1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Havia necessidade de destruir Beleriand?

Tópico em 'J.R.R. Tolkien e suas Obras (Diga Amigo e Entre!)' iniciado por Sr Isengard, 7 Jul 2009.

  1. Sr Isengard

    Sr Isengard Senhor de Isengard e Rhovanion

    Boa tarde!

    Sou novato no fórum e gostaria de compartilhar com vocês algo que me deixou intrigado.

    Quando a Guerra da Ira terminou, toda a região noroeste da Terra média foi completamente submsersa pelos mares.

    É sabido que o poder ali embutido pelas disputas entre as forças do norte e do oeste foram tremendamente fortes, não é por acaso que Beleriand chegou à sua ruína como bem conhecemos. Além do fator "poder" dos seres de Arda, essa guerra durou décadas, não foi algo que ocorreu em poucos dias ou meses.

    Mas diante dos fatos conhecidos e das forças participantes eu pergunto:

    Foi realmente necessário Beleriand ser toda, ou quase toda destruída? Precisaria dela chegar a seu fim com o término da guerra?

    Não seria isso um descaso de Eru Ilúvatar para com sua própria criação?

    Obrigado!
     
  2. Meglin Celebrandir

    Meglin Celebrandir Hansi Ilúvatar

    Necessário? Acho que não. Mas como dizer se algumas coisas são realmente necessárias? Batalhas inundaram Beleriand, Inundaram Númenor e até mesmo deixaram Arda redonda!

    Agora, eu acho difícil afirmar se isso foi necessário ou não.

    Em minha opinião, a destruição de Beleriand foi consequência de grandes ações e, portanto, inevitável.

    Não acho que seja um "descaso" de Erú para com sua criação. Seria descaso de Erú permitir que Melkor roubasse as Silmarils? Seria descaso de Erú a ascensão de Sauron? Será que Erú deveria se preocupar e resolver os problemas dos habitantes de Arda? Acho que ele tinha mais o que fazer (ou não)!

    Portanto, não acho que a destruição de Beleriand tenha sido necessária, mas foi importante para a construção da história. E também não acho que tenha sido descaso de Erú; só acho que ele deu a todos o tal do livre-arbítrio.
     
  3. Thalion

    Thalion Mas que puxa!

    Essa história de descaso de Eru é desculpa de criança mimada. Se Eru ficasse interferindo em Arda toda vez que alguma coisa desse errado não haveria espaço para heróis como Elendil, Fingolfin, Aragorn, para gênios como Fëanor, até mesmo para crápulas como Ar-Pharazôn. Digo mais, todos iam acabar gordos sedentários esperando que Eru fizesse tudo por eles.

    Agora, quanto à necessidade de destruir Beleriand, realmente não havia, mas não creio que tenho sido de propósito. Acho que foi mais ou menos assim:

    [Terminada a Guerra da Ira, os valar estão satisfeitos com o trabalho feito, até que alguém ouve uma rachadura:

    [Valar 1]: O que é isso?
    [Valar 2]: Isso o que?
    [Valar 3] (Vê uma montanha desmoronando): Ops...
    [Valar]: CORRE NEGADA!!!
     
    • Gostei! Gostei! x 4
  4. Elring

    Elring Depending on what you said, I might kick your ass!

    Necessidade não havia, mas como o inimigo era um antigo Valar que tornou-se Senhor da materia de Arda, a única alternativa para arrancar Morgoth de Utumno era destruir o lugar; a forataleza provavelmente deveria ter uma resistencia muito elevada, mais até do que Barad-dûr e escava em grande profundidade. Apesar de enfraquecido, os Valar não esqueceram os estragos que Melkor causou em Almaren ao derrubar as Duas Lamparinas e destruir as Duas Árvores.
     
  5. Primula

    Primula Moda, mediana, média...

    Exatamente o que eu sempre digo. Enche o saco ficar sempre culpando Deus pelas nossas besteiras. Ou o diabo. Tanto faz...

    :lol:

    Meu deus, nunca ri tanto imaginando Manwë pernas-pra-que-te-quero!
     
  6. Barahir o temido

    Barahir o temido Barahir, o temido por Sauron

    A destruição de Beleriand foi sim um mal necessário. Foi uma terra de grandes eventos, belos e terríveis, uma terra muito machucada, maldades extremamentes diabólicas, grandes tragédias ambientais, políticas e humanas. O fim de Beleriand foi uma forma de deixar esta terra em paz devido seu passado sombrio.
     
