1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Gandalf e os hobbits

Tópico em 'J.R.R. Tolkien e suas Obras (Diga Amigo e Entre!)' iniciado por Edrahil, 4 Jul 2006.

  1. Edrahil

    Edrahil Usuário

    Me veio uma coisa na cabeça ontem, que achei que pode ser interessante.

    Sabemos que Gandalf gostava dos hobbits, da povo mesmo, não somente de alguns. Mesmo achando que muitas vezes eles eram bobos, vi que Gandalf queria proteger o povo para que não perdesse o seu jeito de ser.

    Os hobbits, apesar de serem da raça humana, tinham muitas diferenças com os demais homens. E acho que é aí que mora o X da questão.

    Agora vamos ver se consigo me explicar: acho que Gandalf via nos hobbits aquilo que Eru esperava dos homens. Será que foi claro?

    Tratava-se de um povo simples, que gostava da natureza, que não buscava conquistas, mas sim paz e tranquilidade, o que não quer dizer que não defendia seu território com bravura, como lemos nos livros.

    O que acham?
     
  2. Ramalokion

    Ramalokion Mecha-de-Folha

    Creio que tenha isso sim... asm eu vejo o Gandalf encarando o Condado e os hobbits como "férias".

    Ele tinah que trabalhar igual doido pra ajudar homens, anões e elfos e as vezes precisava descansar... ir pra um lugar que mostrasse comoa s coisas poderiam ser simpels e felizes.
     
  3. Shantideva

    Shantideva Adoro elfos ruivos!

    Eu não colocaria as coisas dessa forma, pois seria estranho Eru se decepicionar com sua própria criação(ele era onisciente, lembra?). Talvez a decepção seja dos Valar, que esperavam que os homens tivssem o mesmo tipo de natureza dos elfos, lembrando que Gandalf era um emissário destes e e não de Eru.
    Eu li uma vez, faz muito tempo, que na verdade dos Valar não conseguiam compreender a natureza dos homens, para eles, os homens eram estranhos. E esse "estranhos" consegui entender mais como uma incapacidade de ver a real natureza daquilo que é diferente de você. Um elfo nunca poderia compreender como funciona a mente de homem e homem nunca poderia compreender como funciona a mente de um elfo, o máximo que eles podem fazer é supor.
     
  4. Asca

    Asca Usuário

    Eu acho que os homens viviam dessa forma por causa da pressão e da descrença que eles tinham com o mundo.

    Enquanto os hobbits divertiam, eles travavam batalhas contra orcs e talz para manterem-se vivos.

    Por isso há essa diferença.
     
  5. Calimbadil Thálion

    Calimbadil Thálion We eat the wounded ones

    Os Hobbits não eram gananciosos(com algumas exceções), cuidavam de seus assuntos visando sua própria felicidade e pouco valor davam a grandes feitos, que consideravam fora de alcançe e definitivamente de seu interesse, os hobbits têm os valores que muitas vezes faltam aos humanos, se contentavam apenas com a barriga cheia e uma toca quente pra se enfurnar, Gandalf não só gostava dos hobbits como os admirava.
     
  6. Melmaegwen

    Melmaegwen Elven Rurouni

    Sim, acho que sim... Os Hobbits eram extremamente despreocupados, e sabiam lidar (pelo menos alguns deles) com uma estranha natureza pacata e calma com situações extremamente tensas (como Frodo e o Anel, é claro). Mas Os Hobbits também têm seus defeitos: lembrem-se dos ambiciosos (ou até "pão-duros" hehe) Sacola Bolseiros. Sempre querendo afanar o Bilbo... Eles também tem seu lado "folgado".
     
  7. Menegroth

    Menegroth Bocó-de-Mola

    O que eu acho que Gandalf via nos Hobbits era o poder que eles tinham de não se influenciar pelas maldades do mundo.

