1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Governo libera antirretroviral para prevenção de HIV

Tópico em 'Ciência & Tecnologia' iniciado por Morfindel Werwulf Rúnarmo, 4 Out 2010.

  1. Morfindel Werwulf Rúnarmo

    Morfindel Werwulf Rúnarmo Geofísico entende de terremoto

    Pessoas que tiveram relações sexuais desprotegidas e correm o risco de se infectarem com o vírus HIV poderão a partir de agora tomar medicamentos antirretrovirais como forma de prevenção.

    A medida consta de um novo documento lançado nesta segunda-feira pelo Ministério da Saúde, chamado Consenso Terapêutico. Até agora, o uso preventivo dos antirretrovirais era indicado apenas em casos de violência sexual ou para médicos e outros profissionais de saúde que tiveram contato com sangue de paciente soropositivo. Agora, vale para quem teve uma relação sem camisinha ou em que o preservativo estourou.

    Em entrevista coletiva, o assessor técnico do Departamento de DST e Aids, Ronaldo Hallal, afirmou diversas vezes que a medida só deve ser adotada em casos excepcionais e que o método de prevenção mais adequado continua sendo o preservativo, porque é mais seguro e porque os medicamentos têm uma série de efeitos colaterais.

    Para ter acesso aos antirretrovirais como forma de prevenção, a pessoa deve procurar um dos 700 centros de referência no tratamento de HIV e Aids em até 72 horas após a relação sexual desprotegida -- o ideal é que sejam duas horas. O tratamento dura 28 dias.

    O governo deverá fazer um monitoramento dessa demanda para verificar se não há banalização do procedimento.

    OUTRAS MEDIDAS

    O Consenso Terapêutico também traz orientações para casais com pelo menos um portador do HIV que querem ter filhos. Há indicações de reprodução assistida e de como reduzir ao máximo as chances de transmissão nos casos em que o casal quiser que a gravidez seja natural.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     

Compartilhar