• Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Fëanor

Fnord
Usuário Premium
Episódio merda.

Eu só achei um pouco frustrante não ter mostrado o desfecho da Tower of Joy. Mas a luta entre Ned Stark e cia x Arthur Dayne valeu quase todo o episódio. Mas teve outros momentos bons, sobretudo Castle Black e Winterfell. Eu diria que foi um episódio razoável.
 

Grimnir

Well-Known Member
Usuário Premium
Eu só achei um pouco frustrante não ter mostrado o desfecho da Tower of Joy. Mas a luta entre Ned Stark e cia x Arthur Dayne valeu quase todo o episódio. Mas teve outros momentos bons, sobretudo Castle Black e Winterfell. Eu diria que foi um episódio razoável.

Eu achei tudo arrastado e sem importância para o enredo. Estou particularmente curioso para saber pq Brynden Rivers está mostrando a Torre da Alegria para Bran.
 

Bruce Torres

Let's be alone together.
A luta em si não me empolgou, mas ver que o Ned não era bem o exemplo de honra que parecia, nossa, aquilo foi brutal. Entretanto, fiquei pensando sobre isso e é, tanto não aceitar o trono como incutir tais ideias nos filhos foram formas de se "redimir" consigo. Mas claro, posso estar exagerando na leitura.
 

Fëanor

Fnord
Usuário Premium
Eu achei tudo arrastado e sem importância para o enredo. Estou particularmente curioso para saber pq Brynden Rivers está mostrando a Torre da Alegria para Bran.

Não achei arrastado não. Muita coisa importante acontecendo: Jon Snow quebrando o juramento (muita gente previa isso), Rickon reaparecendo (e o Shaggydog morto :( ), Tyrion e Varys descobrindo quem conspira contra a Daenerys... e também achei que iam até enrolar mais com a ida da Daenerys pra Vaes Dothrak e com a cegueira temporária da Arya. E, claro, vimos como o Arthur Dayne foi derrotado.

Sobre o Brynden Rivers mostrar a Torre: não tenho certeza se é ele que decide o que o Bran vai ver, ou se ele apenas acompanha os movimentos que este faz pelo passado.

A luta em si não me empolgou, mas ver que o Ned não era bem o exemplo de honra que parecia, nossa, aquilo foi brutal. Entretanto, fiquei pensando sobre isso e é, tanto não aceitar o trono como incutir tais ideias nos filhos foram formas de se "redimir" consigo. Mas claro, posso estar exagerando na leitura.

Mas o Ned faltou com a honra na luta? Quem apunhalou o Arthur Dayne pelas costas foi o Howland Reed. O Ned terminou o serviço, claro, mas aí já não havia mais desonra (IMO): o oponente estava apenas agonizando, Ned poupou-lhe o sofrimento.
 

Bruce Torres

Let's be alone together.
Mas o Ned faltou com a honra na luta? Quem apunhalou o Arthur Dayne pelas costas foi o Howland Reed. O Ned terminou o serviço, claro, mas aí já não havia mais desonra (IMO): o oponente estava apenas agonizando, Ned poupou-lhe o sofrimento.

De acordo com o Bran, a história que ele contava dá a entender que a luta em si cumpriu com aqueles ritos de duelo e tal. Aí vemos que não foi bem assim, Ned estava em desvantagem desde que ficaram um contra um. O Bran parecia surpreso que o Reed tivesse pego Dayne desprevenido.

Muita coisa importante acontecendo: Jon Snow quebrando o juramento (muita gente previa isso)

Bom, o juramento previa que você cumprisse com a Guarda até sua morte. Em tese, ele não quebrou o juramento. :lol:
 
Última edição:

Grimnir

Well-Known Member
Usuário Premium
Não achei arrastado não. Muita coisa importante acontecendo: Jon Snow quebrando o juramento (muita gente previa isso), Rickon reaparecendo (e o Shaggydog morto :( ), Tyrion e Varys descobrindo quem conspira contra a Daenerys... e também achei que iam até enrolar mais com a ida da Daenerys pra Vaes Dothrak e com a cegueira temporária da Arya. E, claro, vimos como o Arthur Dayne foi derrotado.

