• Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Galáxia abrigaria até 2 bilhões de "Terras", diz pesquisa

Morfindel Werwulf Rúnarmo

Geofísico entende de terremoto
Apenas na nossa galáxia, a Via Láctea, podem existir até 2 bilhões de planetas de tamanho semelhante ao da Terra. E isso é apenas a ponta do iceberg estelar. Cientistas estimam que existam mais de 50 bilhões de outras galáxias no Universo.

Os primeiros dados do telescópio Kepler, divulgados em fevereiro, mas reunidos agora em um novo estudo de pesquisadores do Laboratório de Propulsão a Jato da Nasa, na Califórnia, sugerem que entre 1,4% e 2,7% das estrelas parecidas com o Sol possam ter planetas com tamanho entre 0,8 e 2 vezes o da Terra.

A maioria deve estar na chamada zona habitável --a distância da estrela que permite a presença de água líquida, considerada condição essencial à vida.

Esse detalhe animou os cientistas.
"Com um número assim tão grande [de planetas com tamanho parecido com o da Terra], há uma boa chance de existir vida, talvez até inteligente, em alguns deles",
disse ao site Space.com o astrônomo da Nasa José Catanzarite, um dos responsáveis pela pesquisa.



Ilustração de Corot-7b, o primeiro planeta rochoso encontrado fora do Sistema Solar, achado por sonda europeira

DISTANTES

Ainda assim, nas cem estrelas semelhantes ao Sol mais próximas da Terra (a até umas poucas dezenas de anos-luz daqui), deve haver apenas duas com planetas do tamanho do nosso.

Mas, segundo os autores do trabalho publicado no "Astrophysical Journal", a quantidade de "gêmeas" nas redondezas pode aumentar. Catanzarite notou que outro tipo de estrela --as gigantes vermelhas-- também pode abrigar planetas desse tipo.

Nesses astros, que são mais antigos e já esgotaram o suprimento de gás hélio, a detecção é mais complexa. Os cientistas pretendem localizar os planetas pela força gravitacional que eles exercem, e não por alterações no brilho da estrela, como no telescópio Kepler.

Como estrelas desse tipo são bem mais comuns do que as do tipo do Sol, é muito provável que possam existir ainda mais "Terras" por aí.

Fonte
 

ExtraTerrestre

Usuário
Essa questão da "vida inteligente" é muito relativa.

Formas de vida complexas não são necessariamente interdialogáveis.

Como no clássico da ficção científica "Solaris".
 

Fúria da cidade

ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ
Usuário Premium
A
Como estrelas desse tipo são bem mais comuns do que as do tipo do Sol, é muito provável que possam existir ainda mais "Terras" por aí.

Fonte


Pode até existir, mas frusta aqueles que acham que seria algo bem próximo (entenda-se alguns poucos anos-luz)

Enquanto isso só resta ficarem mandando um monte de sonda em todos os cantos de Marte, pra tentar encontrar algum resquício de água e ver a médio e longo prazo uma forma de um dia quem sabe viabilizar uma primeira moradia fora da Terra.
 

Elring

Depending on what you said, I might kick your ass!
Usuário Premium
É um número absurdamente elevado. E na maioria dos casos, cada pesquisa de um único corpo celeste consome meses ou anos de compilação de dados coletados dos telescópios espaciais e da Terra.
Não entendo a relevância de noticiar algo assim, o ideal seria encontrar exoplanetas próximos de nosso Sistema Solar e focar neles e não em um que está num outro braço da espiral.
 

Valinor 2021

Total arrecadado
R$100,00
Meta
R$4.800,00
Termina em:
Topo