    Última edição: 7 Jul 2009
  7. Mairon

    Mairon Alquimista Andarilho

    É basicamente o que Thalion disse Eru podia ter controlado tudo e todos mais preferiu dar livre arbitrio a suas criações, resultando em heróis incriveis como Aragorn ou em vilões terriveis como Melkor
     
  8. ccgimli

    ccgimli Homo homini lupinus

    Decerto, tudo já havia sido planejado por Eru (eu acho!). A destruição total de Beleriand foi uma consequência desta haver se tornado um "barril de pólvora". Coisa muito semelhante aconteceu no pós-Primeira Guerra, quando quase toda a europa estava arrasada e os países - enfraquecidos.
    Se não fosse totalmente destruída, as guerras de beleriand poderiam tomar proporções maiores e, assim, assolar grande parte da criação de Eru.:joy:
     
  9. ccgimli

    ccgimli Homo homini lupinus

    Concordo plenamente. A destruição de Beleriand foi consequência por um conjunto de ações inevitáveis.
    Foi um verdadeiro fato social, como diria Émile Durkheim.:lol:
     
  10. Eldenar

    Eldenar Usuário

    nao precisava de ser destruida mas como ficou touda devastada pela guerra, quem lá quereria viver, uma terra cheia de sangue orc, corpos de dragoes e oura coisas que orgoth criou.

    Nao estava lá a fazer nada por isso foi destruida.
     
  11. Café

    Café O importante é o que importa

    Bom, como muitos aqui disseram, também acredito que não havia necessidade.
    Mas as obras do Professor são envolvidas com muito significados, por exemplo, o local em que o nazgul foi morto por Éowyn, virou um local "amaldiçoado" onde nada mais crescia...o caso de Beleriand seria quase a mesma caoisa mas em uma escala maior, aquela terra estava impregnada com a maldade, destruição e guerras, causadas não só por Morgoth mas por todos os povos que a habitavam, pois além das guerras dos povos livres contra Melkor, houve guerras de elfos e anões, homens e elfos entre outras, e esse acontecimentos no mundo de Tolkien, contém um grande significado....Númenor foi um bom exemplo disso, Eru afundou a ilha e retirou Aman dos círculos do mundo, pois os homens foram gananciosos demais...
     
  12. Ehtyaron

    Ehtyaron filho de Eruantano.

    Creio que a destruição de Beleriand foi consequência de tudo o que aconteceu lá.

    Também não vejo o porque de Erú interferir nos acontecimentos em Arda. Foi criado o livre-arbítrio, justamente para que todos respondessem pelos seus atos.

    É interessante, parece até com a filosofia de algumas religiões existentes, hindu por exemplo, onde se tem Shiva - deus da destruição e criação, destruía justamente para criar algo novo e belo no lugar.
     
  13. Húrin

    Húrin Amante da Calíope

    É, não havia a necessidade da destruição, mas houve o motivo e diferente de em Eras anteriores, foi o meio encontrado de livrar a TM da influência de Morgoth.
    Como lembrado pelo Cafe acima, o Nazgul "infectou" o solo com sua morte, o mesmo deu-se com as ações de Morgoth por assim dizer. Para dar exemploao que digo, há uma explicação nas HoMe, que ainda não lí lá. Mas há textos no Valinor sobre Morgoth's Ring. Mas é o mesmo principio da ação dos Elfos e sua ligação com a TM...
     
  14. ARABAEL

    ARABAEL Ema Infame e

    A destruição não era necessária, assim como Húrin falou foi o caminho utilizado para evitar influências de Morgoth.
     
  15. Neoghoster Akira

    Neoghoster Akira Brandebuque

    Capaz que o continente não agüentou a desinfecção dos Valar.

    Em SdA nós temos uma mostra de como os Balrogs gostavam de lugares profundos para se esconder e Melkor estava no começo do mundo e cavoucava mais fundo que os anões. É dito que o poder dos Valar precisou penetrar nas suas catacumbas para fazer a limpeza.

    Não dá pra duvidar que Melkor tenha cavado nos próprios pés do continente de Beleriand e deixado tudo cheio de passagens e tramas escuras para enviar seus espiões e demônios. Para eliminar tudo só mexendo no esqueleto de toda estrutura.:blah:

    Pra piorar, depois que a terra estava cheia de olheaduras como um queijo-suiço sempre existe o efeito de contra-golpe da magia usada pelos poderes (Melkor incluído).

    O efeito residual do mal (presente em locais como em Dol-Guldur) ao ser erradicado sempre deixava a área desolada e horrenda. Melkor gostava de destruir primeiro as coisas mais belas e seu intento acabou funcionando em Beleriand que devia estar entre as mais belas de todas as terras, se não fosse a mais bela de todas as que tinham sobrado da última destruição.

    A princípio temos a destruição do grande jardim de Yavanna e a seguir assistimos a destruição de Beleriand. E muitos dos lugares mais belos se transformaram nos lugares mais horrendos, pelo prazer da inversão de Melkor. O de ver pessoas se assustando com coisas que uma vez foram bonitas. E Dol Guldur deve ter sido um lugar muito bonito antes da corrupção, mas a sua queda foi feita para manifestar tristeza e solidão assim como a existência de Melkor serviu para exercitar a liberdade de Eru.