Sobre o Brynden Rivers mostrar a Torre: não tenho certeza se é ele que decide o que o Bran vai ver, ou se ele apenas acompanha os movimentos que este faz pelo passado.



Mas o Ned faltou com a honra na luta? Quem apunhalou o Arthur Dayne pelas costas foi o Howland Reed. O Ned terminou o serviço, claro, mas aí já não havia mais desonra (IMO): o oponente estava apenas agonizando, Ned poupou-lhe o sofrimento.

No segundo episódio Bran fala para Brynden algo do tipo: "Você finalmente me mostra algo do meu passado e agora quer que eu volte?". Suspeito que Brynden esteja orientando as visões.
 

Grimnir

Well-Known Member
Usuário Premium
Foi um loophole, né? A regra é que você só está livre do juramento quando morre... Só que quando imaginaram a regra, ninguém pensou na possibilidade de alguém voltar dos mortos. Pela lógica, pela letra fria da lei da Patrulha, Jon não quebrou juramento algum.

Enfim, estou ranzinza com o episódio pq mostraram a Torre da Alegria pela metade. Depois que cortaram a cena sem mostrar o resto, o meu ânimo com o resto do episódio foi para zero. Mas eu concordo sim que algumas coisas importantes aconteceram.
 

Fëanor

Fnord
Usuário Premium
De acordo com o Bran, a história que ele contava dá a entender que a luta em si cumpriu com aqueles ritos de duelo e tal. Aí vemos que não foi bem assim, Ned estava em desvantagem desde que ficaram um contra um. O Bran parecia surpreso que o Reed tivesse pego Dayne desprevenido.

O Ned sempre deixou muito claro que ele só sobreviveu ao Dayne porque o Reed o salvou. Sempre ficou meio implícito que o Reed teria sido o fator decisivo, só não se sabia exatamente como. Ontem ficamos sabendo que foi com uma punhalada pelas costas, mas não vejo como isso afeta a honra do Ned na luta ou no que ele contou depois (inclusive pode ser por isso que ele nunca quis dar maiores detalhes sobre a morte do Dayne).

No segundo episódio Bran fala para Brynden algo do tipo: "Você finalmente me mostra algo do meu passado e agora quer que eu volte?". Suspeito que Brynden esteja orientando as visões.

É possível. Pelo que me lembro dos livros, o fluxo das visões era meio aleatório. Mas isso não impede que realmente o Brynden possa decidir mostrar coisas específicas. Aliás, ele fala que ele quer o Bran saiba "tudo", então faz sentido começar revelando coisas importantes sobre sua própria família que ninguém mais sabe.


Bom, o juramento previa que você cumprisse com a Guarda até sua morte. Em tese, ele não quebrou o juramento. :lol:

Como assim quebrando o juramento? Vc diz dele indo embora de Castle Black?
Pq teoricamente o juramento dele era "até a morte" e ele já morreu... pans.... neh? hehehehehe

Eu falei em quebrar o juramento mais pela simbologia do que ele fez, somado ao título do episódio, hehe.

Mas de qualquer maneira, isso também é aberto à interpretação. Não sabemos exatamente como funciona a morte no mundo do Martin, ou se talvez só possamos considerar o juramento como dissipado a partir do momento em que o indivíduo morra de maneira irreversível. Dito de outra forma, talvez o juramento seja válido enquanto o indivíduo viver a partir do momento em que o faça, não sendo afetado por um período do "morte temporária". Enfim. Apesar disso tudo, também sou favorável à ideia de que ele não quebrou o juramento :mrgreen:
 

Grimnir

Well-Known Member
Usuário Premium
Sim, mas Brynden não está ali para fazer uma retrospectiva da vida dos Starks. Imagino que a linhagem de Jon Snow realmente vai ter algum impacto no enredo - só não sei qual, já que eu tento não acreditar na história de que ele é "um herói lendário renascido".
 

Mireille

One ring to rule them all
A Torre da Alegria pela metade foi frustrante! Mas eu concordo com o @Fëanor , teve muita coisa bacana.

