1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Ghost Writers

Tópico em 'Generalidades Literárias' iniciado por Pips, 2 Jun 2010.

  1. Pips

    Pips Old School.

    Ghost-writer ("Escritor-fantasma", em inglês) é como se chama à pessoa que, tendo escrito uma obra ou texto, não recebe os créditos de autoria - ficando estes com aquele que o contrata ou compra o trabalho.


    O que acham dessa forma de publicação?


    Na minha opinião é uma ótima opção para quem quer começar, mostra talento para a escrita e a forma. O problema é: até que ponto você aguentaria perder os créditos para outro escritor?
     
  2. Izze.

    Izze. What? o.O

    Também acho o mesmo, Pips.

    Para quem quer aperfeiçoar na escrita, é uma boa e ganha ainda uma grana "treinando". Acho que a questão dos créditos é algo que varia muito. Eu vejo ghost writers mais como alguém que está escrevendo única e exclusivamente para "sobreviver" (enquanto outros procuram realmente se aperfeiçoar e, quando puder, lançar-se na carreira de escritor propriamente dito). Se a pessoa não está nem aí se vai ser reconhecida pelo trabalho ou não, ser ghost writer não deve fazer muita diferença. To escrevendo, to ganhando, que mal há se outra pessoa tem o crédito por isso?
     
  3. JLM

    JLM mata o branquelo detta walker

    eu comparo o trabalho de ghost writer com as patentes científicas. qtos inventaram N coisas q foram compradas depois por megacorporações q levaram os créditos? e qtos ñ são criativos trabalhadores assalariados trabalhando para empresas com contratos de cessão total de direitos? isso é + comum dq se imagina. da mesma forma, há pessoas q ñ só escrevem como tb pesquisam para certo escritor, q leva a fama. quem ñ tem talento e tem dinheiro, passa a ter.

    além dos ghost writers, ainda existem os ghost translaters. eu, por exemplo, conheço caras q participaram na tradução de bíblias (veja se vc acha quem traduziu a bíblia de jerusalém, a na linguagem de hoje, a teb &tc) e NÃO ganharam nada! só pelo prazer de traduzir e por amor à religião a q pertence. isso sim é abnegação. ou burrice, seilá.
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  4. gonzogonzalez

    gonzogonzalez Usuário

    Eu adoraria trabalhar de ghost writer. Não acho que seja a ideia de muitos estudantes de jornalismo, mas eu acho interessante.
     
  5. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Tudo é uma questão de consentimento, afinal quem escreve tem o poder e o livre arbítrio de decidir sobre isso.

    Mas depois que decidiu não adianta se lamentar depois. Eu particularmente não gostaria de agir assim.
     

Compartilhar