    Pois se Eru queria uma música de riqueza variada, Melkor queria uma de pobreza monotônica. E essa pobreza persistia em suas obras e as contaminava e nunca mais as deixava, produzindo uma semente do mal que sempre daria frutos sinistros até que Eru desfaça tudo no final.

    E no final o poder de Eru entrará em tudo como aconteceu com o dos Valar. Uma força que atravessa e que não produz sombras, uma luz que Melkor não pode cobrir com nuvens ou sob cavernas pois ela entrará em tudo. Profundamente como o olho de Eru. Nesse dia Arda também não agüentará e o pouco que restou certamente vai soçobrar.
     
    • Ótimo Ótimo x 1
  16. Anwel

    Anwel Nazgûl Cavaleiro

    Acho que os Valar pensaram no trabalho que ia dar purificar Beleriand e resolveram meter tudo embaixo d'agua. Saída rápida e prática.
     
  17. Barahir o temido

    Barahir o temido Barahir, o temido por Sauron

    Mas não foram os valar que quiseram isto. A destruição de Beleriand foi devido ao grande poder embutido na guerra da Ira.
     
  18. Ondon Rincewind

    Ondon Rincewind Usuário

    Acho difícil ter sido escolha somente dos Valar, uma vez que Mandos estava bastante nervoso com os Homens de Númenor, e a decisão de afundar a ilha não foi sua, mas de Eru. Então, a decisão de afundar Númenor foi de Eru, não dos Valar. Quis afundar aquela terra pois, como muito bem dito antes, ela provavelmente estava impregnada da corrupção praticada pelo José Sarney das Antigas Eras, Morgoth. Como bem diz o povo, não há nada melhor do que cortar a erva-daninha pela raiz. Além disso, Eru deve ter observado que após os Valar terem destruído Melkor primeiramente e ele ter conseguido deixar alguns covis intactos, poderia acontecer a mesma coisa. O número de orcs foi diminuído com a destruição de Beleriand. Se ela não ocorresse, provavelmente a Guerra do Anel seria muito mais desastrosa para o lado "do bem".
     
  19. TorUgo

    TorUgo a.k.a. Tortoruguito...

    Eu acho que Beleriand foi destruída como consequência das enormes destruições causadas pela Guerra da Ira.

    Comparem com uma Guerra Mundial, em que o próprio terreno era completamente deformado, destruído e moldado conforme os avanços e recuos da guerra e aumentem para o grau de Elfos, Homens, Anões, Maiar, Dragões, Vampiros, Lobisomens, Balrogs, todos a lutar no mesmo espaço, a causar essa destruição.

    A corrupção que já sofrera em conjunto com estes enormes impactes acabou por levar ao colapso da superfície em si.

    Eu creio que foi assim pois, ao contrário de Númenor, não me lembro de existir uma referência a que Eru tenha destruído/afundado Beleriand!
     
  20. Excluído045

    Excluído045 Banned

    Parece óbvio que a destruição de Beleriand se deve aos impactos físicos da Guerra de Ira. Vejamos:

    -pequena extensão territorial.
    -grande população condensada em pequenas faixas de terra (Arvernien, ermos do Sul, prisões de Angband).
    -o exército dos Valar era enorme, gigantesco, e poderosíssimo. Isso quer dizer armaduras pesadas, muitas e boas armas e uma porrada de gente.
    -os vanyar nunca tiveram nenhum contato ou relação com as Terras Mortais desde que embarcaram para Valinor, de modo que mantinham o vigor de Aman.
    -as forças de Morgoth estavam espalhados pelo enorme território, a esmo, atacando quem passasse, sem aparente organização.

    Assim, o exército varreu essas forças do mapa por duas coisas:

    1-Morgoth os uniu para lutar em frente única contra os soldados de Valinor
    2-o povo de Valinor podia cobrir toda Beleriand com facilidade pelo seu enorme número e pela pequenez das terras

    Lembremos que mesmo em sua grande glória, os edain, sindar, nandor e os noldor com seus reinos habitavam menos de 70% da terra. Sempre foram pouco numerosos.

    Beleriand já estava debilitada com as longas guerras e com o domínio perverso de Morgoth. Nunca foi muito povoada.

    De repente, chega uma caralhada de elfos fortes, vigorosos. Não só eram numerosos como a areia do mar (uau, que poético!) como fortes como trolls. A terra tremeu em seus alicerces e o que dizer do combate titânico de Eärendil e Ancalagon?
     
    Última edição: 24 Jul 2009

Compartilhar