• Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Fumaça na Água e Fogo nos Céus: Deep Purple !!

Fumaça na Água e Fogo Nos Céus: Deep Purple!!!

Difícil fazer uma crítica imparcial, do tipo: Analisando cruamente, Deep Purple bla bla bla...

Pelo menos eu não sou capaz de fazê-lo. Sabem por que? Por que Deep Purple é a banda mais f.oda de todos os tempos!!! :obiggraz:

Até na época do Rody Evans (Shadows of Deep Purple, Book of Telecin e Deep Purple) era muito bom. Nessa, eles tocavam para diplomatas e ricaços em festas particulares, até que o sucesso Rush estourou.

Ritchie Blackmore, vindo da banda The Tree Mosqueters, foi a alavanca! Um jeito novo, arrojado de tocar guitarra, influênciado pelas suas aulas de violão clássico da infância, surpreendeu a época. Um guitarrista inteligente, que construia seus solos com prodigiosa emoção. Este misto é Blackmore.

E eis que surge Ian Jesus Crist Gillan! O que era aquilo? Aquela voz poderosa, aqueles agudos insanos! E o album Fireball? Alguém sabe explicar? Era um milagre, isto sim. Não é atoa que quando o projeto Jesus Crist Super Star veio a tona chamariam ele, Ian Gillan para fazer o senhor Jesus.

Mas foram tantos os músicos espetaculares que passaram pelo Deep Purple. A banda foi o maior antro de músicos da história. Roger Glover e sua criatividade de composição nos baixos, Ian Paice e sua pegada, Maestro John Lord e sua genialidade...

E então a banda se desfaz, Ian Gillan e Roger Glover deixam o Purple, e os fãs pensam: E agora?
E dos céus vem dois deuses: David Coverdale e a voz mais linda que o mundo do rock já viu, e Glenn Hughes com seus agudos fenomenais e baixo forte. Burn!!! Que Obra prima musical!!!

Mas no show do California Jam, onde estavam presentes grandes mitos da música como Jimmy Hendrix, alías show este que as lágrimas de Coverdale ao cantar Mistreat provocaram as dos presentes, Blackmore começa a enquencar na banda. Ele já havia se desentendido com Ian Gillan, e parece que agora era a gota d'água.

Nosso mestre abandonou as guitarras, mas ainda não era o fim. Tommy Bulen as assumi e grava o play Contest The Band. Álbum interessante, mas nada espetacular, afinal, para quem já teve Blackmore, tornar-se exigente é iminente. Que deus me perdoe, mas ainda bem que Bulen morreu. A banda se dava muito bem com ele, mas ele era fraco, já pensou se ficasse de vez no Purple?

Depois de algumas delongas, (muitas para se dizer a verdade), A formação Clássica volta. Quem diria, Blacmore e Ian Gillan juntos novamente! E vem um novo álbum: Battle Rages On. Fantástico, a banda recupera todo o seu espirito, e nos abençoa com novas composições maravilhosas. Mas eis que sai de turne, a fatídica Come Hell or High Water, e Blackmore mais uma vez se desentende com a banda. Ele sai, e mais uma vez monta seu prestigioso Rainbow, num álbum magnífico, com Doog White nos vocais.

Mas quem iria terminar a turne agora que o Blackmore a abandou no seu meio? Joe Satriani! Inacreditável! Sua performance foi sublime! Purple o chama para ficar em definitivo, mas Satriani tinha outros planos. Nem por isso sairia sem deixar uma dica: Steve Morse!

Diria que uma das maiores revelações das Guitarras nos últimos tempos, digo revelação porque ninguém conhecia este prodígio em sua banda solo. Um jeito único de palhetar alternadamente arpeggios, um misto de técnica extraordinária e felling, num jeito extrovertido de tocar.

Deep Purple não para com seus mais de 30 anos de carreira. Purplendicular, Abandon... e a banda continua seguindo em frente. Espera que ainda renda-nos mais algum trabalho, pois esta banda, quando achamos que vai morrer, cada vez que se vê no limiar da queda, nos surpreende.

