1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

guga campeão!!!!

Tópico em 'Esportes' iniciado por Turgon, 29 Fev 2004.

  1. Turgon

    Turgon 孫 悟空

    fonte da uol:

    Depois da chuva, Guga conquista o bicampeonato do Aberto do Brasil

    Marcos Pereira
    Enviado especial do UOL
    Na Costa do Sauípe (BA)

    Depois de uma paralisação por causa da chuva, brasileiro Gustavo Kuerten levou a melhor e conquistou o título do Aberto do Brasil, disputado na Costa do Sauípe (BA). Neste domingo, ele o terceiro set contra o argentino Agustín Calleri por 6-3 e fechou a partida em 2 sets a 1.

    Calleri começou melhor a primeira parte da final e venceu o primeiro set por 6-3. Na segunda parcial, o brasileiro recuperou-se e deu o troco: 6-2. No momento da suspensão, Guga vencia o terceiro set por 1 a 0, dominava o adversário e dava mostras de que viraria a partida.

    Para Calleri, a chuva não poderia ter acontecido em um momento melhor. Ele já havia pedido para o juiz de cadeira suspender a partida, chegando a ser vaiado por tomar essa atitude, mas não foi atendido. O argentino até "catimbou" um pouco, pedindo o atendimento de um fisioterapeuta, alegando dores musculares.

    Cm a vitória, Guga conquista seu segundo título na Costa do Sauípe. O duelo contra Calleri já foi disputado cinco vezes no circuito internacional, com quatro vitórias para o brasileiro.

    A final em casa iguala a melhor campanha de Guga em 2004. O resultado de maior destaque foi o vice-campeonato do Torneio de Viña del Mar, em que perdeu para o chileno Fernando González.

    O brasileiro também terá a chance de acabar com um jejum de dois anos e sete meses sem títulos em quadra de saibro, que é a sua predileta.

    A última conquista dele em superfície lenta ocorreu no Torneio de Stuttgart, em 2001, contra o argentino Guillermo Cañas. De lá para cá, foi campeão do Aberto do Brasil, em 2002, e dos Torneios de Auckland e de São Petersburgo, em 2003, todos em quadras rápidas.

    Antes da chuva
    Sem conseguir deslocar o adversário no fundo de quadra, Guga demorou para entrar no jogo. No primeiro set, Calleri fez bom uso de seu repertório de golpes, fossem eles de paralela ou cruzada. Enquanto isso, o brasileiro se mostrava perdido.

    Guga se dava mal principalmente no saque de Calleri, que foi quase perfeito nesse fundamento. Na primeira parcial, venceu 20 dos 22 pontos com o serviço. Foram 17 seguidos, e o brasileiro só marcou pontos no game de abertura do confronto.

    Com muita precisão, Calleri também começou levando vantagem no saque do brasileiro e obteve uma quebra no segundo game, fazendo, em seguida, 3 a 0. No quarto game, Guga deu sinal de melhora, e a torcida até ameaçou se levantar. Mas parou por aí.

    O saque de Calleri incomodava bastante Guga, que já se sentia pressionado. No sexto game, o brasileiro voltou a decepcionar e cedeu quatro break points, que foram salvos graças a erros do adversário.

    Nos dois últimos games de serviço, Calleri vibrou bastante e continuava com seu saque "indefensável", dessa vez com bastante variação. Com tranqüilidade, ele confirmou os saques e fechou em 6 a 3.

    No segundo set, Calleri começou mostrando que não iria aliviar, soltando de cara uma devolução vencedora. Guga, porém, se recuperou de desvantagem de 15-30 e abriu 1 a 0.

    No game seguinte, o argentino começou com dois bons games, completando 19 pontos seguidos com o saque à disposição, permitiu a reação de Guga, mas chegou ao empate. A partida seguiu complicada para Guga até o quinto game.

    No sexto, o brasileiro começou a mudar seu estilo. Sabendo que não poderia conter a força dos golpes de Calleri, ele apostou no "jeito" e, aí sim, ele conseguiu deslocar o rival para os dois lados da quadra. Foi no momento em que começou a chover na Bahia.