O nome do episódio é "Oathbreaker", então já esperava o Jon indo embora da Patrulha. Mesmo que "tecnicamente" não tenha sido uma quebra de votos por assim dizer.
Depois fiquei pensando que também poderia ser uma referência aos Umber? Afinal, eles eram vassalos dos Stark né. O povo nas internets tá alvoroçado e criaram uma teoria que os Umber não traíram não, é tudo um plano junto com o Rickon, aquela cabeça não era do Cão Felpudo, afinal os Umber não juraram lealdade ao Ramsay e etc etc. OK, se realmente for isso, tanto melhor, mas duvido muuuuuito. Os Starks só se ferram mesmo, não me agarro a esse fio de esperança. Agora só estou torcendo pra não acontecer nada com o Rickon (o Ramsay seria muito burro se o matasse). Já a Osha, sorry, essa aí vai ser esfolada viva mesmo.

Ah, ainda sobre a Torre, achei chato terem cortado o sor Gerold Hightower, mas sei que é apenas "nitpicking" meu. Pior que mais tarde ele é mencionado pelo meistre Pycelle como exemplo de Senhor Comandante da Guarda Real que participava do Pequeno Conselho. Enfim... claro que o pior de tudo foi não terem mostrado a Lyanna e etc. Deu vontade de voar no pescoço do Corvo de Três Olhos :lol:
 

Fëanor

Fnord
Usuário Premium
Sim, mas Brynden não está ali para fazer uma retrospectiva da vida dos Starks. Imagino que a linhagem de Jon Snow realmente vai ter algum impacto no enredo - só não sei qual, já que eu tento não acreditar na história de que ele é "um herói lendário renascido".

Se confirmada a teoria da origem do Jon

ele seria candidato ao Trono de Ferro, tanto quanto a Daenerys. Só o fato de ele ser um Targaryen já é de importância fundamental para o que deverá ocorrer na trama e coloca ele numa posição central. Por isso é extretamente relevante que alguém mais além do Howland Reed saiba a verdadeira origem do Jon.


O nome do episódio é "Oathbreaker", então já esperava o Jon indo embora da Patrulha. Mesmo que "tecnicamente" não tenha sido uma quebra de votos por assim dizer.
Depois fiquei pensando que também poderia ser uma referência aos Umber? Afinal, eles eram vassalos dos Stark né.

Hmm, pode ser também. Apesar de que nesse caso o nome mais apropriado para o episódio seria "oathbreakerS". Ou vai ver nem consideram o Jon aí e o título se refira apenas aos Umber (improvável :lol: )
 

Grimnir

Well-Known Member
Usuário Premium
Se confirmada a teoria da origem do Jon

ele seria candidato ao Trono de Ferro, tanto quanto a Daenerys. Só o fato de ele ser um Targaryen já é de importância fundamental para o que deverá ocorrer na trama e coloca ele numa posição central. Por isso é extretamente relevante que alguém mais além do Howland Reed saiba a verdadeira origem do Jon.

É... Mas vamos combinar que mesmo em um mundo deficiente de justiça como Westeros, é preciso um pouco mais do que uma testemunha vidente-verde para provar alguma coisa, né? Claro, tem o Howland Reed, mas esse parece que não está nem aí.

E será mesmo que Brynden está interessado sobre quem sentará no trono? É meio difícil entender quais são os objetivos dele.

O povo nas internets tá alvoroçado e criaram uma teoria que os Umber não traíram não, é tudo um plano junto com o Rickon, aquela cabeça não era do Cão Felpudo, afinal os Umber não juraram lealdade ao Ramsay e etc etc.

Eu tava lembrando aqui que nos livros...

... Existe um Umber (Smalljon, eu acho) que ficou de refém dos Frey desde o Casamento Vermelho. Por conta disso e em função da lealdade história aos Stark, houve uma cisão dos Umber, de modo que um grupo jurou fidelidade aos Bolton e outro grupo dobrou os joelhos para Stannis (que ainda está marchando para Winterfell). Enfim, eu acho que a série resolver ignorar isso tudo, já que sabemos da derrota de Stannis. Moral da história: Eu não apostaria na traição dos Umber contra os Bolton.
 

