1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Hayao Miyazaki

Tópico em 'Cinema' iniciado por Salamanca, 28 Jun 2003.

  1. Para quem não sabe, Hayao Miyazaki é um diretor japonês conhecido pelo seu talendo de criar animações como ninguém.

    Filmografia:

    • Spirited Away (2002)
      Sherlock Hound: Case File 1 (2000)
      Princess Mononoke (1999)
      Panda! Go, Panda! (1999)
      My Neighbor Totoro (1993)
      Crimson Pig (1992)
      Kiki's Delivery Service (1989)
      Castle in the Sky (1986)
      Warriors of the Wind (1985)
      The Castle of Cagliostro (1979)

    Movimentações delicadas e bem feitas, expressões explícitas, criaturas peculiares, desenvolvimento dos personagens, trilhas primorosas... essas são algumas das inúmeras características dos longas dirigidos por Miyazaki, cujo mais recente filme, A Viagem de Chihirio, levou o Oscar para casa na categoria Melhor Filme de ANimação.

    Entre seus filmes, vou listar os pouycos que vi e fazer um breve comentário para cada um.

    Spirited Away - A Viagem de Chihiro

    Impossível não se apaixonar pela história. Criativa inteligente, trata sobre uma menina que, a caminho da mudança para sua nova cidade junto com os pais, acaba entrando num atalho e consequentemente penetrando numa cidade misteriosa, que logo descobre ser repleta de fantasmas e criaturas. É impressionante a preocupação aqui em retratar com verossimilhança os cenários e suas interações entre si e os próprios personagens. Os traçados exagerados ajudam para acrescentar o carisma em cada um deles. É bonito e surpreendente, mas não o melhor.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    NOTA:
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Princess Mononoke

    Fantástico! Bonito, comovente, envolvente, ótima história. Se passa num tempo em que criaturas e humanos vivem em desarmonia, até o ponto em que uma guerra é travada. Provavelmente o filme mais maduro da filmografia do diretor, abrangtendo cenas de lutas e derramamento de sangue. Também é interessante reparar na bela fotografia, principalmente nas cenas em que se passam na floresta. Lindo, chega a ser poético.

    NOTA:
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Meu Vizinho Totoro

    O começo me lembrou bastante de Spirited Away, também mostrando uma família se mudando, mas nesse caso para uma casa no interior. A casa parece ser assombrada por fantasma, mas a relação entre eles e as meninas protagonistas começam a se intensificar cada vez mais, e é uma dessas criaturas que se chama Totoro. Divertido, cômico, gostoso de se ver. Mais uma vez Miyazaki coloca a natureza como um dos personagens principais, sempre interagindo com os personagens. Em algumas partes chega a ser emocionante, sem aquelas dramatices chatas e lições de morais, ponto que Miyazaki nunca usa em seus filmes. Minha unica reclamacao e que em algumas partes fica um pouco tedioso e e infantil, mas que, como tal, cumpre seu papel perfeitamente.

    NOTA:
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    É por essas e outras que Hayao Miyazaki merece um tópico só para ele. :clap: Uma prova que desenhos bons vão além das fronteiras da Disney, contendo boas histórias e temas. Agora discutam sobre os filmes dele ou dele próprio. Pretendo ver outros além desses três, e com certeza estarei dando aqui minha opinião. =)
     
  2. Lukaz Drakon

    Lukaz Drakon Souls. I Eets Them.

    Hayao é otimo.

    Pena que eu só tenha visto Spirited Away e Princessa Mononoke. Adorei os dois só que pra mim Spirited Away é melhor. O desenvolvimento dos personagens é feita de uma maneira diferente, um poucomais complexa que o usual. MAs indico os dois, eles tem as suas caracteristicas e como o Ristow mesmo disse, fotografias belissimas. :clap:
     
  3. Sister Jack

    Sister Jack Usuário

    Eu acabei de ver...

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Princess Mononoke

    Pode-se ver claramente qual a intenção do Miyazaki com o filme: a batalha eterna das duas forças opostas da Terra. Não o Mau Vs Bem, mas sim o Homem Vs Natureza. Essas duas forças são tratadas com a mesma importância na história, elas agem para a própria sobrevivência e os seus atos podem parecer ameaçadores para o outro, mas essa não é a intenção. O filme não escolhe exatamente um lado, o público não torce para alguém. Nós apenas analisamos os acontecimentos e vemos quem será prejudicado e quem será favorecido.