    Mexendo bastante o argentino, Guga executou boas passadas e obteve um break point, convertido com uma bela passada. No game seguinte, ele saiu com desvantagem de 15-30, quando a torcida mais o apoiou, obtendo a virada.

    Depois de fazer 5 a 2, Guga contou com seguidos erros de Calleri, que já se mostrava incomodado com a chuva, para pressionar e ter três break points. Na primeira oportunidade, fechou a série em 6 a 2. No terceiro set, Guga começou com tudo e, aplicando bons saques, abriu 1 a 0, no momento em que a chuva aumentou.

    Depois da chuva
    O recomeço da partida não poderia ser melhor para o brasileiro. Ele quebrou o saque de Calleri e, na seqüência, confirmou seu serviço, abrindo 3-0.

    Calleri então manteve seu saque e, no game seguinte, quebrou o serviço de Guga, enconstando no placar com 3-2. No quinto game, o brasileiro devolveu a quebra e, sacando com precisão, completou 5-2.

    No oitavo game, Guga teve dificuldade graças aos fortes golpes do argentino, chegou a perder um match point, mas Calleri diminuiu a vantagem do brasileiro para 5-2.

    Mesmo tendo o saque a seu favor, Guga não conseguiu dominar o nono game e, com um erro de Calleri, garantiu seu segundo título na Costa do Sauípe.
     
  2. £ë¢ä

    £ë¢ä Usuário

    Q bom q ele ganhou!
    Eu assisti ao jogo!
    Infelizmente, depois da cirurgia, o Guga estava devendo neh?!
    Espero q este ano seja melhor!
     
  3. Turgon

    Turgon 孫 悟空

    dale guga espero que ele se anime e ganhe mais titulos ainda esse ano..... mas vcs naum acharam que ele fica muito nervosinho no jogo :lol:
     
  4. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Foi um torneio legal, em que a TV aberta pôde mostra-lo em horário nobre e enfrentando como nunca nos jogos finais a famosa catimba argentina.

    No geral foi um bom torneio pra ele ganhar confiança e começar bem 2004. Acredito que esse ano será melhor pra ele.
     
  5. Heceldamar

    Heceldamar Usuário

    É, infelizmente, nimguém sai ileso dessa cirurgia. Se eu não me engano, Magnus Norman, ex-top mundial, fez a mesma cirurgia, e desde então nunca mais foi o mesmo. Só caiu e caiu.

    Infelizmente, eu particulamente já gastei todas as minhas esperanças na recuperação do Guga. Bons tempos aqueles que ele batia todos... :|
     
  6. Paraíba Hi-Tech

    Paraíba Hi-Tech Cabra Arretado

    Esse torneio não é nenhum Grand-Slam, mas dá pra animar um pouco o Guga...

    Mas o que esse Brasil Open mostrou de mais importante é como o tênis na Argentina vem evoluindo bem mais que no Brasil. Apesar de Guga ter conquistado títulos muito importantes e ter sido número do mundo por um bom tempo, os atletas que o seguem não são dignos de seu passado. Enquanto isso, nossos vizinhos argentinos têm vários atletas ocupando posições privilegiadas no raking da ATP e lutando por títulos em vários torneios bem mais importantes do que o Aberto do Brasil. O que será que faltou por aqui?
     
  7. Lukaz Drakon

    Lukaz Drakon Souls. I Eets Them.

    Interessante notar que depois que o Guga chegou no Top 10, o tênis ficou popular e muitas escolas de tênis pelo Brasil. Não foi, portanto, por incentivo.

    O que eu acho é que essa iniciativa acabou caindo para longo prazo, e sem um Guga para servir de exemplo, tem chances de naufragar. São muitas 'escolinhas' de tênis, então podem estar surgindo bons jogadores.

    O caso é, como eu disse, que sem um Guga para servir de exemplo será que as crianças ficarem nas escolinhas? :|
     
  8. Nob

    Nob Usuário

    Eu já perdi as esperanças, sinceramente. O Guga melhorou bastante no ano passado, mas não é nada extraordinário. Ele virou um tenista normal, mas não creio que ele vá se tornar como era há alguns anos.
     

Compartilhar