    O Condado, guardada as devidas proporções, era praticamente uma Valinor. Isolado do mundo, não sofrendo influências.
    Imagino que ele ficava completamente intrigado com um povo tão forte mas despreocupado com os problemas do mundo.
    Quando comecei a ler o SdA, a milhões de anos, eu imaginava no final tudo seria destruído menos o Condado.

    Acho que Gandalf conhecia profundamente a alma de Elfos e Homens mas a alma de um hobbit era sempre novidade pra ele.
     
  8. Laninha

    Laninha Usuário

    Gandalf sempre viu nos hobbits algo além do que eles aparentavam e eles ganharam seu respeito, não acho que o Condado seja um tipo de lugar idilico onde as pessoas vivam sempre em paz e harmonia, afinal hobbits também são humanos e tem defeitos, os Sacola-Bolseiro, o Ruivão e alguns que passaram para o lado de Saruman. Mas acredito que para Gandalf não deixa de ser extraordinario que criaturas tão pequenas sejam tão firmes em seus propositos não deixando se corromper ou desistir com facilidade como muitos homens "grandes" fazem.
     
  9. Maglor

    Maglor Lacho calad! Drego morn!

    Eu acho muito complicado tambem vermos isso pela lógica interna da obra. É mais simples (e provavelmente mais acertado, eu acho), tentarmos ver mesmo pela lógica externa. Nós sabemos que Tolkien gostava daquele ambiente campestre típico do interior da Inglaterra. O Condado é um reflexo de muito do que Tolkien mais gostava, daquele clima que ele viveu quando era criança e que ele sentia que estava se perdendo com o "progresso", com as "máquinas".

    Nas Cartas Tolkien diz que o Condado não era uma região "utópica", mas os hobbits pareciam reunir algumas das qualidades que ele mais admirava nas pessoas (embora não só elas).
     
  10. ShidoSan

    ShidoSan Traí o mov. vegetariano véio

    Bom, eu acho que Gandalf gostava dos Hobbits assim como de todos os povos livres, porém, via neles um exemplo de vida para os outros povos, eles eram um povo pacato, calmo, que tinham uma boa vida, altruístas, e acima de tudo "bons anfitriões" (pelo menos o Bilbo e o Frodo eram), e portanto, sempre que ele precisava de um descanso, ele ia ao condado, desfrutar do estilo de vida dos Hobbits.
     
  11. já conjecturei sobre quem tem a melhor cultura, a melhor forma de vida, o melhor jeito de pensar e encarar o mundo, e não cheguei a conclusão nenhuma. os hobbits e os outros humanos tem qualidades (e defeitos), e não acho que Eru ficou totalmente desiludido quanto aos outros humanos, e também não acho que os hobbits são tudo aquilo que eru esperava dos homens.
    explicando melhor; na minha opinião, se juntassemos os pontos positivos dos Hobbits e dos demais, ai sim teríamos aquilo que eru esperava dos homens.
     
  12. Laninha

    Laninha Usuário

    Eu acredito que Eru sendo onisciente conhecia o que havia de melhor e pior em cada um de seus filhos, os hobbits desenvolveram um estilo de vida invejavel em muitos lugares da terra media: prosperidade, liberdade, paz. Mas acredito que o que atraia Gandalf para o Condado era além de um descanso era a certeza de que os hobbits eram surpreendentes e capazes de grandes feitos.
     
  13. Oropher

    Oropher Hmm... oi?

    E não se esqueça que Gandalf já desconfiava que o anel de Bilbo fosse um dos Grandes.Mas acho que mago realmente gostava dos hobbits, viver entre eles, esquecer um pouco de tudo que acontecia "lá fora", coisas assim.
     
  14. N'liärien

    N'liärien Banned

    Sua questão é mesmo muito perspicaz.
    Contudo, penso que aos hobbits faltava algo muito importante e que há nos humanos: a ambição saudável pelo conhecimento do mundo, pela construção de novas tecnologias, pelo desenvolvimento das ciências...Não vejo como Eru poderia desaprovar isso.

    Abraços a todos.
     

Compartilhar