1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Geração Atari

Tópico em 'Jogos Eletrônicos' iniciado por Sentinela, 24 Abr 2004.

  1. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    A Tectoy lançará no Brasil o console Atari Flashback 7, que homenageia o clássico Atari 2600 e vem com 101 jogos embutidos na memória.
    A revelação foi feita nesta terça-feira (21) pela rede varejista Pontofrio, que publicou imagens do aparelho em seu perfil no Twitter.
    De acordo com a Tectoy, o aparelho custará R$ 499, e será fabricado no Brasil. Dentre os jogos que acompanharão o sistema estão os clássicos "Space Invaders", "Breakout", "Adventure" e "Pong".

    O hardware deverá ser conectado à TV via cabo RCA, e acompanhará dois joysticks com fio.
    A Tectoy iniciará as vendas do aparelho nesta quarta-feira (22).
     
  2. Tilion

    Tilion Administrador

    É muito fetichismo pagar R$500 nisso, ainda mais com a disponibilidades dos jogos via emuladores e rodarem, literalmente, em qualquer celular.
     
  3. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Pois é.. Para PC é possível encontrar uma quantidade muito maior de jogos e de acordo com o modelo de emulador você pode salvar as fases coisa que no videogame original não dá pra fazer.
     
  4. [F*U*S*A*|KåMµ§]

    [F*U*S*A*|KåMµ§] Who will define me?

    É tipo o NES classic do ano passado.

    Eu não julgo. Se tem gente que gosta do sentimento de nostalgia, quem sou eu pra dizer que estão errados?
     
  5. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Mas na realidade se querem comercializar algo 100% nostálgico para satisfazer plenamente a vontade dos saudosistas, esqueceram apenas de um detalhe:

    Mesmo tendo 101 jogos na memória, poderiam ter deixado disponível o compartimento de cartuchos, já que nem a imagem divulgada e nem a notícia falam algo a respeito.

    Fisicamente o console do Atari é bem grande, já que nos anos 80 se usava placa de circuito impresso tradicional que ocupava bem mais espaço interno e a tecnologia atual permite deixar tudo bem mais enxuto.

    Pelo menos tiveram essa consideração para a versão retrô do Mega Drive, pois os mais fanáticos colecionavam os cartuchos de jogos incluindo os que tiveram edição limitada e os tinham como verdadeiras relíquias.

    Ter um compartimento para inserção de cartuchos, talvez fosse a última esperança para eles poderem um dia voltar a usa-los. :lol:
     
    Última edição: 24 Mar 2017
  6. [F*U*S*A*|KåMµ§]

    [F*U*S*A*|KåMµ§] Who will define me?

    Aparentemente vão lançar um Snes classic estilo o Nes classic do ano passado.
    Esse eu compro no lançamento independentemente da linha de jogos. A linha de jogos do Snes é a melhor de todos os consoles e é praticamente impossível não conseguir fazer uma linha com 30 jogos fodas. Nem que sejam todos da nintendo, já daria pra fazer no mínimo uns 20 fodas.
     
  7. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

  8. Elring

    Elring Depending on what you said, I might kick your ass!

    Reza a lenda que o aparelho vai vir com jogo E.T. de bônus para provar que ele não foi culpado pela morte da Atari.
     
  9. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)



    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Imagem: Reprodução


    Pablo Raphael
    Do UOL, em São Paulo
    05/04/2018 04h00


    Lançado pela Tectoy no finalzinho de março, o Atari Flashback Portátil é uma ideia bacana: reunir 70 games do clássico console dos anos 1980 em um aparelhinho que cabe na palma da mão.

    Com uma tela de 2,8 polegadas, o aparelho reaproveita a carcaça do MD Play, uma versão bem compacta do Mega Drive lançada pela Tectoy aqui no Brasil. É por isso que o aparelho tem seis botões, embora você use apenas um na maior parte dos jogos. A maior diferença está nas cores: o Atari Flashback Portátil é preto e amarelo, com o botão principal em vermelho.

    VEJA TAMBÉM:


    O aparelho tem entrada para cartão SD, acompanha um carregador USB e, infelizmente, não tem entrada para cabo HDMI, que permitiria rodar os jogos numa TV ou monitor e é bem comum nos videogames caseiros montados pela comunidade de entusiastas do Raspberry Pi - com quem, de certa forma, o Atari portátil compete diretamente. O videogame portátil tem uma entrada para cabo AV, o que não adianta muito hoje em dia, vamos combinar.

    O catálogo de jogos é menor do que os do Atari Flashback 8, outro lançamento recente da Tectoy. Enquanto o console traz 105 games na memória, o portátil oferece "apenas" 70 joguinhos. Mas não dá para reclamar da seleção, que inclui muitos dos clássicos da plataforma veterana, entre eles vários jogos da Activision, como "River Raid" e "Pitfall!", e quatro jogos da Bandai Namco, exclusivos desse modelo: "Pac Man", "Dig Dug", "Galaxian" e "Xevious".
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    O slot para cartão SD na parte superior do Atari Flashback Portátil permite que o usuário amplie o catálogo de jogos por conta própria. Imagem: Reprodução

    Claro, não dá para agradar a todos e fãs mais saudosos podem questionar a ausência de games marcantes como "Joust" e "Enduro" entre os títulos disponíveis no portátil da Tectoy. Mas, com a entrada para cartões SD, os jogadores rapidinho vão dar um jeito de incluir seus games favoritos no catálogo do aparelho.

    Os jogos rodam bem na telinha do Atari portátil e isso é mérito de sua simplicidade: os jogos do Atari não exigem um hardware poderoso, muito pelo contrário, e a tela de 2,8 polegadas não dá muito espaço para enxergar diferenças entre o que está sendo exibido e as memórias de infância dos jogadores. Mas até aí, poderiam muito bem rodar em uma coletânea para celular.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    "Pac Man" e mais três games da Bandai Namco são exclusivos do modelo portátil Imagem: Reprodução

    E aí entra o maior defeito do Atari Flashback Portátil: o aparelho não passa a impressão de valer os R$ 479 cobrados pela Tectoy - até porque, a versão maior custa R$ 499, uma diferença de R$ 20 para jogar na tela grande e com joysticks. Por melhor que seja a relação de jogos, sobra apenas a impressão de que estamos pagando pelo licenciamento, para ter "roms oficiais" dos games e não arquivos baixados por conta própria na internet.
    Claro, existe a vantagem da portabilidade, de poder puxar o videogame do bolso e jogar "Adventure" ou "Missile Commando" em qualquer lugar. Mas até aí, uma coletânea como "Atari Greatest Hits" traz 100 jogos do Atari 2600, sai por cerca de R$ 36 e pode ser jogada tanto em celulares Android quanto no iPhone, sem que você precise carregar dois aparelhos no bolso.

    A nostalgia de jogar os games do Atari 2600 num videogame portátil com certeza vai chamar a atenção dos jogadores das antigas, mas o aparelho de plástico e com cara de relançamento dificilmente vai convencer muita gente a colocar a mão no bolso e pagar quase R$ 500 pela brincadeira.
     

Compartilhar