1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Gonçalves Dias

Tópico em 'Autores Nacionais' iniciado por Mavericco, 6 Dez 2011.

  1. Mavericco

    Mavericco I am fire and air. Usuário Premium

    Acho Gonçalves Dias o poeta nacional por excelência, o maior da literatura brasileira. Concordo muito com o José de Alencar nesse aspecto... O ritmo anapéstico de algumas de suas poesias só pode ser comparada com os decassílabos heróicos camonianos. É coisa finíssima! Além dele possuir, é claro, poemas belíssimos, como o Ainda uma vez — adeus!, que está no auge do lirismo da língua portuguesa; ou ser um exímio tradutor, bastando observar sua tradução de Schiller, ou de Victor Hugo, Heine; ou um manejador de decassílabos brancos na altura de um Basílio da Gama ou Fagundes Varela (e, quiçá, maior).

    Fica aqui o templo de meditação em memória deste nosso querido poeta que o mar universal tragou o corpo e trouxe-nos a saudade.
    Oremos.
    :idolatra:
     
  2. Pescaldo

    Pescaldo Penso, logo hesito.

    Não o acho grande coisa não.
     
  3. Spartaco

    Spartaco James West

    Há mais de dez anos a Editora Nova Aguilar lançou, em volume único, a Poesia e Prosa Completas de Gonçalves Dias. Este volume, organizado pelo crítico Alexei Bueno, além de trazer um ensaio biográfico escrito por Manuel Bandeira, reúne quase toda a obra do escritor.

    Intelectual refinado, Gonçalves Dias se notabilizou por ser um dos maiores poetas brasileiros. Sua veia poética é fecunda, com poemas elegíacos e apaixonados, indianistas e românticos. No entanto também escreveu peças de teatro, crítica de ópera e prosa, como Memórias de Agapito, um fragmento que está no volume. Entre os livros de poema que constam do livro estão Primeiros cantos (que traz a famosa Canção do exílio), Segundos cantos, Os timbiras e Últimos cantos.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Creio que se trata de uma boa indicação, principalmente para quem aprecia poesia de alta qualidade; só não sei se tal livro ainda encontra-se em catálogo.
     
    Última edição: 5 Mar 2013
  4. Mavericco

    Mavericco I am fire and air. Usuário Premium

    A edição que eu tenho aqui, se não me engano, é da Nova Aguilar também, mas não tem a prosa completa: apenas a poesia e o teatro e a prosa escolhida. Tem uma biografia do Gonçalves Dias pelo Manuel Bandeira, um estudo do vocabulário pelo Houaiss e um estudo da poética do Gonçalves Dias também pelo Manuel Bandeira que é maravilhoso!
     
  5. Sejong

    Sejong Óculos Torto

    Eu o acho um poeta que não teve tempo de mostrar o seu melhor, uma pena (com o perdão do trocadilho).
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  6. Bruce Torres

    Bruce Torres Let's be alone together.

    Mas nem por isso dá pra desconsiderar - o que fez foi um feito dentro do Romantismo. Mas sim, ele poderia ter ido muito longe. Pena. :(
     

Compartilhar