Ranza

Macaco
O Ned sempre deixou muito claro que ele só sobreviveu ao Dayne porque o Reed o salvou. Sempre ficou meio implícito que o Reed teria sido o fator decisivo, só não se sabia exatamente como. Ontem ficamos sabendo que foi com uma punhalada pelas costas, mas não vejo como isso afeta a honra do Ned na luta ou no que ele contou depois (inclusive pode ser por isso que ele nunca quis dar maiores detalhes sobre a morte do Dayne).



É possível. Pelo que me lembro dos livros, o fluxo das visões era meio aleatório. Mas isso não impede que realmente o Brynden possa decidir mostrar coisas específicas. Aliás, ele fala que ele quer o Bran saiba "tudo", então faz sentido começar revelando coisas importantes sobre sua própria família que ninguém mais sabe.






Eu falei em quebrar o juramento mais pela simbologia do que ele fez, somado ao título do episódio, hehe.

Mas de qualquer maneira, isso também é aberto à interpretação. Não sabemos exatamente como funciona a morte no mundo do Martin, ou se talvez só possamos considerar o juramento como dissipado a partir do momento em que o indivíduo morra de maneira irreversível. Dito de outra forma, talvez o juramento seja válido enquanto o indivíduo viver a partir do momento em que o faça, não sendo afetado por um período do "morte temporária". Enfim. Apesar disso tudo, também sou favorável à ideia de que ele não quebrou o juramento :mrgreen:

Mas a ressurreição não é algo comum por lá não. The Hound e a Ayra ficaram muito surpresos quando o cara ressucitou na frente deles, o mesmo vale para todos que estavam no Castle Black, até mesmos os wildlings. Acredito que o juramento contava a morte mesmo, pois a única forma de volta a vida conhecido era como WW, e convenhamos que a partilha foi criada justamente para combater eles. Agora a lei em Westeros ganha a interpretação de quem é mais forte.


Enviado do meu iPhone usando Tapatalk
 

Fëanor

Fnord
Usuário Premium
É... Mas vamos combinar que mesmo em um mundo deficiente de justiça como Westeros, é preciso um pouco mais do que uma testemunha vidente-verde para provar alguma coisa, né? Claro, tem o Howland Reed, mas esse parece que não está nem aí.

E será mesmo que Brynden está interessado sobre quem sentará no trono? É meio difícil entender quais são os objetivos dele.

A não ser que outro tipo de prova surja, talvez a chave seja justamente o Howland Reed. A não ser que outras provas surjam e/ou que o Bran possa eventualmente provar isso de alguma forma convincente (como olhar par o passado de algumas outras pessoas e lhes dizer coisas que só elas deveriam saber).

Mas enfim, acho que o Brynden pode estar apenas interessado em ajudar a verdade a ser revelada. Ele vê algum papel fundamental no Bran, então faz sentido munir o Bran com todo o conhecimento relevante sobre Westeros.

Vale lembrar também que o próprio Brynden é/era um Targaryen e um Comandante da Patrulha da Noite, então talvez possa existir algum motivo adicional aí. Talvez não necessariamente em relação à posição de Jon no trono, mas sim no combate aos White Walkers.
 

Grimnir

Well-Known Member
Usuário Premium
Brynden Rivers ficou sei lá quantas centenas de anos naquele buraco, stalkeou as vidas de Bran, Meera e Jojen só para então revelar as verdades do passado? Sei lá, parece bobo.
 

Bruce Torres

Let's be alone together.
Olha, se essa teoria de um plano dos Umbers com o Rickon não estiver certa, c******, moleque, você continuou no Norte depois de três temporadas?!
 

Grimnir

Well-Known Member
Usuário Premium
Olha, se essa teoria de um plano dos Umbers com o Rickon não estiver certa, c******, moleque, você continuou no Norte depois de três temporadas?!

Nos livros, teoricamente, ele e Osha...

... estavam mais isolados na ilha de Skagos. A última coisa que sabemos é que Davos, para conseguir o apoio dos Manderly de Porto Branco para a causa de Stannis, deve encontrar Rickon e o lobo.
 

Valinor 2020

Total arrecadado
R$1.920,00
Meta
R$4.800,00
Termina em:
Topo