesi alucinógeno. Me deixou curioso pra ler os outros dois da trilogia, o "Demian" e o "Sidarta".
     
  19. .Penny Lane.

    .Penny Lane. Usuário

    Ih, Wilson, cuidado então pra não se decepcionar de novo... eu li O Lobo da Estepe sem fazer a menor idéia sobre o conteúdo do livro, e achei muito, muito bom mesmo. Fui ler Hesse de novo esperando a mesma coisa do Demian... o livro é bom, mas achei o Lobo melhor.
     
  20. Liv

    Liv Visitante

    Ih, também quero ler! Lobo, Demian e Sidarta. Essa é a ordem?
     

Compartilhar