I Love you, everybody loves you... Deep Purple, Strange Kind of Band
 

Ash Nazg

Usuário
Porra cara, falou tudo.......Parabens ai!!!! Mando bem.....
Uma banda como Deep Purple nunca deve morrer....nao consigo ver ela acabada
 

Aerandir

Usuário
Deep Purple é f.oda mesmo! Já toquei várias deles com minha banda! Perfect Strangers, Black Night... Mto arrependimento de ter perdido o show dos caras aqui em Beagá... Nunca vou me perdoar! :(
 

Nunis

Steve Young
Deep Purple é a melhor banda de todos os tempos que veio a existir e nunca será superada... Blackmore é meu Deus na Terra...
Só isso...
 
nhotö batünrë disse:
nada a acrescentar.

vc qwuem escreveu isso? ficou lindo...
Sim, foi. Obrigado Retumba! :obiggraz:

Aerandir disse:
Deep Purple é f.oda mesmo! Já toquei várias deles com minha banda! Perfect Strangers, Black Night... Mto arrependimento de ter perdido o show dos caras aqui em Beagá... Nunca vou me perdoar! :(
Morra no inferno da inveja! Eu fui nas duas últimas turnes, Purplendicular e Abandon, neste último eu tive quer ir nos dois shows em sampa. No Via Funchal eu paguei, mas no Aramaça eu tive a benção da minha vida: camarote num show do Purple! Foi a recompensa por uma vida de devoção.

:obiggraz:

Relgal disse:
Deep Purple é a melhor banda de todos os tempos que já existiu e nunca será superada e Blackmore é meu Deus na Terra...
Só isso...
.
 

KK

Banned
E isso ai...e o Purple esta pra lançar um novo album que deve ter lançamento mundial em 1° de Agosto. A formação do Purple que vira a gravar esse album será: Ian Gillan, Steve Morse, Ian Paice, Roger Glover e Don Airey (Ozzy Osbourne, Whitesnake) substituindo os teclados de Jon Lord.
 

.Gabil-Nala.

Bloody member
Po Sujeira, vc escreveu buntiu heim ? :mrgreen:

Só tenho uma coisa a acrescentar:

Deep Purple está num determinado patamar isento de criticas quanto a qualidade das musicas e genialidade/originalidade dos compositores, bem como a importancia historica no meio musical. É realmente um divisor de aguas. F** que alguem diga que nao goste de Deep Purple, pois continua sendo algo inquestionavelmente fantastico.

P.S: Faltou vc falar do BlackMore´s Night seu tosco! :mrgreen: :obiggraz:
 

Fëaruin Alcarintur ¥

Alto-rei de Alcarost
Imundiço, mandou bem meu velho, já falou tudo o que tinha que ser falado.

Só que o guitarrista que tinha entrado logo que o Blackmore saiu é Tommy Bolin (não Bullen) né não?

De qualquer maneira, eu acho incrível o Deep Purple, depois de tudo que passou, ainda tá na estrada. E mandando muito bem, como sempre mandou. Até hoje, a banda surpreende quando sobe no palco.

É isso aí, Deep Purple na veia, pois Sometimes I Feel Like Screaming
 
Aragorn II disse:
E isso ai...e o Purple esta pra lançar um novo album que deve ter lançamento mundial em 1° de Agosto. A formação do Purple que vira a gravar esse album será: Ian Gillan, Steve Morse, Ian Paice, Roger Glover e Don Airey (Ozzy Osbourne, Whitesnake) substituindo os teclados de Jon Lord.
É, eu fiquei sabendo que o Jonn Lord saiu. As notícias que me chegaram é que ele se aposentou, e pretende terminar seus dias trabalhando num Shopping como Santa Claus!

:lol:

§GÂBIL-NALA§ disse:
Po Sujeira, vc escreveu buntiu heim ? :mrgreen:

Só tenho uma coisa a acrescentar:

Deep Purple está num determinado patamar isento de criticas quanto a qualidade das musicas e genialidade/originalidade dos compositores, bem como a importancia historica no meio musical. É realmente um divisor de aguas. F** que alguem diga que nao goste de Deep Purple, pois continua sendo algo inquestionavelmente fantastico.

P.S: Faltou vc falar do BlackMore´s Night seu tosco! :mrgreen: :obiggraz:
É, o Purple foi uma das únicas bandas que conseguiu se dar bem com diversas formações. Quanto aos Blackmore' Night... sem comentários, aqueles pródigos inauditos foram manifestações divinas! Como dizia Salieri, o grande inimigo de Mozart: "Deus se manifesta injustamente por perniciosas mãos". Se o corno Do Blackmore fosse um pouco mais razoável... não seria ele, seria uma m.erda. :lol:

Fëaruin Alcarintur disse:
Imundiço, mandou bem meu velho, já falou tudo o que tinha que ser falado.

Só que o guitarrista que tinha entrado logo que o Blackmore saiu é Tommy Bolin (não Bullen) né não?

