1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Governo Jair Bolsonaro [Oficial]

Tópico em 'Atualidades e Generalidades' iniciado por Fúria da cidade, 30 Out 2018.

  1. Haran Alkarin

    Haran Alkarin Usuário

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Entrevista de Paulo Guedes, fazendo um balanço do ano de 2019 e perspectivas para o ano seguinte, em especial no que diz respeito à reforma tributária e à reforma no pacto federativo.
     
  2. Haran Alkarin

    Haran Alkarin Usuário

    #RodrigoConstantino: Polêmicas à parte, resultados justificam nota boa do governo
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Economia é o maior acerto de Bolsonaro e seu trunfo para 2022, diz analista
    Para o professor Fernando Schuler, a segurança pública é outro elemento que pode levar Bolsonaro à reeleição.
    30/12/2019 - Fonte:
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    RESUMO DA NOTÍCIA

    • Fernando Schuler diz que resultados da agenda econômica são evidentes
    • Para professor do Insper, condições para crescimento maior estão dadas
    • Economia e segurança pública são trunfos para Bolsonaro se reeleger, diz ele
    • Schuler afirma que atuação do Congresso oxigena a democracia do país
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
  3. Ana Lovejoy

    Ana Lovejoy Administrador

    Com alta de 18% da carne, inflação em dezembro vai a 1,15% e IPCA fecha 2019 acima do centro da meta

    Com
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    , que subiram 18,06% em dezembro, a inflação registrou uma alta de 1,15% no mês passado, divulgou o IBGE na manhã desta sexta-feira. Com isso, o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) fechou o ano em 4,31%, superando assim o centro da meta de inflação fixada para 2019, que era de 4,25%.

    Foi a primeira vez que a inflação superou o centro da meta desde 2016. Em 2017, o IPCA ficou em 2,95% e em 2018, em 3,75%.

    Em novembro, o IPCA fora de 0,51%. O resultado de dezembro significa a maior inflação mensal desde junho de 2018, quando o índice subiu 1,26%.

    Além das carnes, outros alimentos tiveram forte alta em dezembro, como o feijão-carioca, que subiu 23,35% e o tomate, com alta de 21,69%. O frango avançou 5,08%. Com isso, grupo alimentação e bebidas avançou 1,04%, a maior alta mensal em 17 anos.

    No, a alta da carnes foi de 32,4% Já o feijão-carioca subiu 55,99% no ano. Os ovos, que avançaram 4,85% em dezembor, no ano subiram 14,73%.

    A mediana das projeções de analistas consultados pela Bloomberg apontava que a inflação de dezembro ficaria em 1,08%. Para o ano, a previsão era de 4,24%.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    na China, que levou o país a abater quase um terço de seu rebanho de porcos, levou a uma forte alta nas vendas de carnes do Brasil para o país asiático, o que pressionou os preços no mercado interno.

    As exportações totais de carne bovina bateram o recorde de 1,847 milhão de toneladas em 2019, alta de 12,4% em relação ao ano anterior, segundo dados da Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carne (Abiec).

    Por outro lado, a energia elétrica recuou 4,24% em dezembro e ajudou a evitar uma alta maior da inflação. O alívio, segundo o IBGE, veio da mudança na bandeira tarifária, sobretaxa aplicada pelo governo na conta de luz quando há poucas chuvas e é preciso aumentar a geração de energia térmica, mais cara.

    Em novembro, vigorava a bandeira vermelha patamar 1, com acréscimo de R$ 4,169 a cada 100 quilowatts-hora consumidos. Em dezembro, passou a vigorar a bandeira amarela, com custo de R$ 1,343 para cada 100 quilowatts-hora.

    Link para o outline >
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Link para original>
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
  4. Eriadan

    Eriadan Usuário Usuário Premium

    Bem, pelo menos eu tenho aplicações em IPCA. :mrpurple:
     
    • LOL LOL x 2
  5. Ranza

    Ranza Macaco

    O interessante dessa entrevista é que as atitudes econômicas citadas, nenhuma tiveram consequência no curto prazo (o que é mais comum em politicas econômicas), logo, os números positivos que ele citou, vem praticamente das atitudes tomadas no governo Temer (que do ponto de vista econômico, foi muito bom). Porém a análise é correta, se a economia voltar a crescer, as chances de reeleição são grandes (mesmo pq, reeleição é uma tendencia politica no Brasil, raros os casos do executivos que não reelegem).
    Pra ser sincero, pro Bolsonaro não se reeleger, ele tem que gerar um caos bem ou sofrer um impedimento, se as coisas ficarem mais do mesmo, ele ainda assim se reelege.
     