    Eu confesso que senti muito mais carisma pelo lado da natureza, o Espírito da Floresta, a preservação do meio ambiente natural, sem a interferência dos humanos, tudo aquilo parecia muito mais puro e acolhedor. Mas os humanos, representados pela Cidade de Aço, também tinham as suas necessidades de sobrevivência, e faziam o que tinham que fazer para sustentar o povo. E é aí que entram os conflitos. A necessidade de sobrevivência é tão grande que tira a razão dos dois lados. Os humanos, para conseguir mais acesso as florestas e a comida, tenta destruir o Espírito da Natureza; e a Natureza, por sua vez, tenta destruir os humanos para tentar manter a sua Terra em paz.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    No meio disso está a história de um jovem guerreiro chamado Ashitaka, que na tentativa de salvar a sua cidade de um javali possuido por um espírito malígno, é infectado com uma maldição. Ele é banido da sua vila, por motivos de segurança, e vai em busca de uma cura no Espírito da Floresta. Pelo seu caminho, ele encontra uma cidade governada por uma mulher ambiciosa e inteligente, que tenta expandir a Cidade do Aço pelas florestas protegidas por Deuses. Ashitaka, antes apenas um jovem príncipe vivendo na sua vila, agora embarca em uma jornada que o fará compreender melhor que a maioria o porquê da disputa entre humanos e os deuses da natureza, pois ele mesmo depende tanto de um quanto do outro para ser curado.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    San, uma princesa chamada Mononoke, abandonada na floresta e criada por um Deus Lobo, acredita ser um dos membros da raça dos lobos. Ela sente ódio por humanos, mesmo ela não aceitando que é um. Por isso, vive a vida com esse dilema na mente, sempre a influenciando e afetando o seu humor e a sua perspectiva. San só vai poder ficar em paz com ela mesma quando aprender a aceitar o lado humano dela, assim como o seu lado da natureza.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Toda os personagens do filme são de uma forma ou de outra elaborados por Miyazaki para deixar o tema do filme mais aparente, e explorá-lo de todas as formas possíveis. O filme não só tem cenas de ação espetaculares, uma animação incrivelmente bela e uma trilha sonora arrepiante, mas ele também discute um dos grandes problemas atuais dos seres humanos. Em uma das cenas do filme é mostrada uma cena incrivelmente triste, quando um exército de javalis é cruelmente devastado pelos humanos. A crueldade contra os animais, como todos sabem, não é apenas fictícia, e isso apenas contribui para o poder da cena.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Minha cena favorita é provavelmente quando San está sozinha atacando a Cidade do Aço e tentando assassinar a Líder do lugar, e Ashitaka sente o seu braço crescer e fortalecer, o braço infectado pela maldição. Ele passa por vários soldados, entortando espadas e os jogando para longe, e chega no local onde a Líder e San estão lutando. Ele separa a briga, e leva San embora da cidade junto com ele, enquanto todos os outros soldados assistem em medo do poder malígno que parece ter dominado ele no momento. Uma mulher da cidade pega um rifle e acerta Ashitaka nas costas. Ele nem pisca. Não sente nada. Apenas continua carregando San para longe do lugar. É uma cena extremamente poderosa, de várias cenas poderosas do filme.

    Bem, terminando, eu adorei o filme, o primeiro de Miyazaki que vi. Ele não tem exatamente um estilo definido, mas o filme é dirigido e escrito com inteligência e talento o suficiente para o tornar superior a maioria. O filme consegue envolver totalmente, apresentar o tema para o povo de uma forma clara, e ainda incluir histórias de bravura de samurais, ninjas e outros guerreiros, tornando o filme em um verdadeiro épico. Aliás, é um épico que faz parte da minoria que realmente funciona.

    8/10

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
  4. Sister Jack

    Sister Jack Usuário

    A lista tá meio errada.

    O certo seria...

    Spirited Away (2002)
    Princess Mononoke (1997)
    On Your Mark (1995) (curta)
    Crimson Pig (1992)
    Kiki's Delivery Service (1989)
    My Neighbor Totoro (1988)
    Castle In The Sky (1986)
    Nausicaa (1984)
    The Castle of Cagliostro (1979)
     
  5. VihVs_

    VihVs_ Eu não sou um

    PUtz... esse cara eh maravilhoso...

    Eu vi Princess Mokone, Spirited Away e gostei de ambos..
    De Spirited Away jah falei tanto q nem sei mais repitir. Eh fantástico!

