1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

[HBO] In Treatment (1ª ~ 3ª Temporada)

Tópico em 'TV' iniciado por Excluído046, 11 Jan 2013.

  1. Excluído046

    Excluído046 Banned

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Sinopse: Um psicanalista - Paul Weston -, cinco casos, uma sessão por noite. In treatment (Em terapia) foi baseada em Be'tipul, uma série de sucesso da TV israelense. Produzida pelo ator Mark Whalberg (Planeta dos Macacos, Os Infiltrados), a série teve muitos de seus episódios escritos e dirigidos por Rodrigo García, filho do escritor Gabriel García Márquez e diretor do filme “Coisas que Você Pode Dizer só de Olhar para Ela”, com Glenn Close e Cameron Diaz. Na série, o psicanalista Paul Weston (Gabriel Byrne) tem pacientes a semana toda. Segunda é dia de atender Laura, uma bela anestesista que atravessa uma imensa crise emocional e não sabe se termina com o namorado ou casa-se com ele. Às terças, ele atende Alex, um piloto arrogante que participou de uma missão caótica no Iraque, quase morreu por lá e acha que isto não o afeta. Quarta é a vez de Sophie, uma ginasta que, depois de sofrer um acidente, quer que Paul analise seu estado e ateste que ela está bem para manter sua classificação na equipe olímpica. Às quintas, o psicanalista recebe Jake e Amy, um casal que atravessa uma crise. Jake tem verdadeiros ataques de raiva e, quando Amy não lhe conta o que faz, ele imagina o pior. Mas Weston vem se tornando intolerante e suas reações podem afetar sua carreira. Por isso, às sextas, é ele quem vai para o divã e faz terapia com Gina (Diane Wiest). Invadindo a mente confusa de um homem cuja profissão é aconselhar os demais, In Treatment oferece uma intricada visão sobre os profissionais nos quais confiamos para obter nossa própria perspectiva. [
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    .]

    Trailer:
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    ----

    Para quem se interessa pelos mecanismos de "cura pela fala", a série é magnífica. É de um realismo tão intenso que começamos a nos identificar com os pacientes de Paul a ponto de nos colocarmos no lugar deles e nos sentirmos em uma sessão de terapia. E é isso, cada episódio é exatamente uma sessão. Os episódios se passam no consultório de Paul. Um fator importante é que a série mostra a ideia de humanização da terapia. O fato de o consultório ser uma casa, faz com que os pacientes se sintam mais acolhidos, mais confortáveis (é sempre bom lembrar a ideia de casa-útero-zona de conforto). Para quem não tem muito interesse em terapia, eu não recomendo a série, porque com certeza a pessoa vai achar entediante.
     

    Arquivos Anexados:

    Última edição por um moderador: 6 Out 2013
  2. Pim

    Pim God, I love how sexy I am!

    Tá explicado o porquê da senhorita estar completamente freudiana nos últimos tempos!!
     
    • LOL LOL x 1
  3. Excluído046

    Excluído046 Banned

    Comecei a ver a série ontem, Patricia. Ou seja, o fato de eu ter encontrado a série foi consequência do meu amor pela Psicanálise :grinlove:.
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  4. Hobbit Bonzinho

    Hobbit Bonzinho Usuário

    A série é muito boa, cheia de boas atuações e personagens legais. Mas realista? Vc que ama psicanálise, dê seu parecer quando as tramas se resolverem.
     
  5. Excluído046

    Excluído046 Banned

    Então, seu moço, a apresentação dos casos é bem realista (eu falei, ali, que tinha começado a ver a série há pouco tempo). Agora eu preciso acompanhar o processo de terapia de cada uma das personagens e tal. Não sei se a coisa foi por outros caminhos.
     
  6. abylos

    abylos Usuário Usuário Premium

    Eu ja vi alguns episodios e, apesar de não me interessar muito por psicanalise, não achei entediante... Fiquei, na verdade, irritado com o que algumas pessoas falavam e queria entrar na serie e falar n coisas pra eles que as vezes o terapeuta não dizia :lol:

    Mas a serie é bem legal...
     

Compartilhar