De qualquer maneira, eu acho incrível o Deep Purple, depois de tudo que passou, ainda tá na estrada. E mandando muito bem, como sempre mandou. Até hoje, a banda surpreende quando sobe no palco.

É isso aí, Deep Purple na veia, pois Sometimes I Feel Like Screaming
É, eu sou uma lástima com nomes... já estava esperando alguma admoestação. Obrigado Fearuin.

Curiosodades: Quando Gillan comentou com o roger Glover que tinha escrito uma música chamada Smoke On the Water, este atalhou: "É sobre drogas não é?"

Vou tentar postar uma curiosidade por post neste tópico. "Tentar".
 

V

Saloon Keeper
Você só errou numa coisa, Sujo.

O primeiro sucesso deles foi "Hush", e não "Rush". :aham:
 

Fëaruin Alcarintur ¥

Alto-rei de Alcarost
O Sujo de Sangue disse:
Vou tentar postar uma curiosidade por post neste tópico. "Tentar".
Ah eu também quero. :P

E vou começar pela infame curiosidade sobre a gravação de nada mais, nada menos que o Machine Head...

O Machine Head é o maior, e considerado também o melhor, álbum do Deep Purple já gravado até hoje. Editado em 1972, o Machine Head foi um êxtase de crítica e comercial para o Deep Purple, sendo um verdadeiro marco de carreira musical, projetando estrondosos sucessos, como Highway Star e poderoso peso de Smoke On The Water. O álbum arrebatou o primeiro lugar na Inglaterra, e nos EUA, chegou ao sétimo lugar, vendendo, só lá, mais de 2 milhões de cópias, um número absurdamente alto para a época.
A idéia primordial em Machine Head era gravar o álbum ao vivo, no Casino (um teatro) de Montreaux, na Suiça. A idéia era capturar o dinamismo que o Purple desenvolvia no palco, tal que os membros da banda consideravam-se incapazes de reproduzir em estúdio. Para a façanha, eles levaram para a Suiça uma unidade móvel dos Rolling Stones de 16 canais (uma granbde tecnologia naquele tempo).
Mas tal qual é a ironia do mundo do rock... um dia antes da gravação do Purple, Frank Zappa and The Mothers of Invention subiram ao palco do Casino, e o show corria muito bem, até um imbecil disparar para o alto com uma arma de sinalização. O disparo iniciou um grande incêndio. Antes de deixar o palco, Frank Zappa comentou: "Ah, Mr. Arthur Brown em pessoa!", fazendo referência ao cantor inglês de The Crazy World of Arthur Brown, que usava fogo em seus espetáculos. Não houve ninguém ferido seriamente, mas o Casino ficou arruinado, e teve de fechar. Os planos do Purple foram por água abaixo. A alternativa foi gravar o Machine Head no Grand Hotel.
Mas o Grand Hotel tinha uma série de problemas; começaram a gravação e apenas duas horas depois, eles receberam a primeira visita da polícia; vários vizinhos já reclamam do barulho. Mas justo naquela hora, o Purple trabalhava na finalização duma canção; Ritchie Blackmore encontrara um novo riff e Gillan fazia as últimas alterações na letra. Temerosos que a polícia acabasse estragando o momento, eles não abriram a porta, e terminaram a gravação. Blackmore relembra: "Havia uma fila de carros de polícia lá fora e os policiais suiços batiam furiosamente na porta, mas não abrimos até gravar o melhor take."
Com dificuldade, um acordo foi estabelecido entre as duas partes, e as gravações foram terminadas, e o álbum foi completado quando o Purple retornou à Inglaterra. Toda a confusão, desde o incidente do Casino, gerou um dos maiores sucessos do Purple e um dos grandes hits do mundo da música, possuidor de um dos riffs mais marcantes do mundo da música: Smoke On The Water.
Machine Head é um grande álbum, com momentos mágicos, como Highway Star, que parecia realmente, antes de qualquer coisa, finalizar o trabalho feito em Fireball. Músicas reflexivas como Pictures of Home e Never Before mostravam que o Purple era bem mais que um monte de rock pesado.

Outra curiosidade: Para Highway Star, Blackmore trabalhou o solo com antecedência, coisa de dificilmente ele faz. Por incrível que pareça, ele prefere criar seus solos na hora, quando o entusiasmo e a adrenalina estão em ponto de ebulição. O solo de Highway Star ganhou partes surrupiadas de Mozart, como o próprio Blackmore afirmou.
 

Faram¡r

Dr. Benway
Frank Zappa and the Mothers, where at the best place around ... but some stupid whith a flare gun, burn this place to the ground!