    Princess Mokone eu achei uma graça. Eh um filme envolvente...
    Acho q o Miyazaki sabe fazer mesmo filmes de aventuras infantis de qualidade.
    E a animação eh linda, tem uns detalhes.... os personagens saum desenhados de um jeito bem simples mas fiel a realidade. Eles tem cara de criança entende?

    Eu ainda vou ver Totoro. Dizem q eh mais infantil e tal.... Vou ver o mais rapido possivel.
     
  6. Sister Jack

    Sister Jack Usuário

    Bem, eu não chamaria Princess Mononoke de filme infantil, a não ser que braços e cabeças decepadas entrem nessa categoria.
     
  7. VihVs_

    VihVs_ Eu não sou um

    Acho q o filme naum deixa de ser infantil... dah pra ver q essa era a intenção dele.
    E a violência fica ateh mais.... suave pq eh animação. Concordo q se fosse live-action seria nada infantil...

    Mas acho q eh uma história feita pra crianças. Talvez 10 anos pra cima..
    Naum q agrade soh elas... um adulto iria amar esse filme. Mas feito pra esse público.
     
  8. Lukaz Drakon

    Lukaz Drakon Souls. I Eets Them.

    Eu discordo completamente.

    Acho que você sabe Vivhs, que no Japão a animação não é feita apenas com o intuito de ser direcionada para as crianças. Hoje quando eu fui no cinema ver Spirited Away um moleque do meu lado (deveria ter seus 6 anos) perguntava de 5 em 5 minutos para a mãe o que tava acontecendo.

    Princesa Mononoke eu não acho um filme tããããão complexo assim de se entender (apenas se você realmente quizer raciocinar sobre o filme, como o Folco fez ali em cima) mas com cenas um tanto quanto violentas e algumas reviravoltas meias complexas. Pra mim, não é filme de criança não. Elas podem ver? Claro, mas não vai ser tão divertido.
     
  9. VihVs_

    VihVs_ Eu não sou um

    Claro q sei q no Japão o anime eh visto como filmes de verdade... nenhuma diferença.
    Mas esses saum realmente infanto-juvenis.
    Tem varios animes direcionados para adultos... Akira. Ghost in the shell..

    Tb naum acho q saum pra crianças pequenas demais... Quando vi Spirited Away tinha criança chorando d medo no cinema.
    Eh pra crianças acima de 10 anos...

    Princess Mokone tem um estilo de aventura pra gente nessa idade... Testa soh.
    Bota um garoto d 10 anos pra ver e ele vai amar!
    Um adulto tb gosta mas eh infanto-juvenil. pra crianças...
     
  10. lina inverse

    lina inverse Usuário

    Miyazaki é genial.
    Eu tenho a fita do Meu Vizinho Totoro. É lindo, comovente, fofo...é tudo.
    Sen to Chihiro dispensa comentários.

    Eu tb vi Serviço de Entregas da Kiki que é bem infantil e tão bonito e divertido quanto Meu Vizinho Totoro. Esse já passou no Disney Channel.
    Eu estou para pegar o Porco Rosso (que saiu pela Flashstar mas eu não acho em lugar nenhum) e Túmulo dos Vagalumes, que deve ser maravilhoso diga-se de passagem.
     
  11. Sister Jack

    Sister Jack Usuário

    Só porque é um filme de aventura e fantasia não quer dizer necessariamente que é infantil. A história não é tão fácil de se acompanhar, não tem muitas cenas de ação ou coisas do tipo, e você realmente não estaria aproveitando muita coisa sem entender um pouco dos personagens e do tema passado pela história.

    Acho que a partir de 14 anos seria uma idade decente pra assistir Mononoke, mas antes disso eu não acredito que vá haver muito aproveitamento.
     
  12. Acabei de ver...

    Castle in the Sky

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Começa quando um agente do governo (Muska) sequestra uma menina chamada Sheeta, que possui um amuleto que Muska acredita ser a chave para encontrar o reino perdido no céu, o castelo, que é o que dá o título ao filme. Não só Muska deseja encontrar o local, mas também um grupo de piratas que possuem um anseio por tesouro, e acham que encontrarão no Castelo. Numa disp.uta entre as duas facções através de naves no céu, Sheeta acaba caindo e chegando até uma cidade terrestre, onde conhece o menino Pazu. Ele diz que seu pai encontrou o Castelo (Lap.uta), mas que este foi dado como mito, mas o garoto promete que um dia provará que é verdade. Juntos, a dupla parte para uma série de aventuras, seguidos por piratas e exércitos do governo, rumando para um final surpreendente.