    • Gostei! Gostei! x 2
  6. Béla van Tesma

    Béla van Tesma Paladino de Asmodeus

    Eu também acho que o Bolsonaro se reelege a menos que sofra impedimento ou não consiga partido a tempo (vai que né...).
    Não vejo nenhum nome forte lhe fazendo concorrência, e não creio que essas coisas como incêndio na Amazônia, vazamento de óleo, retenção de chocolatinhos do Weintraub venham a ter peso no debate de 2022... (Claro, outras merdas podem ainda acontecer.) O grande bafafá do Intercept deu em nada, e Moro saiu com a imagem ainda melhor. É o político hoje com maior índice de confiança. Se se lançar vice do Bolso, como foi aventado há uns meses, acho que levam "fácil".
     
  7. Neithan

    Neithan Ele não sabe brincar. Ele é joselito

    A esquerda é imbecil e antipovo. Gasta mais tempo falando de defender Jesus bicha do que pensando numa merda de oposição decente. Bolsonaro se reelege mesmo sendo esse saco de bosta que ele é, por falta de competência alheia.
     
    • Gostei! Gostei! x 2
    • LOL LOL x 2
  8. Haran Alkarin

    Haran Alkarin Usuário

    Acho que tem uma chance apreciável do Bolsonaro sequer tentar a releição, porque ele está muito desgastado entre os mais diversos aliados - liberais, lavajatistas, militares, evangélicos, e todo mundo que tem um pouco de bom senso.... Antes de lançar-se numa campanha, o apoio desses e outros setores é fundamental. A pressão e dissensão tá muito grande na direita... Bolsonaro inclusive revelou que, numa época, acordava de madrugada chorando... É capaz que ele desista e passe o bastão para alguém mais preparado, como o Sérgio Moro ou (não custa nada ser otimista) o Paulo Guedes... O que seria excelente para a direita como um todo, para desprender-se de figuras carismáticas (ainda mais as problemáticas como Bolsonaro).

    Pô, então se o pessoal do ministério da economia ficasse coçando o saco, os números seriam "praticamente" esses? Paulo Guedes não faz milagre, mas nem oito nem oitenta né...

    :cool: Se fosse eu falando isso, ia ter uma meia dúzia de replies... "A direita que é do povo né?", "A esquerda é multifacetada, que papo de bolsominion querer rotular toda a esquerda", e por aí vai.... :rolleyes:
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  9. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Se houvesse eleição presidencial agora, eu particularmente não acreditaria na reeleição do Bolsonaro, pois para apenas um ano de mandato já efetivamente cumprido existe um desgaste de imagem bem razoável e a economia também não goza de um momento amplamente favorável.
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  10. Ranza

    Ranza Macaco

    Haran sempre Haran, o que eu disse é que nenhuma teve consequências a curto prazo, então basicamente ele colhe muito do que foi feito por Temer (o que é completamente normal), porém se ele tivesse coçado o saco, esses números tenderiam a não se sustentar, o que poderia ser bem ruim para o atual governo. Quer você goste ou não, na economia funciona mais ou menos assim.
     
  11. Haran Alkarin

    Haran Alkarin Usuário

    O ponto é que ok, "tenderiam a não se sustentar", mas esse não-sustento começaria a dar sinais já nesse ano, ou só mais pra frente? Se só mais pra frente, então sim, "se o pessoal do ministério ficasse coçando o saco, os números seriam praticamente esses". Se já esse ano (se mostraria evidente), então "quer você goste ou não" o governo teve consequências no curto prazo, ainda que o efeito maior seja a longo prazo.

    No primeiro caso, o governo meramente "colhe muito do que foi feito por Temer"... No segundo caso, Bolsonaro dá "continuidade de políticas da administração Michel Temer", como o analista da UOL disse. São frases semelhantes, mas diferentes. No primeiro caso, "nenhuma teve consequência no curto prazo", e no outro poderia se dizer "teve pouca consequência no curto prazo" ou "teve consequência maior no longo prazo".

    Minha discordância é apenas no sentido de querer suavizar a frase e admitir a possibilidade de algum (algum!) mérito do governo
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    desse ano. Mas talvez esteja sendo "sempre Haran", alguma regra da economia proíbe que economistas do governo colham algum fruto no mesmo ano, então paciência. ¯\_(ツ)_/¯
     
    Última edição: 13 Jan 2020
  12. Ranza

    Ranza Macaco

    @Haran Alkarin não mudo nada do que falei, quer você goste ou não o impacto do governo atual dos números de 2019 é quase nulo, tudo o que se tem das politicas são projeções que levam a
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    , que já são méritos dele, ou seja, o mercado está apostando pesado nos rumos econômicos que o governo está seguindo, e faz projeções otimistas.
     
  13. Béla van Tesma

    Béla van Tesma Paladino de Asmodeus

    Eu sei que pesquisas a dois anos da eleição não valem muito, mas enfim:
    Fonte:
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
  14. Ranza

    Ranza Macaco

    O índice de aprovação do Bolsonaro não somente aumentou,
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    , um cenário muito bom, principalmente levando em consideração o histórico de reeleição do país.
     

Compartilhar