Deep Purple é uma das bandas mais importantes da história do Rock, apenas pela qualidade que possui, sem falar na tremenda influencia que foi para as bandas posteriores.

O álbum que eu mais curto é o In Rock, que foi um marco na banda, quando eles adotaram um estilo pesado e rápido, dotado de muita técnica e totalmente inovador. É o álbum mais pesado que eu ouvi do Purple, e tem as melodias mais marcantes. Eu imagino como deve ter sido o impacto para as pessoas na época, escutar músicas como Child in Time, Speed King, Hard Lovin Man ... Flight of the Rat é uma que eu adoro, mostra toda a intensidade que essa trabalho possui.
 
Essa é muito boa:

Na turne fatídica do Come Hell or High Water, onde as duas mocinhas do Ian Gillan e do Blackmore tiveram suas desavenças, eles chegaram a brigar por que o Blackmore falou mal do Eric Clapton. Dá para acreditar? Eu imagino como divia ser o relacionamento dos caras, divia ser mó coisa de criancinha.

O mais engraçado é o Gillan dando entrevista, de repente, do nada, ele comenta: "Ele falou que o Eric Clapton não toca nada, dá para acreditar? Ele vive num mundo só dele..."

8O

Acho que até o entrevistador ficou sem reação. Eu dei muita risada. :lol:

E... ei! Senhor Fearuin! Era para ser apenas uma curiosidade por post, mas já que você meteu duas então eu também vou colocar. Mas só desta vez:

Num dos solos gigantescos do senhor Blackmore, onde este fazia questão de usar a alavanca até a guitarra desafinar ( :lol: ), o Gillan aproveitou o tempo livre para fornicar uma garota. Detalhe: no palco! Atrás do piano!

Por isso eu sempre quiz ser um Rock Star!
 
O Sujo de Sangue disse:
Morra no inferno da inveja! Eu fui nas duas últimas turnes, Purplendicular e Abandon, neste último eu tive quer ir nos dois shows em sampa. No Via Funchal eu paguei, mas no Aramaça eu tive a benção da minha vida: camarote num show do Purple! Foi a recompensa por uma vida de devoção.
Tu já teve tua recompensa...eu ainda estou esperando a minha, pq, como você, devoto minha vida ao Deep purple, minha banda do coração!!!! Ah, como amo aqueles velhinhos :grinlove: !!! Eles não podem morrer jamais! :( Ah, não quero nem pensar no dia em que a banda não existirá mais... :(
 

Faram¡r

Dr. Benway
Beladona disse:
Eles não podem morrer jamais! :( Ah, não quero nem pensar no dia em que a banda não existirá mais... :(
Vai ser um dia triste, o que a banda acabar ...

... mas sempre teremos as músicas deles a nossa disposição, e isso é eterno :obiggraz: (pelo menos enquanto eu viver)
 

KK

Banned
O Sujo de Sangue disse:
Essa é muito boa:

Na turne fatídica do Come Hell or High Water, onde as duas mocinhas do Ian Gillan e do Blackmore tiveram suas desavenças, eles chegaram a brigar por que o Blackmore falou mal do Eric Clapton. Dá para acreditar? Eu imagino como divia ser o relacionamento dos caras, divia ser mó coisa de criancinha.

O mais engraçado é o Gillan dando entrevista, de repente, do nada, ele comenta: "Ele falou que o Eric Clapton não toca nada, dá para acreditar? Ele vive num mundo só dele..."

8O

Acho que até o entrevistador ficou sem reação. Eu dei muita risada. :lol:

E... ei! Senhor Fearuin! Era para ser apenas uma curiosidade por post, mas já que você meteu duas então eu também vou colocar. Mas só desta vez:

Num dos solos gigantescos do senhor Blackmore, onde este fazia questão de usar a alavanca até a guitarra desafinar ( :lol: ), o Gillan aproveitou o tempo livre para fornicar uma garota. Detalhe: no palco! Atrás do piano!

Por isso eu sempre quiz ser um Rock Star!
Hahaha, fiquei sabendo dessas histórias tmb...dei muita risada na da treta do Blackmore com o Gillan! hahaha!
 

Thico

The Passenger
Parabens pelo texto Sujo!

Escutem tbm o Purple mais antigo, Book of Taliesyn, por exemplo, eu acho um cd dukralho! Anthem eh maravilhosa! :D
 

Valinor 2020

Total arrecadado
R$1.270,00
Meta
R$4.800,00
Termina em:
Topo