    Mais uma vez Miyazaki se supera. Visualmente têm o mesmo estilo dos outros filmes, assim como tem uma trilha esmagadora com um tema principal original e uma história imaginativa. Provavelmente o que mais tem ação, pelo menos do dos que eu vi. Engraçado e divertido ao extremo, o filme merece ser visto. Se gostar de animação japonesa ou do estilo do diretor, é um prato cheio.

    NOTA:
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
  13. Sister Jack

    Sister Jack Usuário

    Acabei de ver A Viagem de Chihiro. Eu acho que deve ter sido todo o hype e espectativa criadas na minha mente pelos comentários de cinéfilos e críticos que eu ouvi, mas eu não vi o que tinha de tão sagrada no filme. Tipo, é legal, é melhor que a maioria de filmes da Disney, mas ainda foi meio sentimental demais pro meu gosto, teve momentos meio cheesy e um final anticlimático.

    O que eu posso apreciar foi o mundo que o Miyazaki criou, os personagens que o habitavam, como ele funcionava, tudo aquilo foi interessante e criativo (as vezes criativo demais). Eu achei que o filme não arriscou quando deveria. Ele tinha algumas possibilidades e saídas nele, mas continuou no nível de seguro. Podia ter sido mais arriscado, menos infantil. A única cena que ficou destacada na minha mente foi a do Deus Fedorento e a Chihiro tirando o "espinho" do corpo dele. Foi hilária e criativa a cena, a que me deixou mais atento.

    Teve também a cena da viagem de trem, muito bonita, a cena em que a menina dá o bolo de ervas pro monstro preto da máscara e ele começa a vomitar tudo que tinha comido, a cena em que Raco aparece pela primeira vez na forma de dragão, com um monte de pássaros de papel o seguindo. Belas cenas, mas não compensaram pelos momentos tediosos e melosos. Ah, a Chihiro é tão fofinha! :oops:

    6/10
     
  14. Lukaz Drakon

    Lukaz Drakon Souls. I Eets Them.

    O nome se escreve Haku. :wink:

    E se tratando de cenas visualmente falando, em Chihiro eu adoro quando [spoiler:481b9db98a]Chihiro abre a porta na casa da bruxa boazinha e vê Haku na sua forma de Dragão. Ficou maravilhoso.[/spoiler:481b9db98a] :grinlove:
     
  15. Alex deLarge

    Alex deLarge Usuário

    Princesa Mononoke chegou no Brasil?
     
  16. Lukaz Drakon

    Lukaz Drakon Souls. I Eets Them.

    Pelo que eu sei não, mas eu vi o trailer junto com o de Viajem de Chihiro. :cheers:
     
  17. Sister Jack

    Sister Jack Usuário

    "Túmulo dos Vagalumes" não é do Miyazaki.
     
  18. tonho

    tonho Usuário

    Hmm, acabei de assistir Princess Mononoke, não achei tão bom quanto Spirited, mas mesmo assim é ótimo. Só achei que o começo fico tudo muito rápido, depois fico melhor...

    As cenas dele com o arco são as melhores.
     
  19. Fox

    Fox Visitante

    Do Miyazaki, assisti O Serviço de Entregas da Kiki, Meu Vizinho Totoro e Porco Rosso.

    Adorei os três. Poderiam não ter uma única fala por toda sua duração e eu ainda adoraria. :kiss:

    O que mais gosto desses é Porco Rosso, pelo cenário meio situado nos anos 30/40 e pelas batalhas aéreas, sempre bemvindas com um traço fluente e bem trabalhado como o do Miazaki. :grinlove:

    Se bem que Visinho Totoro me agradou pacas também, pela ambientação regional e pitoresca.

    Vou domingo agora ver A Viagem de Chiriro e volto pra comentar.

    E também vou tentar achar pra alugar Princesa Mononoke.

    Ninguem aqui viu Näusica nos Vale dos Ventos? :think:
     
  20. Alex deLarge

    Alex deLarge Usuário

    Nesse exato momento, acabo de ver Princesa Mononoke. Bem, não há muito o que adicionar já que o pessoal já comentou aí encima mas concordo que o filme é ESPETACULAR. Eu particularmente, achei muito mais envolvente e interessante que A Viagem de Chihiro. Até agora 100% dos filmes japoneses que vi são ótimos. é bom falar que também que a trilha sonora é ótima.
    E o filme não é muito infantil não, uma coisa bem óbvia é que se vierem lançar aqui no Brasil, as cópias tem que ser legendadas.
     

Compartilhar