1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Games: Jogos online conquistam os brasileiros (30/04/2008)

Tópico em 'Anime & Mangá' iniciado por Administração Valinor, 1 Abr 2009.

  1. Administração Valinor

    Administração Valinor Administrador Colaborador

    Sem alarde, o entretenimento digital no Brasil está passando por uma revolução. A cada dia, mais e mais pessoas de ambos os sexos e todas as faixas etárias descobrem que a dobradinha computador/internet oferece uma excelente opção de lazer: os jogos massivos multijogadores online, também conhecidos como MMOs (massive multiplayer online games).



    O interesse por esse tipo de diversão está crescendo vertiginosamente. Em dezembro de 2006, cinco das principais empresas que atuam nesse segmento – Gamemaxx, Gunsoft, Kaizen Games, Level Up! e OnGame – mantinham 8 jogos desse tipo no Brasil, com 5 milhões de jogadores. Em dezembro de 2007, já eram 15 títulos, com 10 milhões de jogadores – um aumento de 100% em apenas um ano.



    Os MMOs são sempre jogados via internet e envolvem milhares de pessoas simultaneamente nos chamados mundos persistentes – universos virtuais criados especialmente para cada um dos jogos, com regras e objetivos próprios. Há jogos massivos do gênero role-playing games (RPGs), estratégia e até dança, por exemplo.



    Com essa diversidade, não é difícil para o internauta encontrar um jogo que o agrade. Além disso, os MMOs são muito acessíveis. Não é necessário ir até uma loja e comprar o jogo – o programa (client) está disponível na internet e pode ser baixado gratuitamente. A instalação e o próprio modo de jogar são em geral simples, dispensando conhecimentos técnicos e habilidades especiais.



    Diversão democrática

    Os MMOs derrubam o mito de que game para computador é atividade exclusiva de adolescentes e iniciados em informática. Esses jogos combinam com o cotidiano de hoje, em que o computador se tornou mais um eletrodoméstico, disponível em lojas de departamento e hipermercados. Essa disponibilidade vem impulsionando o ingresso dos brasileiros na rede mundial de computadores. Segundo o instituto de pesquisas Nielsen/Netratings, em fevereiro o país contabilizava 22 milhões de internautas residenciais ativos. E bem ativos: o Brasil continua na liderança do ranking de tempo médio de navegação em computadores domésticos, com 22h24min mensais. Em segundo lugar, vem os Estados Unidos, seguidos pela França, pelo Japão e pelo Reino Unido.



    Ficando tanto tempo na rede, não é de se estranhar que os brasileiros estejam aderindo aos jogos online. Os MMOs democratizam esse tipo de entretenimento, pois são acessíveis a qualquer pessoa. Melhor ainda: são uma diversão em grupo. Os videogames e jogos tradicionais para computador são muitas vezes atividades solitárias – o jogador contra a máquina. Em alguns casos, é possível compartilhar os controles com mais um amigo e só. Já os jogos massivos online envolvem centenas, milhares de pessoas simultaneamente. Os jogadores interagem o tempo todo, o que ajuda até os novatos. Ninguém precisa perder tempo lendo e decorando regras. Basta entrar no mundo virtual do jogo e perguntar o que fazer para outras pessoas que estão conectadas naquele momento. Sempre há jogadores dispostos a explicar.



    Com essa forte dinâmica social, os jogos massivos online são uma ótima opção para conhecer pessoas e fazer novos amigos. Os relacionamentos começam nos bate-papos do próprio jogo, ampliam-se com trocas de mensagens instantâneas e e-mails e, muitas vezes, extrapolam o ambiente virtual, com telefonemas e encontros ao vivo.



    Nos Estados Unidos, por exemplo, são organizadas grandes convenções em torno de um determinado jogo, em que o principal objetivo é promover o contato real entre os participantes. No Brasil, esses encontros também já acontecem, embora em menor escala. Algumas dessas reuniões são uma espécie de reedição contemporânea dos antigos bailes de máscara: os jogadores vão caracterizados como seus personagens (avatares). E as surpresas são inevitáveis: por trás da máscara de uma guerreira poderosa, pode estar uma dona de casa. Estudantes e profissionais experientes das mais diversas áreas confraternizam sem barreiras de idade, sexo ou classe social, porque estabeleceram laços num ambiente em que a personalidade e a performance como jogador contam muito mais do que qualquer característica sócio-econômica.



    A dinâmica dos jogos massivos online, que exige forte entrosamento entre os participantes, facilita não apenas a formação de vínculos como também estimula o desenvolvimento de habilidades que são bastante úteis no mundo real, como a capacidade de liderança e de trabalho colaborativo.



    (Divulgação)



    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     

Compartilhar